ESPAÇO AÉREO

FAB encerra participação na International Brazil Air Show

Evento contou com palestras, reuniões de negócios e estandes para exposição de produtos e projetos aeroportuários
Publicado: 13/09/2019 19:00
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Cristiane
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Major Monteiro

Após três dias de atividades, encerrou-se nesta sexta-feira (13/09) o evento International Brazil Air Show (IBAS), que tratou sobre conectividade e inovação no transporte aéreo na América Latina. A feira foi realizada no Aeroporto Internacional de Guarulhos (GRU Airport). O Diretor-Geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas, participou do evento. Também estiveram presentes Oficiais-Generais da Força Aérea Brasileira (FAB), autoridades aeroportuárias e especialistas nacionais e internacionais em aviação.

O evento contou com palestras, reuniões de negócios e estandes para exposição de produtos e projetos aeroportuários. No espaço reservado à FAB, os visitantes puderam conhecer mais sobre a Instituição, com divulgação das formas de ingresso, explanações sobre o conceito da Dimensão 22 e sobre a plataforma da Torre de Controle Remota. 

No último dia de evento, o Tenente-Brigadeiro Domingues participou do painel de debate sobre drones e sua utilização na aviação mundial. Em sua exposição, tratou de regulamentação, vantagens, estatísticas e riscos, no caso de mau uso da ferramenta. “Esta tecnologia traz inquietações pelo uso indiscriminado, mas é uma ferramenta fantástica, de baixo custo, ágil, precisa e versátil”, declarou. De acordo com o oficial-general, o maior desafio do uso das Aeronaves Remotamente Pilotadas (ARP) é o desconhecimento das normas. “A nossa regulamentação é exemplar no mundo. Precisamos evoluir no trabalho de educação e conscientização”, ressaltou.

O Chefe do Subdepartamento de Operações do DECEA, Brigadeiro do Ar Ary Rodrigues Bertolino, participou do debate sobre soluções inovadoras que podem transformar o transporte aéreo. “Falar em inovação tecnológica nos remete à agilidade, mas, na aviação, este viés é diferente, pois não pode ferir a segurança. É um investimento de longo prazo que precisa ser maturado respeitando as normas de segurança internacionais. A tecnologia é vital na aviação, mas precisa ser muito bem pensada, pois é isto que torna a aviação segura”, concluiu. 

Premiação Aerodesporto

Ainda nesta sexta (13), no mesmo local de realização do IBAS, a Comissão de Aerodesporto Brasileira (CAB) promoveu a 2ª Edição do Prêmio CAB – Brasil dos Esportes Aéreos, que premiou o Tenente-Brigadeiro Domingues e o Brigadeiro Bertolino com o Diploma de Apoio ao Aerodesporto, um reconhecimento pelo suporte e fomento a esta atividade no Brasil. O Comandante da Academia da Força Aérea (AFA), Brigadeiro do Ar David Almeida Alcoforado, e o Comandante da Esquadrilha da Fumaça, Tenente-Coronel Marcelo Oliveira da Silva, dentre outros militares da FAB, também foram homenageados pela CAB.

Fotos: Soldado Wilhan Campos/ CECOMSAER