BUSCA E SALVAMENTO

Segunda aeronave SC-105 da FAB é entregue em Sevilha, na Espanha

Evento ocorreu nesta quinta-feira (14), na sede da Empresa Airbus
Publicado: 14/11/2019 15:32
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Fraga
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Tenente-Coronel Santana

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez recebeu, nesta quinta-feira (14), em Sevilha, na Espanha, a segunda aeronave SC-105, de Busca e Salvamento, do Projeto CLX-2, em cerimônia de entrega realizada pela empresa Airbus. O evento contou com a presença do Embaixador do Brasil na Espanha, Pompeu Andreucci Neto; do Presidente da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA), Major-Brigadeiro Engenheiro Fernando Cesar Pereira Santos; do Presidente da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), Brigadeiro do Ar Valter Borges Malta; do Diretor de Programas da Airbus Madri, Felipe Steinmetz; de representantes do GAC-Sevilha e da Gerência do Projeto, de uma tripulação do Esquadrão Pelicano e de integrantes da Airbus.

O FAB 6551 é a primeira aeronave do projeto a ser entregue com o sistema de reabastecimento em voo, o que permitirá o reabastecimento em pleno voo e ampliar a sua capacidade operacional.

Em seu discurso, o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro Bermudez, enalteceu o desempenho operacional do SC-105, com equipamentos de alta tecnologia, proporcionando, assim, maior eficácia no cumprimento de Missões de Busca e Salvamento. "A inclusão desse vetor no acervo da FAB corrobora com nosso compromisso de Controlar, Defender e Integrar os 22 milhões de quilômetros quadrados sob a responsabilidade do Comando da Aeronáutica (COMAER)", ressaltou.

Emprego

O emprego da nova aeronave potencializa a operacionalidade da Aviação de Busca e Salvamento da FAB, seja nas Missões de Ajuda Humanitária ou na busca a uma aeronave acidentada, nas quais a participação do vetor é de grande relevância. Dotado de um sistema eletro-óptico, o SC-105 utiliza o espectro infravermelho, podendo detectar, por exemplo, uma aeronave encoberta pela vegetação ou até mesmo uma pessoa no mar.

Fotos: Tenente-Coronel Braga e Maj Kavgias / GAC-Sevilha e GABAER

 

 

imagens/original/39509/IMG_20191114_WA0068.jpg
imagens/original/39509/IMG_20191114_WA0067.jpg
imagens/original/39509/IMG_20191114_WA0069.jpg
imagens/original/39509/IMG_20191114_WA0076.jpg
imagens/original/39509/IMG_20191114_WA0080.jpg
imagens/original/39509/IMG_20191114_WA0086.jpg