NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


PORTAL G1


VÍDEO: Balão gigante sobrevoa casas e cai na zona sul de São José

Balão foi recolhido na manhã desta sexta-feira (19) pela Polícia Ambiental. Fabricar ou soltar balões é crime.

Por G1 Vale Do Paraíba E Região | Publicada em 19/04/2019 11:55

Um balão gigante caiu em uma área verde na zona sul de São José dos Campos (SP) após sobrevoar casas e chamar a atenção dos moradores na manhã desta sexta-feira (19). Um vídeo mostra o momento da queda.

A queda foi no bairro Cidade Morumbi, em uma praça entre as ruas Benedito Cubas e Adelaide Oliveira de Marcelino. O internauta Ronaldo Cristiano Molinare, que fez o vídeo, contou que estava na sacada do apartamento onde mora, às 8h50, quando viu o balão.

Outro internauta, Lucas Gabriel Silva, estava de carro, na rua Francisco de Assis Dias e fez uma foto do balão no chão (veja abaixo). Segundo a Prefeitura de São José dos Campos, não houve interdição no trânsito.

A Polícia Militar Ambiental foi acionada, mas não localizou o dono do objeto. O balão foi recolhido e levado para a delegacia. Fabricar ou soltar balões é crime, com pena que varia de um a três anos de detenção e multa que pode passar de R$ 7 mil.

Outro balão

Além dessa queda na zona sul, outro balão caiu na manhã desta sexta, por volta das 9h, no Banhado, perto do Urbanova.

Até o fim da manhã, os bombeiros e a polícia não tinham atendido a ocorrência no local.

FOLHA DIRIGIDA (RJ)


Concurso FAB: inscrições para oficiais até domingo, 21. Veja dicas

Confira dicas para avaliação curricular do concurso de oficiais temporários da FAB, que recebe inscrições para 1.030 vagas até domingo, 21.

Juliana Goes | Publicada em 19/04/2019 13:10

As inscrições para o concurso de oficiais temporários da Força Aérea Brasileira (FAB) terminam no próximo domingo, 21. E para quem deseja uma das 1.030 vagas oferecidas, FOLHA DIRIGIDA traz dicas para a avaliação curricular, primeira etapa desta seleção. Confira! 

De acordo com os editais, a avaliação curricular ocorrerá no período de 29 de abril a 23 de maio. E para ser aprovado nesta etapa, é preciso ficar atento às exigências da FAB. De acordo com a professora da Universidade Estácio de Sá e mestre em Psicologia Social, Luciene Setta, os candidatos devem compreender como funciona uma análise de currículos ou prova de títulos. 

Segundo a professora, um grau acadêmico é um título conferido normalmente por uma instituição de ensino superior. "Podemos dizer que todos os cursos após a graduação são considerados pós-graduação, podendo ser especialização, MBA (Lato Sensu), mestrado, doutorado ou pós-doutorado (Strictu Sensu)", explica. Desta forma, os candidatos precisam avaliar os títulos que serão considerados durante a avaliação curricular. De acordo com a professora, esta primeria etapa servirá para selecionar os concorrentes mais bem preparados, a partir da sua formação educacional e profissional.

"Os títulos mais comuns são especialização, mestrado e doutorado. No entanto, em alguns casos, são aceitos trabalhos publicados e experiência na área de atuação do cargo para o qual o candidato está concorrendo", explica Luciene Setta. De acordo com a professora, os candidatos que terão seus currículos avaliados, como no caso do concurso para oficiais temporários da FAB, precisam apresentar primeiro os cursos de maior titulação, como pós-graduação.

"No currículo, é preciso informar o nome do curso, a instituição de ensino e o período que cursou. Se ainda estiver estudando, é imprescindível apresentar a previsão de conclusão do curso e não só o semestre ou o período", explica Luciene Setta.

Por fim, a professora explica que os concorrentes jamais devem mentir. A informação, segundo ela, deve estar de acordo com a formação e os cursos realizados após a graduação.

"Vivemos em um mundo globalizado e em uma sociedade que cada vez mais exige 'up grade' profissional. O importante é não parar de estudar e buscar uma qualificação cada vez mais pluri e multi disciplinar", conclui Luciene Setta.

PORTAL DEFESANET


Operações do Ministério da Defesa inibem crimes na faixa de fronteira


Lane Barreto | Publicada em 19/04/2019 10:35

Com o intuito de combater a prática de crimes ambientais na faixa de fronteira, a 5ª Divisão do Exército realizou ação ostensiva nas principais estradas do Paraná e de Santa Catarina, por meio da Operação Ágata. Desenvolvida em parceria com a Polícia Federal, Força Nacional e agências governamentais, a ação ocorreu entre 24 e 29 de março, com participação de cerca de mil militares.

Na ação ainda foram realizadas patrulhas terrestres e fluviais. Por meio da Operação, foram apreendidos quase 3 mil itens contrabandeados, cerca de 300 quilos de drogas e mais de 500 armas e munições.

Outra ação executada para prevenir e reprimir a ação de criminosos na faixa de fronteira foi a Ágata Amazônia II, realizada de 22 a 29 de março. Coordenada pelo Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas do Ministério da Defesa (MD) e conduzida pela 16ª Brigada de Infantaria de Selva, situada em Tefé (AM), a ação foi desenvolvida em parceria com a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar do Amazonas, Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais) e do Centro Gestor Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), órgão vinculado ao MD.

A Ágata Amazônia II teve a participação de aproximadamente 550 militares do Exército e de cerca de 250 homens do Comando do 9º Distrito Naval (DN) da Marinha do Brasil, localizado em Manaus.

Na ação, foram empregados dois navios-patrulha fluviais, um navio hospitalar, três lanchas e um helicóptero do Comando do 9º DN. A área de operações compreendeu o Rio Juruá, Villa Bitencourt até a Foz do Rio Puruê, localizados no estado do Amazonas.

Resultados

Em 2018, as Forças Armadas, o Departamento de Polícia Federal, a Secretaria de Receita Federal, o Departamento de Polícia Rodoviária Federal, a Secretaria Nacional de Segurança Pública e agências governamentais, realizaram mais de 100 ações conjuntas inseridas na Operação Ágata.

Entre os resultados obtidos destacam-se a realização de 200 mil inspeções, vistorias e revistas, 5 mil patrulhas navais, terrestres e áreas e a apreensão de cerca de 14 mil quilos de drogas e de 17 mil munições.

Novo formato

Em 2017, alinhada às políticas do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), a Operação Ágata foi reformulada, deixou de ser pontual e passou a ser fracionada ao longo de todo o ano, com caráter de curta duração.

Com relação às Operações na Faixa de Fronteira, o Ministério da Defesa apoia agências governamentais realizando a Operação Ágata desde o ano de 2011.

A atuação do MD, por meio da realização desta Operação, tem o intuito de intensificar a presença do Estado na faixa de fronteira e a integração com outros órgãos federais, estaduais e municipais. Além disso, estimula cooperação técnica, de inteligência e de logística entre os órgãos participantes.

RADIO AGENCIA NACIONAL


Aeroportos de Araraquara e Guarujá terão novos voos com redução do preço do diesel


Nelson Lin | Publicada em 19/04/2019 10:52

As cidades de Araraquara, no interior paulista, e Guarujá, na região litorânea, receberão novos voos. O anúncio foi feito pela Companhia Azul Linhas Aéreas, após o governo de São Paulo reduzir a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para combustível de aviação, no estado.

A medida atende um pleito das companhias aéreas, de diminuição dos custos operacionais.

O percentual do ICMS sobre os combustíveis de aviação passará de 25% para 12%, a partir de junho.

Com a renúncia fiscal, a arrecadação prevista para 2019 sobre a comercialização de querosene aéreo cairá de R$ 627 milhões para R$ 422 milhões.

O setor aéreo se comprometeu a criar 70 novos voos e 490 partidas semanais, aumentando a oferta de destinos em todo o país.

O estado concentra 44% do mercado de aviação civil do Brasil, de acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Segundo a companhia Azul, a cidade de Araraquara terá um voo diário para o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, também no interior de São Paulo, a partir do dia 1º de setembro.

A cidade tem 230 mil habitantes e fica a 270 quilômetros de distância da capital. Do Aeroporto de Viracopos, os passageiros terão acesso a 60 destinos nacionais e internacionais.

Já o voo que sairá de Guarujá, no litoral paulista, ainda não tem data para início das operações, pois depende da conclusão de obras estruturais do aeroporto.

O Aeroporto de Guarujá está localizado nas antigas instalações da Base Aérea de Santos e sua área pertencia à Força Aérea Brasileira (FAB) até 2018, quando foi repassado à Prefeitura de Guarujá.

Na última terça-feira (15), o Ministério da Infraestrutura assinou o termo que autoriza a concessão desse aeroporto à iniciativa privada, por 28 anos.

Mas para funcionar plenamente, ainda são necessárias a construção de um terminal de passageiros e melhorias na pista e na infraestrutura.

O edital de licitação da concessão deve ser publicado em breve pela Prefeitura de Guarujá. A previsão é que o aeroporto tenha voos para os aeroportos do Santos Dumont, no Rio de Janeiro; Belo Horizonte, em Minas Gerais, e Curitiba, no Paraná.