NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


JORNAL DA BAND - TV


Militares levam pacientes necessitados para hospitais


Da Redação | Publicada em 13/09/2019 20:20

Na reportagem especial desta sexta-feira, 13, da série "Missão Brasil", você vai conhecer o trabalho da FAB na Amazônia. Salvamentos na selva, transporte de órgãos para transplantes e defesa aérea na fronteira estão entre as atividades dos homens da Aeronáutica.

PORTAL DEFESANET


Esquadrão Orungan recebe militares da Força Aérea Canadense

Grupo estrangeiro conheceu as capacidades da Unidade Aérea da Ala 12 e trocou experiências sobre missões reais

Tenente Jonathan Jayme E Major Monteiro | Publicada em 13/09/2019 07:35

O Esquadrão Orungan (1º/7º GAV), sediado na Ala 12, no Rio de Janeiro (RJ), recebeu a visita de uma comitiva da Real Força Aérea Canadense (RCAF), no final de agosto. O grupo era composto por tripulantes da aeronave Lockheed CP-140 Aurora, que se baseia na plataforma do P-3 Orion - aeronave operada pela Unidade da Força Aérea Brasileira (FAB).

Durante o encontro, os visitantes conheceram o simulador tático MT-TAT (do inglês Mission Trainer-Tactical Aircrew Trainer), e do MSC (Mission Support Center), dedicados ao planejamento e às análises das diversas missões executadas pela Unidade Aérea.

Além das instalações administrativas, puderam visitar o Hangar do Zeppelin, um dos últimos espaços para dirigíveis existentes e um dos mais bem conservados do mundo. Entre palestras e briefings, os tripulantes dos dois países puderam trocar experiências e mostrar as capacidades das suas aeronaves.

Os canadenses, fundamentados por experiências em situações reais no Afeganistão, Iraque e Líbia, abordaram, por exemplo, os aspectos cruciais sobre as operações ISR (Intelligence, Surveillance and Reconnaissance) no ambiente terrestre, com ênfase nas possíveis ameaças.

Por fim, a comitiva participou de um voo operacional na aeronave P-3AM e pôde assistir à coordenação entre a tripulação brasileira no cumprimento das Ações de Antissubmarino, Patrulha Marítima, e Busca e Salvamento, com lançamento simulado de bote pela porta principal.

O Comandante do 1º/7º GAV, Tenente-Coronel Aviador Erivando Pereira Souza, falou sobre o intercâmbio com os tripulantes do Esquadrão 404 da RCAF. “Além de servir para a troca de experiências entre os dois países, realçou as potencialidades da aeronave P-3AM em ambiente ISR, com múltiplos vetores, tanto no cenário marítimo como no terrestre”, comentou.

OUTRAS MÍDIAS


AEROFLAP - Esquadrão da FAB realiza resgate de vítima de acidente em navio


André Magalhães | Publicada em 13/09/2019 08:20

O Esquadrão Falcão (1°/8° GAV), sediado na Ala 10, em Parnamirim (RN), resgatou, nesta quinta-feira (12/09), um homem que sofreu acidente em um navio estrangeiro que navega na costa brasileira. O Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), organização da Força Aérea Brasileira (FAB) responsável pelo acionamento de missões aéreas, acionou o Esquadrão após o contato do Hospital de Aeronáutica de Recife (HARF).

A unidade de saúde da FAB em Pernambuco participou da operação, analisando as informações recebidas pelo SALVAMAR (Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo) sobre o estado da vítima antes do acionamento do helicóptero.

“Recebemos essa solicitação de socorro a enfermo a bordo do navio, sugerindo uma evacuação aeromédica e, após a averiguação do estado de saúde, achamos necessário, por causa da urgência, entrar em contato com a Força Aérea”, destacou o coordenador da missão, Capitão de Fragata Alexandre Souza de Aguiar.

A aeronave H-36 Caracal, do 1°/8° GAV, decolou de Paranamirim (RN) para Fortaleza (CE), onde realizou pouso técnico; em seguida, voou até o navio para realizar o resgate. O helicóptero manteve o voo pairado enquanto os homens de resgate SAR (do ingês Search And Rescue – Busca e Salvamento) içaram a vítima em uma maca até a aeronave. Ao final, o esquadrão transportou o paciente para a capital cearense para receber atendimento médico especializado, totalizando 3h50 de voo.

“Nós treinamos, diuturnamente, para cumprir esse tipo de missão. Então, é uma satisfação voltar com uma vida a bordo da aeronave para receber o tratamento adequado”, ressaltou o comandante da missão, Tenente Aviador Charles Bruno da Silva Duarte.

A tripulação foi composta por três pilotos, um mecânico de aeronave, um operador de equipamentos especiais (responsável por operar o guincho que auxiliou a tripulação), três homens de resgate, uma médica e uma enfermeira. “O resgate foi bastante difícil, no convés, em alto-mar, com muitos obstáculos, mas cumprimos o nosso dever e resgatamos uma vida”, enfatizou o Sargento Gerson Claudio Chermont Torres.

O navio procedente do Porto de Colon, no Panamá, tem como destino o Porto do Rio de Janeiro (RJ). Segundo a avaliação médica, caso o tripulante não fosse resgatado por uma aeronave, a situação poderia ser agravada, considerando a previsão de 12 horas para a chegada do navio ao porto de Fortaleza.

AEROFLAP - FAB participa do International Brazil Air Show (IBAS)


André Magalhães | Publicada em 13/09/2019 08:06

Começou nesta quarta-feira (11/09) a segunda edição do International Brazil Air Show (IBAS), que tem como tema Conectividade e Inovação para Fortalecimento do Transporte Aéreo na América Latina. A feira está sendo realizada no Aeroporto Internacional de Guarulhos (GRU Airport), em São Paulo, até o dia 13/09, e tem como objetivo fomentar discussões e promover negócios no setor da aviação. O Diretor-Geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas, participou da cerimônia de abertura. Também estiveram presentes Oficiais-Generais da Força Aérea Brasileira (FAB), autoridades aeroportuárias e especialistas nacionais e internacionais em aviação.

Os três dias de evento, que tem foco no desenvolvimento do setor aéreo brasileiro, contarão com palestras e estandes de exposição. No espaço reservado à FAB, é possível conhecer sobre a plataforma de Serviço de Controle de Aeródromo prestado por uma Torre de Controle Remota. 

No discurso de abertura da feira, o Tenente-Brigadeiro Domingues falou a respeito da implantação desse Serviço em Santa Cruz, no Rio de Janeiro, prevista para outubro deste ano, sendo o primeiro do hemisfério sul. “Estamos desenvolvendo grandes projetos voltados para a qualidade e segurança dos usuários, com o objetivo de tornar o setor de transporte aéreo mais rápido, eficiente e econômico”, disse.

O Vice-Presidente da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo, Coronel Engenheiro André Eduardo Jansen, também palestrou sobre o conceito de Torre Remota. “Um dos benefícios é a otimização dos recursos humanos, com a substituição do que é visto pelas janelas das torres tradicionais por displays de controle, que também permitirão a integração entre os sistemas existentes, aumentando a consciência situacional do controlador de tráfego aéreo”, ressaltou. 

O Coordenador do Projeto Agile GRU no DECEA, Major Controlador de Tráfego Aéreo Roberto Peçanha dos Santos, tratou sobre pousos e decolagens simultâneas em condições meteorológicas visuais. A metodologia já é aplicada no Aeroporto Internacional de Guarulhos e será futuramente implementada nos aeroportos do Rio de Janeiro (RJ). Durante a palestra, o Major Peçanha explicou que a primeira fase do projeto iniciou em maio de 2018 e, desde então, controladores passam por capacitação. “O treinamento foi baseado em boas práticas de outros países, adaptadas à realidade dos aeroportos brasileiros”, explicou. Segundo ele, o objetivo é aumentar a capacidade dos aeroportos nacionais, sem a necessidade de grandes investimentos em infraestrutura. 

O primeiro dia do evento contou, ainda, com palestras sobre perspectiva econômica para a aviação no Brasil, panorama dos serviços de transporte aéreo, otimização das operações no GRU Airport e gerenciamento de risco de fauna em aeroportos, dentre outros temas.

 

FOLHA DO PROGRESSO - Esquadrões da FAB realizam treinamentos na região norte do país


Caroline | Publicada em 13/09/2019 13:29

O Sétimo Esquadrão de Transporte Aéreo (7º ETA – Esquadrão Cobra) realizou, na cidade de Boa Vista (RR), a segunda fase do Exercício Técnico de Pista Crítica, em agosto de 2019.

O objetivo foi adestrar e manter a operacionalidade dos tripulantes da aeronave Grand Caravan C-98A para pousos e decolagens em pistas consideradas críticas, localizadas na região de fronteira do Brasil.

Participaram do treinamento 33 aeronavegantes, sendo 19 do efetivo do 7º ETA e 14 do Primeiro Esquadrão de Transporte Aéreo (1º ETA – Esquadrão Tracajá), sediado na Ala 9, em Belém (PA).

Para o  Chefe da Célula de Controle de Instrução e de Atividades Operacionais do Esquadrão Cobra, Tenente Aviador Renan Cabral Ramos, é importante adestrar o efetivo para operar nessas localidades. “Apoiamos diversos órgãos e comunidades, entre eles o Exército Brasileiro e os indígenas, corroborando com a missão de integrar o território nacional”, diz: A Ala 7 foi escolhida como sede para o exercício devido à sua estrutura e localização, permitindo mais proximidade às pistas selecionadas para o treinamento. Ao término dessa etapa e somando o esforço aéreo empregado na primeira fase, foram aproximadamente 150 horas de voo, totalizando cerca de 300 pousos.

Aeronave Grand Caravan C-98A “vem” para o pouso em pista “crítica”.
“Foi muito gratificante, tendo em vista que, além de operarmos em aeródromos considerados convencionais, frequentemente prestamos apoio a comunidades e pelotões de fronteira, o que nos leva a operar em campos não preparados. Uma ótima oportunidade para o esquadrão treinar as técnicas de pouso curto”, explica o Tenente Aviador Bruno Dunham, do 7º ETA.

Grifo

Já no Campo de Provas Brigadeiro Velloso, localizado na Serra do Cachimbo, em Novo Progresso (PA), o Equadrão Grifo (2º/3º GAV) participou do Exercício Técnico Ar-Solo, no mês de julho.

A atividade foi desenvolvida com o objetivo de adestrar os pilotos no emprego de armamento aéreo para o cumprimento das ações de ataque, apoio aéreo aproximado, controle aéreo avançado e reconhecimento armado, por meio de missões de emprego ar-solo. Ao final, o Esquadrão realizou a manutenção e a elevação operacional de seus pilotos, bem como dos mecânicos que atuam com o armamento.