NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


PORTAL G1


No Dia do Aviador, conheça quem cruza o céu do país para salvar vidas

Militares da Força Aérea Brasileira transportam órgãos para transplante, além de insumos usados no combate à Covid-19 e ajudam a combater incêndios no Pantanal.

Marília Marques, G1 Df | Publicada em 23/10/2020 06:09

Pelos ares, no comando de aeronaves, militares da Força Aérea Brasileira (FAB) cruzam o céu do país em missões especiais. Em comemoração ao Dia do Aviador, celebrado nesta sexta-feira (23), o G1 conversou com homens e mulheres que não medem esforços e "vivem de prontidão" para salvar vidas.

A data é lembrada na corporação em homenagem ao primeiro voo do 14-Bis, realizado em 1906 pelo brasileiro Alberto Santos-Dumont, no Campo de Bagatelle, na França.

Na FAB, os militares atuam no transporte de órgãos para transplante, assim como lançamento de água para combater incêndios que atingem o Pantanal. Só nos primeiros 14 dias de outubro, 2.536 focos de queimadas destruíram parte do bioma.

Em outra missão, aeronaves decolam para levar insumos à população no combate à Covid-19. As ações também envolvem descontaminação de espaços públicos, doações de sangue, transporte de medicamentos e equipamentos de saúde. Confira relatos:

Transporte de órgãos para salvar vidas
Baseado em Brasília, o tenente-coronel Christiano Pereira Haag, de 42 anos, traz no currículo seis mil horas de voo. Ele é o comandante do Esquadrão de Transporte Aéreo da capital, responsável por levar órgãos de doadores a pacientes que há anos aguardam pela possibilidade de uma vida nova."Transportar um órgão para transplante é uma das missões mais nobres da FAB [...] levar esperança de vida para uma pessoa, certamente nos remete à sensação de dever cumprido", disse ao G1.

De janeiro a setembro desse ano, a Força Aérea foi acionada para 151 missões do tipo. Ao todo, 170 órgãos foram transportados, entre fígado (91), coração (40) e rins (33). Nos últimos quatro anos, 993 vidas foram salvas com as doações.

De dentro da aeronave, o coronel Haag é responsável por operar o avião U-100 Phenom. O amor à profissão, na definição do militar, "resume bem como é viver em prontidão". Em todo país, o transporte de órgãos ocorre 24 horas por dia, sem interrupção.

"Não há motivo maior de orgulho em saber que as suas ações refletirão em esperança e vida para um brasileiro que necessita."

Pilota de aeronaves
Em função semelhante ao do coronel, a capitão aviadora Bruna Nascentes Teles, de 32 anos, também comanda aeronaves da FAB. A militar ingressou na corporação em 2008, e compartilha do sentimento de prontidão que a profissão exige.

"A partir do momento que somos acionados para alguma missão, sabemos que a vida de alguém depende da nossa agilidade, e por isso é muito gratificante e também uma enorme responsabilidade cumprir a missão, independente do dia ou do horário", conta.

Ao ser perguntada sobre o sentimento ao sair de casa todos os dias para o trabalho, a capitão fala em "gratidão".

"É muito gratificante saber que estou contribuindo para salvar uma vida. Sempre que possível tento entrar em contato com alguém da equipe médica para saber se o transplante deu certo."

Combate a incêndios no Pantanal
Em outra missão, como piloto do C-130 Hércules, o capitão Ítalo Holanda De Oliveira, baseado no Rio de Janeiro, comanda o esquadrão que atua no combate a focos de incêndio no Pantanal. As queimadas na região duram mais de dois meses. De acordo com o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) Prevfogo, a área destruída representa 26% do bioma.

Na aeronave da FAB, um sistema lança água sob pressão nos locais atingidos pelo fogo. A capacidade de lançamento é de até 12 mil litros de água a cada abastecimento.

Marcadas na memória, o capitão Ítalo traz as lembranças de uma ação recente de combate ao fogo no Pantanal. Além de ajudar no preservação da fauna e da flora, ele lembra de ajudar brigadistas a escaparem do incêndio.

"Um grupo de brigadistas, que estava atuando em solo, ficou cercado pelo fogo enquanto realizava o trabalho no local. Nós fomos acionados para auxiliá-los", lembra Ítalo.

O avião em que estava, o C-130, executou o lançamento de água, o que possibilitou que o helicóptero de resgate se aproximasse dos brigadistas, que conseguiram sair ilesos da mata. "Foi muito satisfatório", diz.

"De alguma forma, nós estamos ajudando a garantir um bem comum, que é a preservação do meio ambiente, das nossas riquezas naturais e que futuras gerações tenham a oportunidade de usufruir da nossa biodiversidade."

Transporte de EPIs durante a pandemia
A Operação Covid-19, coordenada pelo Ministério da Defesa, mobiliza militares por todo o Brasil. Homens e mulheres das Forças Armadas atuam no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, em apoio à população.

As ações envolvem descontaminação de espaços públicos, doações de sangue, transporte de medicamentos e equipamentos de saúde. Na execução dessas atividades, a tenente aviadora Mariana de Bustamante Fontes, de 24 anos, serve no Esquadrão Harpia e opera o helicóptero H-60L Black Hawk.

"Tenho orgulho de levar apoio para onde muitas vezes ninguém mais chega. Dedico minha vida a cumprir as mais nobres missões nas comunidades mais remotas do território brasileiro", diz.

Nesses locais, principalmente da Amazônia, o trabalho da militar é essencial, em apoio a populações isoladas. As aldeias atendidas por aeronaves da corporação são consideradas de difícil acesso por terra, e somente embarcações e helicópteros conseguem chegar.

"No caso das comunidades indígenas, as nossas tripulações têm um cuidado mais acentuado. Portanto, a interação é apenas com os chefes dessas comunidades", explica a tenente.

"Sempre fomos muito bem recebidos e temos a certeza de que os equipamentos transportados para locais inóspitos demonstram o comprometimento de todos os aviadores em integrar cada vez mais o nosso país."

Durante a pandemia, além de levar ajuda, os militares também precisam reforçar os cuidados com a própria saúde e, assim, evitar a disseminação do vírus entre colegas e os atendidos. Segundo a FAB, nas missões que envolvem proximidade com comunidades indígenas, os tripulantes são testados antes de cada decolagem, além de cumprirem as medidas sanitárias e uso de Equipamento de Proteção Individual (EPIs) durante os transportes.

TV BRASIL


Aviões da FAB são usados para transportar órgãos para transplante


Repórter Brasil | Publicada em 22/10/2020 19:00

Amanhã é o Dia do Aviador, mesma data em que a Força Aérea Brasileira comemora seus 79 anos.

Entre as ações importantes da FAB está o transporte de órgãos. Só neste ano, a Força Aérea transportou 170 órgãos e em 4 anos salvou mais de 900 vidas de brasileiros que esperavam por um transplante.

 

 

 

 

 

 

PORTAL PODER AÉREO


Dia do Aviador e Dia da Força Aérea Brasileira


Publicada em 23/10/2020

O Comando da Aeronáutica celebra, nesta sexta-feira (23/10), o Dia do Aviador e o Dia da Força Aérea Brasileira (FAB). A data marca os 114 anos do primeiro voo do 14-Bis, realizado em 1906 por Alberto Santos-Dumont no Campo de Bagatelle, em Paris, e homenageia os integrantes da FAB, que atuam no cumprimento da missão institucional de “Manter a soberania do espaço aéreo e integrar o território nacional, com vistas à defesa da Pátria”. Está prevista a presença do Senhor Presidente da República, Jair Bolsonaro.

Na capital federal, o evento será realizado na Ala 1 – Base Aérea de Brasília, às 10h30, com apresentação da primeira aeronave multimissão F-39E Gripen. Essa é uma unidade de testes equipada com instrumentos para a continuidade da campanha de ensaios, que teve início em agosto de 2019, na Suécia.

O novo caça está sendo empregado nas atividades de desenvolvimento conjunto que estão sendo realizadas no parque industrial brasileiro, por cooperação entre a Saab e as empresas nacionais selecionadas como beneficiárias no programa de transferência de tecnologia (offset). A previsão de entrega à FAB das primeiras aeronaves operacionais é para o final de 2021.

Durante o evento, serão respeitados os protocolos de prevenção à Covid-19, conforme as orientações das autoridades de saúde.

História – O Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira, celebrado em 23 de outubro, rememora o primeiro voo do 14-Bis realizado por Alberto Santos-Dumont. O voo do aparelho mais pesado do que o ar ocorreu em 1906, no Campo de Bagatelle, em Paris. O 14-Bis percorreu 60 metros em sete segundos, voando a dois metros do solo perante a Comissão Oficial do Aeroclube da França (instituição de reconhecimento internacional autorizada a homologar descoberta aeronáutica marcante) e mais de mil espectadores.

Atualmente, os aviadores da FAB atuam em prol da sociedade brasileira nas mais diversas regiões por todo o País.

Serviço:
Evento: Dia do Aviador e Dia da Força Aérea Brasileira
Local: Ala 1 – Base Aérea de Brasília. Setor Militar do Aeroporto Internacional de Brasília.
Data e Horário: sexta-feira (23/10), às 10h30.

MINISTÉRIO DA DEFESA


Ministro da Defesa recebe delegação da Suécia para lançamento do novo caça da FAB


Viviane Oliveira | Publicada em 22/10/2020 21:18

O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, recebeu, nesta quinta-feira (22), delegação da Suécia em celebração ao lançamento do novo caça da Força Aérea Brasileira (FAB), o F-39 Gripen. O encontro, na sede da Pasta, contou com a presença do presidente da SAAB, Marcus Wallenberg. A empresa é uma grande parceira do Brasil em defesa.

O Ministro destacou o sucesso da parceria entre as empresas SAAB, EMBRAER e outras no desenvolvimento de tecnologias e relembrou que o País vivencia marco estratégico histórico no setor da defesa. O Gripen terá sua apresentação oficial nesta sexta-feira (23), dentro da comemoração do Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira. A cerimônia na Ala 1, em Brasília, contará com a presença do Presidente da República, Jair Bolsonaro.

“Antes de ser ministro, fui Chefe do Estado-Maior do Exército e acompanhei os projetos estratégicos no âmbito da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. Não tenho dúvidas que foi a melhor escolha para a FAB, por muitos motivos não apenas pela qualidade das aeronaves. Tenho certeza que será um sucesso, amanhã veremos o dia em que evoluímos do 14Bis para o Gripen”, destacou Azevedo.

O presidente da SAAB expôs sua satisfação pelo legado construído ao longo dos anos com o governo brasileiro. “Temos parcerias com diferentes países do mundo, mas um aspecto chave para fazer essas cooperações funcionarem é a abertura e a transparência, então agradecemos a postura brasileira”, afirmou Marcus Wallenberg.

Entre os membros da delegação da Suécia estiveram presentes na reunião a Embaixadora do Reino da Suécia no Brasil, Johanna Brismar Skoog, o CEO da SAAB Micael Johansson, o Diretor do Gripen no Brasil, Bengt Janer, e a Diretora-geral da SAAB no Brasil, Marianna Silva. Também participaram o Chefe de Assuntos Estratégicos, General Cesar Augusto Nardi de Souza, o Secretário de Produtos de Defesa, Marcos Degaut, e o Assessor Especial do Ministro, Major-Brigadeiro do Ar Vincent Dang.

 

PORTAL AEROIN


Rio de Janeiro ganha memorial em homenagem à Força Aérea Brasileira


Fabio Farias | Publicada em 22/10/2020

A Força Aérea Brasileira (FAB) recebeu, nesta terça-feira (20), uma honraria do Iate Clube do Rio de Janeiro, na capital fluminense, em alusão ao Dia do Aviador e Dia da Força Aérea Brasileira, que será comemorado no dia 23 de outubro. O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, o Comandante do Comando Aéreo Leste, Major-Brigadeiro do Ar Luiz Guilherme Silveira de Medeiros, e o Vice-Comodoro do Iate Clube do Rio de Janeiro, João Batista Porto Cursino de Moura, inauguraram, no hall do Salão Nobre das instalações do Iate Clube, um memorial em homenagem à Força Aérea. Integrantes do Alto-Comando da Aeronáutica, Oficiais-Generais da Marinha do Brasil e da Força Aérea Brasileira, dentre outras autoridades, também prestigiaram o momento.

O espaço é composto por imagens e objetos comemorativos. Dentre eles está a insígnia da Ordem do Mérito Aeronáutico (OMA), concedida à Instituição em 2019.

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro Bermudez, agradeceu a reverência e entregou uma imagem do novo caça da FAB, o F-39 Gripen. “O Comando da Aeronáutica recebeu hoje uma homenagem do Iate Clube do Rio de Janeiro. A Instituição comemorou este ano o seu centenário e nos sentimos prestigiados e honrados com a homenagem prestada à Força Aérea Brasileira”, disse.

Para o Comandante do Comando Aéreo Leste, Major-Brigadeiro Medeiros, a relação do Iate Clube com as Forças Armadas é tradicional. “A Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira, sediados no Rio de Janeiro, já têm uma grande aproximação e amizade com os seus integrantes. Esta relação de prestígio e de cordialidade perdura no tempo e é reconhecida por ambas as instituições. É uma oportunidade de enaltecer esta relação institucional, em uma comemoração tão significativa, como a alusão que estamos fazendo ao Dia do Aviador e Dia da Força Aérea Brasileira”, disse.

PORTAL DEFESANET


Comandante da Aeronáutica recebe Presidente da ABIMDE

Encontro ocorreu nesta quarta-feira (21), no Comando da Aeronáutica, em Brasília (DF)

Agência Força Aérea | Publicada em 22/10/2020 07:20

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, recebeu, nesta quarta-feira (21), em Brasília (DF), o Presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE), Roberto Alves Gallo Filho. Na ocasião, foram tratados temas correlatos às Instituições.

O Tenente-Brigadeiro Bermudez falou sobre o encontro. “A visita teve como objetivo ratificar a cooperação bilateral. A ABIMDE representa e valoriza as empresas nacionais no Brasil e no exterior há mais de 30 anos", destacou o Comandante.

O Presidente da ABIMDE comentou sobre a reunião. “Trouxemos uma agenda propositiva de medidas que podem ajudar a base industrial de defesa, como por exemplo no fomento à inovação”, disse.

JORNAL MIDIAMAX (MS)


FAB distribui tonelada de alimentos para animais afetados por queimadas no Pantanal

Frutas, verduras e carnes foram deixadas em cinco regiões do Parque Nascestes do Taquari

Karina Campos | Publicada em 22/10/2020 14:35

A FAB (Força Aérea Brasileira) divulgou, nesta quarta-feira (21), que distribuiu uma nova remessa de alimentos em regiões do Pantanal de Mato Grosso do Sul, para ajudar animais que foram afetados pelas queimadas. Uma tonelada de legumes, frutas, verduras e carne foram deixadas nas regiões.

Conforme equipe, o transporte foi feito pelo Esquadrão Pelicano com ajuda de médicos veterinários do CRMS-MS (Conselho Regional de Medicina Veterinária e Zootecnia de MS). A distribuição foi feita nas regiões do Parque Estadual das Nascentes do Taquari, localizado em Alcinópolis e Serra do Amolar, em Corumbá.

“É uma missão que nos engrandece como seres humanos, pois estamos colaborando de alguma maneira para a recuperação da natureza e esta é uma oportunidade única que o fato de pertencer a uma Unidade de Busca e Salvamento nos oferece”, disse o Tenente Aviador Luís Fernando Chuaste do Amaral.

Conforme o presidente do conselho de veterinária, Rodrigo Bordin Piva, o apoio auxilia na chegada de locais de difícil acesso e que animais possam estar sem refúgio.

“São áreas consideradas como rotas de fuga de animais, em pelo menos três dessas áreas não é possível o acesso terrestre ou aquaviário. Em outros pontos tal operação poderia demorar até dois meses para conseguir chegar”, declarou.

Durante a operação, uma cutia foi resgatada com queimaduras nas patas e levado ao Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), de Campo Grande.

Alívio nas queimadas
Com a chuvas registradas nos últimos dias, alguns focos de calor foram dispersos e parte da equipe de apoio de Santa Catarina e do Paraná foram liberadas.
Embora a diminuição de incêndios, brigadistas permanecem nas bases monitorando as regiões.

PORTAL AEROFLAP


Força Aérea encerra Exercício Conjunto NUNTIUS em Campo Grande (MS)


Força Aérea Brasileira | Publicada em 22/10/2020 12:46

Sob a coordenação do Comando de Preparo (COMPREP), por meio do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (EAS), encerrou-se na sexta-feira (16) o Exercício Conjunto NUNTIUS. O adestramento, iniciado no dia 21 de setembro, aconteceu na Ala 5, em Campo Grande (MS), visando à interoperabilidade das três Forças Armadas. A Marinha do Brasil (MB), o Exército Brasileiro (EB) e a Força Aérea Brasileira (FAB) participaram da formação operacional de militares, a qual objetivou o emprego em missões de Apoio Aéreo Aproximado com a formação de novos Guias Aéreos Avançados.

O treinamento foi realizado por meio das aeronaves de combate A-29 Super Tucano, do Terceiro Esquadrão do Terceiro Grupo de Aviação (3º/3º GAV) – Esquadrão Flecha; A-4 Skyhawk, do Esquadrão VF-1 (MB); e H-60L Blackhawk, do Segundo Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação (2º/10º GAV) – Esquadrão Pelicano.

Cerca de 160 militares participaram do Exercício. Os alunos do Curso receberam instruções sobre o fluxo do Guiamento Aéreo Avançado, modalidades de emprego, emissão laser, armamento aéreo, bem como o controle terminal de ataques em alvos.

Concluíram o curso com aproveitamento e foram diplomados 11 militares, sendo quatro da FAB, quatro do EB e três da MB. Durante a Cerimônia foram entregues, ainda, Certificados de Agradecimento aos Instrutores Externos.

O Sargento da FAB William Silva do Nascimento, primeiro colocado do Curso, destacou a importância do Exercício: “Ser qualificado como Guia Aéreo Avançado é relevante para a progressão operacional, pois aumenta a capacidade para atuar no terreno, tendo em vista o emprego de ataque aéreo coordenado entre o Guiamento Aéreo Avançado e o meio aéreo utilizado. Além disso, possibilitou o intercâmbio entre as Forças, o que acarretou compartilhar doutrinas, agregar e nivelar conhecimentos aplicados pelas demais Organizações”, afirmou.

Pilotos falam do amor à profissão e à Força Aérea Brasileira


Força Aérea Brasileira | Publicada em 22/10/2020 11:49

Alberto Santos-Dumont, Eduardo Gomes, Casimiro Montenegro e Nero Moura foram alguns dos que edificaram a história da Força Aérea Brasileira (FAB). Os passos dados por essas personalidades reverberaram e motivaram muitos outros brasileiros que também ousaram, possibilitando que a Aeronáutica Brasileira se tornasse referência mundial. Espelho dessas figuras importantes que forjaram os valores e ideais da FAB, temos hoje os nossos militares, aqueles que voam e fazem voar. São 79 anos de história, de um passado repleto de glórias e de um futuro promissor. Movidos pelo fascínio de voar, os filhos altivos dos ares, que honram o legado dos antecessores e são comprometidos com nossa nação, norteados pela disciplina, idoneidade e amor à Pátria, relatam suas atuações, missões e o amor à profissão.

Aviação de Asas Rotativas
“O que mais me motivou a seguir a carreira na Aviação de Asas Rotativas foi ajudar as pessoas. Poder transmitir o sentimento de segurança e proteção para a sociedade me enche de orgulho. Já participei de missões que me proporcionaram realizações profissionais e pessoais, como o transporte de vacinas às comunidades indígenas e missões de resgates. Recentemente, participei da missão de Transporte Aéreo Logístico na Operação Pantanal, no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, quando pude transportar os brigadistas do Corpo de Bombeiros até os locais dos focos de incêndio, além de participar do resgate de uma onça pintada que estava debilitada por conta das chamas”.
Tenente Aviador Josué Marcos Coelho Gonçalves – Esquadrão Pantera (5º/8º GAV)

Aviação de Caça
“A Aviação de Caça me inspira desde criança. Sempre que eu ia ao Campo de Marte, em São Paulo (SP), com minha família, olhava as aeronaves voando. Isso me motivou a ingressar na Força Aérea Brasileira. Depois de muito estudo e dedicação, consegui ir para a Aviação de Caça. Tenho muito orgulho de pertencer ao seleto grupo de pilotos de caça e acredito que me manter preparado é a melhor forma de defender o nosso País. Participei recentemente do Exercício Operacional Tápio, em Campo Grande (MS), organizado pelo Comando de Preparo (COMPREP), quando exercitamos, com afinco, diversas manobras com o objetivo de defender a nossa Pátria”.
Tenente Aviador Rômulo dos Santos Farias – Esquadrão Centauro (3°/10° GAV)

Aviação de Patrulha
“Forjada no calor das batalhas da 2ª Grande Guerra e bombardeando os submarinos inimigos, os feitos da Patrulha foram cravados na história. Seu passado glorioso foi o que me fez escolher esse caminho. Como piloto da Aviação de Patrulha, atuei em diversas missões focadas na proteção de nosso litoral, mas jamais esquecerei a missão de buscar e monitorar o avanço das manchas de óleo que atingiram nossas águas, no litoral brasileiro. Foi um dos desastres ambientais mais recentes que nossa nação sofreu, no qual a FAB atuou intensamente. A Amazônia Azul é nossa e estarei sempre pronto para protegê-la. Salve a Patrulha!”

Capitão Aviador Aliki Vasconcelos Costa – Esquadrão Phoenix (2°/7° GAV)

Aviação de Transporte
“Quando ingressei na Academia da Força Aérea, objetivava realizar o sonho de voar. O meu sonho se concretizou. Eu me sinto realizado com a minha carreira e por voar na Aviação de Transporte. Realizamos diversas Ações de Força Aérea, dentre elas o Transporte Aéreo Logístico, que leva ajuda a quem mais necessita, nos locais mais longínquos do nosso País e do exterior. Em 2020, durante a Operação COVID-19, transportamos diversos materiais e insumos – como respiradores, álcool em gel e Equipamentos de Proteção Individual, a quem mais precisava de apoio. Foi um sentimento comum, para mim e para a tripulação, a felicidade em ajudar aqueles que, possivelmente, não receberiam a ajuda de forma tão rápida”.

Tenente-Coronel Aviador Luiz Fernando Rezende Ferraz – Esquadrão Zeus (1º GTT)

Aviação de Busca e Salvamento
“A oportunidade de salvar vidas foi minha grande motivação ao escolher a Aviação de Busca e Salvamento, e assim tenho seguido a minha carreira. Uma das missões mais marcantes aconteceu em novembro de 2018. A missão foi acionada quando o Esquadrão Pelicano ainda estava implantando o H-60L Black Hawk. Por isso, uma tripulação mista do 2º/10º GAV e 5º/8º GAV decolou para as buscas. Foram muitos desafios até que, depois de cinco dias e quatro noites, dois passageiros foram encontrados com vida. Celebramos o resgate e, passados alguns meses, um dos sobreviventes voltou para nos contar a história pelo seu ponto de vista. Foi emocionante ver sua gratidão. Só restou o sentimento de dever cumprido.”

Capitão Aviador André Villela Gaspar – Esquadrão Pelicano (2º/10º GAV)

Aviação de Reconhecimento
“Desde que ingressei na FAB, tive a grata satisfação de pertencer a duas Aviações completamente distintas – Transporte e Reconhecimento. Atualmente, na Aviação de Reconhecimento, minha grande satisfação é realizar missões de inteligência em contribuição à defesa da Pátria e do Espaço Aéreo Brasileiro, como nos acionamentos da Defesa Aérea em Operações conjuntas com os órgãos de segurança pública. Sem dúvida, sou muito realizada na carreira que escolhi seguir e sinto-me cada vez mais motivada em cumprir missões constitucionais do nosso País”.

Capitão Aviadora Thais Lemgruber Américo – Esquadrão Guardião (2º/6º GAV)

FAB realiza concerto musical no Museu do Amanhã


Força Aérea Brasileira | Publicada em 22/10/2020 11:50

Ocorreu, nesta terça-feira (20), no Espelho D´água do Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro (RJ), o Concerto Musical intitulado “O Amanhã nas Asas que protegem o País”, em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da Força Aérea Brasileira, celebrados em 23 de outubro. O evento foi organizado pelo Comando Aéreo Leste e contou com a participação do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), também conhecido como Esquadrilha da Fumaça, que sobrevoou os principais pontos da cidade carioca, como o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar, o Maracanã, dentre outras localidades.

Participaram do evento o Comandante da Aeronáutica,  Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez; integrantes do Alto-Comando da Aeronáutica;  Oficiais-Generais da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira; dentre outros convidados.

O Comandante da Aeronáutica destacou a importância da comemoração. “Lembramos, mais uma vez, o feito do Pai da Aviação quando, ao comando do 14-Bis, Alberto Santos-Dumont realizou um sonho tão vigoroso e encantador que, ainda hoje, permanece aceso e vibrante. Às vésperas do dia 23 de outubro, quando comemoramos o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira, trazemos, aqui no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, uma mensagem de acolhimento à sociedade: o Amanhã nas Asas que protegem o País. É a FAB abraçando a população por meio de seus aviadores”, disse.

O Comandante do Comando Aéreo Leste, Major-Brigadeiro do Ar Luiz Guilherme Silveira de Medeiros, recebeu as autoridades para as homenagens. “Não podíamos deixar, mesmo em meio a esta pandemia, de fazer alusão ao Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira, aqui, no berço da Aviação Militar no Brasil, a cidade do Rio de Janeiro”, declarou o Major-Brigadeiro Medeiros

Celebração

O dia 23 de outubro foi instituído como o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira por ser a data em que Alberto Santos-Dumont realizou o primeiro voo com o 14-Bis, o aparelho mais pesado que o ar. O fato histórico ocorreu no Campo de Bagatelle, em Paris, em 1906, quando o brasileiro percorreu 60 metros, voando a cerca de dois metros sobre o solo, perante mais de mil espectadores e a Comissão Oficial do Aeroclube da França.

 

Com voos do Gripen: FAB vai transmitir evento do “Dia do Aviador” ao vivo


Fab | Publicada em 22/10/2020 21:17

A Força Aérea Brasileira deve transmitir amanhã (23), através dos canais oficiais da FAB no Youtube e no Facebook, a Cerimônia alusiva ao Dia do Aviador e ao Dia da Força Aérea Brasileira, com Imposição da Medalha da Ordem do Mérito Aeronáutico, a partir das 10h30, em Brasília/DF.

Durante o evento, será realizada, também, a apresentação oficial da aeronave multimissão F-39E Gripen, e você poderá acompanhar a Live de casa com toda sua família.

O evento ainda contará com uma apresentação do Esquadrão de Demonstração Aérea, a Esquadrilha da Fumaça.