NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


PORTAL DEFESANET


EmbraerX lança plataforma de negócios Beacon para aprimorar o ecossistema de serviços aeronáuticos


Publicada em 07/06/2019 11:30

O futuro do trabalho, a economia compartilhada e o ambiente digital em constante evolução tem preparado o cenário para uma nova plataforma de negócios para frota diversificada de aeronaves, chamada Beacon, lançada hoje pela EmbraerX.

Esta plataforma inovadora é projetada para conectar e sincronizar os recursos da indústria, a cadeia de suprimentos do mercado de reposição e os profissionais de serviços aeronáuticos de uma maneira mais ágil e eficiente, a fim de manter a aeronave em operação.

O primeiro cliente é a inovadora JetSuiteX, com sede em Dallas, nos Estados Unidos, que utiliza, a partir de terminais privados, aeronaves Embraer para 30 passageiros. O Beacon tem como objetivo permitir interações de alto valor e oportunidades de negócios para diversos stakeholders no ecossistema de serviços.

A plataforma é inicialmente voltada a fornecer soluções para aeronaves que necessitam de manutenção não programada. Os testes têm sido realizados desde meados de 2018 e o Beacon provou atender às principais demandas das comunidades de serviços aeronáuticos, trazendo resultados positivos.

"Além de sua ampla capacidade de atender às necessidades existentes de todo o sistema de aviação, o Beacon também foi projetado para dar conta da futura mobilidade aérea urbana", explica Antonio Campello, Presidente e CEO da EmbraerX. "O espírito de inovação da JetSuiteX se alinha com o propósito do Beacon e estamos entusiasmados em tê-los a bordo dessa iniciativa de serviços personalizados, independentes e colaborativos".

“A plataforma Beacon tem o potencial de trazer conectividade para a indústria de serviços aeronáuticos de uma forma sem precedentes,” disse Robert Hamel, Vice-Presidente de operações técnicas da JetSuiteX.

“Como o cliente de lançamento do Beacon, nós acreditamos que ele vai melhorar a eficiência da operação da JetSuiteX’s e minimizar períodos de indisponibilidade das aeronaves, assim como alavancar a satisfação dos clientes e impulsionar o desempenho como um todo.”

Por meio de fácil acesso digital via web e aplicativo móvel (IOS e Android), a EmbraerX convida empresas e profissionais a se conectarem de maneira revolucionária. A tecnologia aciona uma rede de provedores credenciados, promovendo a colaboração em tempo real durante atividades de manutenção não planejadas e acelerando o retorno das aeronaves ao serviço.

A EmbraerX é uma aceleradora de mercado comprometida com o desenvolvimento de soluções que transformam experiências da vida. Uma subsidiária de inovação disruptiva da Embraer S.A., está localizada na cidade de Melbourne, na Flórida, Estados Unidos.

Seus postos avançados no Vale do Silício e em Boston são integrados à equipe de engenharia da Companhia no Brasil, todos colaborando com as comunidades globais de inovação. Com uma mentalidade de startup, a EmbraerX faz parte do Uber Elevate Network, uma rede que está co-criando o futuro do transporte aéreo urbano sob demanda.

A equipe de inovadores, criadores, líderes de pensamento e designers da EmbraerX combina a visão do desenvolvimento centrado no ser humano, com a expertise em negócios e engenharia para enfrentar alguns dos maiores problemas de mobilidade da humanidade.

A EmbraerX está envolvida em diversos projetos, incluindo o desenvolvimento de um conceito de veículo elétrico de decolagem e pouso na vertical (conhecido como eVTOL), um sistema de gerenciamento de tráfego aéreo urbano e a plataforma de negócios Beacon, projetada para conectar e sincronizar recursos da indústria, cadeia de suprimentos pós-venda e profissionais de serviços aeronáuticos. Para mais informações, visite EmbraerX.com.

 

Comandante da Aeronáutica recebe Secretário Nacional de Aviação Civil


Agência Força Aérea | Publicada em 07/06/2019 17:07

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, recebeu, nesta quinta-feira (06/06), a visita do Secretário Nacional de Aviação Civil, Ronei Saggioro Glanzmann.

O encontro, no Comando da Aeronáutica, em Brasília (DF), tratou de ações conjuntas voltadas para o desenvolvimento estratégico do setor de aviação e de infraestrutura aeroportuária no Brasil.

Participaram, ainda, o Diretor-Geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas; o Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Augusto Amaral Oliveira e o Diretor do Departamento de Outorgas e Patrimônio da Secretaria Nacional de Aviação Civil, John Weber Rocha.

De acordo com o Comandante da Aeronáutica, a reunião versou, entre outros assuntos, sobre a atuação da Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (COMARA), organização da Força Aérea Brasileira (FAB) que tem a missão de projetar, equipar e construir aeroportos na Amazônia. “A COMARA é a grande executora de obras aeroportuárias da região e essencial para a integração territorial. As ações acontecem apesar das adversidades relacionadas aos recursos, à logística, às distâncias e ao clima”, explicou.

Para o Secretário Nacional de Aviação Civil, esse é um exemplo clássico da parceria civil-militar que contribui para o desenvolvimento do setor. “Basicamente, o braço executor do projeto da aviação regional na Amazônia tem sido a COMARA. Nossas equipes estão em Belém, com integrantes da FAB, já desenhando os próximos passos, ou seja, discutindo em quais aeroportos vamos investir nos próximos anos com recursos do Fundo Nacional de Aviação Civil”, declarou.

O encontro também tratou de assuntos como o compartilhamento de aeroportos e o controle do espaço aéreo. “Somos grandes parceiros. A aviação militar trabalha lado a lado com a aviação civil”, concluiu Ronei Saggioro.

MINISTÉRIO DA DEFESA


Brasil e Argentina intensificam cooperação na área de Defesa


Publicada em 07/06/2019 09:30

Brasília, 07/06/2019 – O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo firmou, nesta quinta-feira (6), declaração de intenções com o ministro argentino Oscar Aguad. A assinatura ocorreu durante o encerramento do Seminário de Indústria da Defesa e Segurança, realizada na Embaixada do Brasil em Buenos Aires.

Antes do protocolo, os ministros da Defesa do Brasil e da Argentina reuniram-se em agenda bilateral.

No compromisso firmado entre Brasil e Argentina, os países buscarão aprofundar as iniciativas de pesquisa e estudos para desenvolvimento e intercâmbio de tecnologias; incentivar programas bilaterais para o emprego de meios da indústria de defesa para manutenção de equipamentos e sistemas militares; incrementar os esforços voltados para a instrução e adestramento combinados entre as Forças Armadas; trabalhar em uma abordagem combinada sobre as fronteiras comuns; fomentar intercâmbios entre Instituições Acadêmicas e Centros de Formação Militar para desenvolver uma postura binacional em ciberdefesa, espaços comuns globais e missões de paz; estudar as oportunidades de cooperação combinadas para a vigilância e controle do Atlântico Sul; aprofundar a cooperação binacional na área de submarinos convencionais; avançar nos acordos em trâmite para o desenvolvimento e modernização das aeronaves militares; e explorar as potenciais vias de cooperação na Antártida.

“No continente sul-americano, a Argentina é um parceiro fundamental”, afirmou o ministro Fernando ao final do Seminário de Indústria da Defesa e Segurança Brasil-Argentina.

Organizado pela Embaixada do Brasil em Buenos Aires e pela APEX Brasil, o evento, com mais de 100 convidados, teve como objetivo intensificar o relacionamento entre as indústrias de defesa e segurança de ambos os países, explorando possibilidades comerciais e de integração produtiva.

Em seu discurso, no Simpósio, o Ministro da Defesa brasileiro considerou o momento histórico, já que se reuniram representantes do setor produtivo de defesa dos dois lados da fronteira, tornando-se mais uma importante etapa no processo de adensamento de uma efetiva cooperação estratégica entre as duas nações.

Para Fernando Azevedo, o Seminário “reforçou a já sólida convicção de que a chave para o aprofundamento das parcerias no setor de produtos de defesa está em uma maior integração de nossas cadeias produtivas, nos moldes do êxito já logrado no setor automotivo”.

As áreas de maior relevância para a indústria de defesa, no momento, são os setores aeronáutico, espacial, nuclear e de construção naval. Nesse sentido, o ministro brasileiro falou da possibilidade de ampliação junto à Defesa argentina da parceria envolvendo maior integração da cadeia logística do avião multipropósito KC-390, em desenvolvimento pela Embraer.

Considerou ainda que essas parcerias “são centrais não apenas para nosso posicionamento competitivo nos mercados internacionais, mas também para a diminuição de custos logísticos, a capacitação de pessoal, o fomento ao comércio bilateral e regional e o aumento do bem-estar e da prosperidade de defesa com o país vizinho”.

Agenda presidencial

O ministro da Defesa, Fernando Azavedo, acompanhou o presidente da República, Jair Bolsonaro, em viagem oficial à Argentina.

Além do Seminário, o ministro brasileiro esteve com o presidente Bolsonaro em reunião ampliada na Casa Rosada, com o presidente Maurício Macri e sua delegação, e em reunião com empresários.

OUTRAS MÍDIAS


SÃO CARLOS AGORA (SP) - Força Aérea Brasileira apresenta seus projetos e estrutura para o estado de São Paulo no Conexidades


Publicada em 07/06/2019 21:21

A Força Aérea Brasileira teve uma participação especial nos painéis do Conexidades. Com a participação de dez representantes do comando na mesa debatedora e cerca de 30 cadetes formandos na plateia, foram apresentados os dados de atuação da companhia no Estado de São Paulo, além de seus programas estratégicos e a parceria com a EMBRAER, entre outros assuntos relacionados. Abrindo o programa, o Presidente da UVESP, Sebastião Misiara, ressaltou a importância de aproximar os agentes públicos municipais da FAB. “É essencial que os prefeitos, vereadores e presidentes de associações regionais conheçam o papel da Força Aérea Brasileira. Nós estamos trazendo representantes do alto comando para que, efetivamente, mostrem a FAB para vocês. Durante o Conexidades, teremos ainda alunos das escolas de São Carlos que virão conhecer o estande e interagir com os oficiais que aqui estão”, disse.

Em seguida, o Tenente Brigadeiro do Ar Paulo João Cury, Comandante-Geral de Apoio da Aeronáutica, abordou a necessidade da atuação da FAB no Estado. “São Paulo pode ser a locomotiva para levar o país onde podemos chegar e eu confio na indústria de aviação brasileira para fazer parte desse futuro”, comentou.

Ainda sobre essa temática, Cury destacou que o país precisa retomar a área de produção das partes do avião, com a indústria de supply chain, para competir com importantes mercados, como o México. “Esse mercado agrega valor, dá dinheiro e gera empregos. O importante é gerarmos empregos de qualidade”, reforçou.

O Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno, secretário de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica também falou da força que representa a participação no Estado: “nosso maior objetivo hoje é mostrar a nossa missão e sua atuação no Estado de São Paulo. O Estado é a porta de entrada para o Brasil e não pode deixar de ter uma força aérea elencada em seu cenário”. E apresentou ainda alguns dados importantes que representam a força do Estado e a necessidade da Força Aérea atuar de forma intensa na localidade. Cerca de 86% dos investimentos em pesquisa do país estão em São Paulo, assim como 96% de toda a produção aeronáutica do Brasil.

A FAB conta, hoje, com a chamada “cidade força aérea” no Estado de São Paulo, que engloba quatro cidades – São José dos Campos, Guaratinguetá, Pirassununga e a capital – formando, no total, uma população de 124 mil pessoas. “A nossa participação na economia do Estado é muito forte. Se nós fôssemos um município em São Paulo, estaríamos bem representados, tanto em população, quanto em investimentos”, comentou Tenente-Brigadeiro do Ar Damasceno.

Cada guarnição tem uma estrutura diferente, com suas particularidades e atividades específicas. Em Guaratinguetá, por exemplo, onde está a Escola de Especialistas da Aeronáutica, a cidade força aérea abriga cerca de 10 mil pessoas, entre militares e suas famílias, e injeta, mensalmente, 35 milhões de reais na economia local. A escola tem capacidade para mais de dois mil alunos e oferece cursos em 28 especialidades. Além dos gastos que são realizados na cidade, a guarnição rende importantes impactos sociais como a preservação histórica das instalações, ações de apoio à saúde, uso de espaços da escola, eventos cívicos, projeto Soldado Cidadão, Projeto Patriotismo, entre outros. Participaram ainda deste painel: o Tenente Coronel da Reserva da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Samir Gardini, Secretário Municipal de Segurança Pública e Defesa Social de São Carlos, o Coronel Aviador Anderson da Costa Turola, Chefe do Serviço Regional de Proteção ao Voo de São Paulo, o Brigadeiro do Ar Paulo César Andari, chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, o Coronel Aviador José Renato de Araújo Costa, Diretor do Instituto de Fomento Industrial da Aeronáutica, o Brigadeiro do Ar David Almeida Alcoforado, Comandante da Academia da Força Aérea, o Brigadeiro do Ar Valdir Eduardo Tuckumantel Codinhoto, Comandante da Escola de Especialistas da Aeronáutica e o Major Brigadeiro do Ar Sérgio de Matos Mello, Diretor de Infraestrutura da Aeronáutica.