HOMENAGEM

Marechal Eduardo Gomes dá nome à medalha que reconhece estudos

Força Aérea Brasileira comemora o nascimento do seu Patrono, no dia 20 de setembro
Publicado: 20/09/2019 10:00
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Jonathan Jayme
Edição: Agência Força Aérea

O mês de setembro é marcado pela celebração do nascimento do Marechal do Ar Eduardo Gomes, ocorrido no dia 20, em 1896, em Petrópolis (RJ). 

O Brigadeiro Eduardo Gomes iniciou seus estudos no Colégio Werneck, no qual rapidamente tornou-se líder entre seus colegas. Posteriormente, ingressou no Colégio São Vicente de Paulo, no Rio, e realizou o Curso de Humanidades, onde se revelou em matemática. Por sua dedicação, atingiu a posição de coronel-aluno, Comandante do Batalhão Colegial. Foi declarado Aspirante a Oficial em 17 de dezembro de 1918, na Arma de Artilharia. Em 1921, foi servir na Escola de Aviação Militar, no Campo dos Afonsos, para fazer o Curso de Observador Aéreo de Artilharia. Reunia, assim, a sua Arma de formação com a Aviação.

Medalha Eduardo Gomes reconhece militares que se destacam nos estudos

A dedicação e o amor pela carreira militar contribuíram para que o Tenente Aron Aiex Taier de Oliveira fosse o primeiro colocado no Curso de Formação de Oficiais de Infantaria, ministrado pela Academia da Força Aérea (AFA), no ano de 2017. O feito é a razão pela qual o oficial recebeu a Medalha Eduardo Gomes Aplicação e Estudo. Criada em 1984, a honraria, que leva o nome do Patrono da Força, é destinada a incentivar a aplicação nos estudos e na instrução, premiar e dar destaque ao mérito intelectual de Oficiais e Praças do Comando da Aeronáutica que venham a se distinguir nas atividades escolares .

“Todo profissional aspira ser valorizado e prestigiado por fazer um bom trabalho. A motivação está ligada ao reconhecimento e influencia diretamente na produção e no desempenho humano”, opina o Tenente Taier. Ele acredita que a Medalha Eduardo Gomes é uma ferramenta importante para valorização, formação e conhecimento na Força Aérea Brasileira (FAB). “Para mim, ter recebido essa homenagem foi um coroamento pelos anos de intensa dedicação e empenho na base da carreira militar”, completa o Oficial, que recebeu a medalha em julho de 2018.

O nome da condecoração é uma homenagem ao Marechal do Ar Eduardo Gomes, primeiro Comandante do Grupo Misto de Aviação, criado no Campo dos Afonsos em 1931. Foi de lá que, em 12 de junho daquele ano, os Tenentes Casimiro Montenegro Filho e Nelson Freire Lavenère Wanderley decolaram o Curtiss Fledgling, de matrícula K-263, avião que realizou a primeira linha do Correio Aéreo Militar, dando origem ao atual Correio Aéreo Nacional (CAN).

Eduardo Gomes participou da organização e construção das Bases Aéreas que desempenhariam importante papel na Segunda Guerra Mundial e foi Ministro da Aeronáutica em duas ocasiões: no governo de Café Filho (agosto de 1954 a novembro de 1955) e no de Castelo Branco (janeiro de 1965 a março de 1967). Sua atuação na Força também foi marcada pela obstinação em trabalhar continuamente em prol do desenvolvimento do Comando da Aeronáutica, transmitindo às novas gerações uma organização cada vez mais moderna e operacional.

Fotos: Sgt Bruno Batista e Acervo FAB 

Leia esta e outras reportagens no Notaer de Setembro.

Saiba mais sobre a história do Marechal do Ar Eduardo Gomes.