ESPAÇO

FAB recorda visita de astronautas ao Brasil

Neil Armstrong e Buzz Aldrin concederam entrevistas à Força Aérea Brasileira em 1969 e em 2009
Publicado: 30/07/2019 14:00
Imprimir
Fonte: Tenentes Cristiane e Raquel
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Tenente-Coronel Santana

“Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade”. Essa frase foi dita no dia 20 de julho de 1969 pelo norte-americano Neil Armstrong. O astronauta, tripulante do módulo lunar da Apollo 11, foi o primeiro homem pisar na Lua.

Após a missão, os astronautas Neil Armstrong e Buzz Aldrin visitaram alguns países, dentre eles o Brasil. Em outubro de 1969, cinco cadetes da Aeronáutica conheceram de perto os viajantes do espaço. Durante o encontro, Neil Armstrong concedeu entrevista ao cadete intendente Douglas Gurther, hoje Tenente-Coronel da reserva. “Foi uma grande emoção ter a oportunidade de conhecer de perto Neil Armstrong. Assisti pela televisão, em preto e branco, o momento em que ele pisou na Lua e, meses depois, ele estava me contando detalhes da viagem. A emoção foi incrível”, disse o militar.

Entre as perguntas que foram feitas pelo então cadete Gurther duas merecem destaque:

Em algum momento o senhor sentiu solidão ou medo quando estava na Lua?

Não. Nós não sentimos solidão alguma. As comunicações eram muito boas e nós podíamos falar com a Terra a qualquer momento.

O senhor pode nos dizer quando os Estados Unidos pretendem colocar uma Estação Orbital no espaço?

Bem, nós pensamos em colocar uma em 1972. Seria uma pequena estação. Colocaríamos uma permanente dentro de dez anos, que teria a maior utilidade possível.  

Buzz Aldrin: segundo homem a pisar na Lua

O astronauta norte-americano Buzz Aldrin, segundo homem a tocar o solo lunar há 50 anos, passou pelo Brasil em 2009, em comemoração aos 40 anos do grande feito. Na ocasião, embarcou na então Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, e concedeu entrevista à FAB. O Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER) em 2009, Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, atual Comandante da Aeronáutica, acompanhou a conversa, que também contou com a presença do atual Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e primeiro astronauta brasileiro, Tenente-Coronel da Reserva da FAB Marcos Pontes.

Durante a estada no Brasil, Buzz Aldrin, acompanhado da esposa, Lois Aldrin, visitou crianças e jovens de escolas públicas da cidade de Campos, no Rio de Janeiro, e destacou a educação como fator de transformação. "A educação foi o que realmente tornou tudo possível na minha vida", disse o piloto da Apolo 11. Foi exatamente sobre a importância de se dedicar aos estudos que o veterano aviador, considerado herói nos Estados Unidos, dedicou as duas palestras que realizou para aproximadamente mil pessoas.

Nas palestras, Buzz Aldrin, que foi militar da Força Aérea Americana, contou que se tornou astronauta devido aos ensinamentos em sua vida na caserna. "A rotina militar nos capacita para que tomemos decisões de forma correta e rápida”, considerou.

Confira aqui a entrevista completa publicada no Portal FAB, em 2009.

Créditos:Acervo CECOMSAER.