TRANSPORTE DE ÓRGÃOS

Em 2019, FAB já transportou mais de 80 órgãos para transplante

Fígado foi embarcado em uma aeronave do 7° Esquadrão de Transporte Aéreo; somente esse ano, a Força Aérea cumpriu 81 missões desse tipo
Publicado: 05/07/2019 11:27
Imprimir
Fonte: 7° ETA, por Tenente Nijelschi
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Jonathan Jayme - Revisão: Capitão Monteiro

Esquadrão Cobra transporta fígadoNo dia 26 de junho, uma aeronave C-97 Brasília, do 7° Esquadrão de Transporte Aéreo (ETA) - Esquadrão Cobra, localizado em Manaus (AM), foi acionada para cumprir mais uma missão de Transporte de Órgãos, Tecidos ou Equipes (TOTEQ).

A tripulação, composta por quatro militares da Unidade Aérea, decolou da capital amazonense com destino a Porto Velho (RO) para buscar a equipe médica responsável pelo órgão que seria transplantado em Brasília (DF). O pouso no destino final ocorreu às 23h10, com um novo fígado para um paciente.

Um dos pilotos da aeronave, o Tenente Aviador Rafael Felix Raposo da Costa Pereira, fala sobre a alegria ao concluir esse tipo de transporte. "Sinto-me lisonjeado por ter essa oportunidade ímpar de participar de missões que levam esperança a brasileiros que necessitam de uma segunda chance", declara.

Só no ano de 2019, a Força Aérea Brasileira (FAB) já transportou 81 órgãos a brasileiros que necessitavam de transplante. A FAB mantém permanentemente disponível uma aeronave para o transporte de órgãos, de acordo com o Decreto nº 9175, Artigo 55, de 18 de outubro de 2017, em atendimento às necessidades do Ministério da Saúde.

Fotos: Arquivo 7º ETA e Sargento Johnson/CECOMSAER

Saiba mais sobre Transporte de Órgãos pela FAB.