DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

Projeto da FAB prevê plantio de 88 mil árvores em Guaratinguetá (SP)

SEMEEAR teve início em 2016 e já chegou a mais de 60 mil mudas plantadas de diversas espécies da Mata Atlântica
Publicado: 05/06/2019 09:00
Imprimir
Fonte: EEAR, por Tenente Mateus Candiani
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Capitão Monteiro

A Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR) ocupa uma área de 10 milhões de metros quadrados em Guaratinguetá (SP). Para preservar o meio ambiente local, a unidade tem, desde 2016, uma iniciativa de reflorestamento que já alcançou o número de 62 mil mudas plantadas. Chamado de SEMEEAR, o projeto tem como objetivo chegar a 88 mil mudas de diversas espécies arbóreas da Mata Atlântica, ação que contribui para a recuperação do bioma.

O trabalho de plantio, para atingir a meta, deve ser retomado no segundo semestre deste ano, quando as mudas já plantadas estiverem mais fortes. “Após as etapas de combate a pragas e do processo de plantio em si, temos a fase de manutenção, com adubação e replantio das espécies que não resistiram”, explica o coordenador do projeto, Capitão da Reserva Celso Molinari.

As mudas foram dispostas desde o espaço situado ao lado do Hotel de Trânsito da Escola até o limite da área de treinamento militar. O SEMEEAR também prevê o plantio de espécies de árvores nativas para a preservação da mata ciliar do Ribeirão Guaratinguetá, fonte abastecedora de água potável da EEAR e das regiões adjacentes.

A atividade está em concordância com o Plano de Logística Sustentável, lançado pela FAB no fim do ano passado, que tem o objetivo de contribuir para a conscientização do efetivo, além da manutenção e preservação da natureza. O Plano apresenta diretrizes estratégicas para o uso racional dos recursos naturais e bens públicos e cada Organização Militar deve elaborar suas ações para atingir os índices esperados.

Livro mostra habitantes alados na mata

O mesmo responsável pelo projeto SEMEEAR foi o idealizador do livro intitulado de “Avifauna”, que mostra, por meio de fotos e textos, cerca de 100 espécies de pássaros que habitam a área da EEAR. “O livro traz uma amostragem de uma das riquezas ornitológicas da EEAR, onde também se espelha a preocupação da Força Aérea em desenvolver projetos voltados para a defesa e a preservação ambiental, cujo objetivo maior é o zelo para com o nosso tesouro ecológico”, explica o Capitão da Reserva Molinari.

De acordo com o Comandante da Escola, Brigadeiro do Ar Valdir Eduardo Tuckumantel Codinhoto, a EEAR atua constantemente na preservação dos seus 10 milhões de metros quadrados de natureza exuberante. “Este livro materializa a integração entre a fauna e a flora que compõem o Berço dos Especialistas”, comenta o oficial-general.

Fotos: EEAR