ASSISTÊNCIA HUMANITÁRIA

Dois C-130 da FAB recebem mais suprimentos em BH rumo a Moçambique

Primeiro pouso aconteceu em Belo Horizonte (MG), nesta sexta-feira (29), com embarque de militares, bombeiros e materiais
Publicado: 29/03/2019 23:00
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Raquel Alves
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Major Alle

Duas aeronaves C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB) que integram a missão de assistência humanitária do Brasil em apoio às vítimas do ciclone Idai, em Moçambique, decolaram por volta das 18h desta sexta-feira (29) do Rio de Janeiro (RJ).

O primeiro pouso foi em Belo Horizonte (MG), onde embarcaram militares da Força Nacional e dos Bombeiros de Minas Gerais, além de materiais e equipamentos.

Da capital mineira as aeronaves seguem para Recife (PE), onde haverá a troca das tripulações para que os aviões possam prosseguir ao continente africano, com previsão de pernoite em Luanda, na Angola. “Preparamos as aeronaves para que tudo estivesse em condições de realizar o transporte da tripulação e do material com segurança”, disse o Major Aviador André Nicolazzi da Rocha, um dos tripulantes da missão.

Vinte bombeiros do Estado de Minas Gerais estão a bordo da aeronave para ajudar nos resgates às vítimas. O Chefe do Estado Maior do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, Coronel Erlon Dias do Nascimento Botelho, destaca que a parceria com a FAB e outros órgãos é fundamental para o cumprimento da missão. “O primeiro passo a ser dado é contar com o apoio e cooperação de diversos órgãos e a FAB, principalmente, no apoio de transporte, do controle aéreo, como nos ajudou nas buscas às vitimas da tragédia em Brumadinho. Esse apoio é essencial para que possamos ajudar quem necessita”, comentou.

O ciclone tropical Idai é o pior desastre a atingir o sul da África em pelo menos duas décadas, deixando três milhões de pessoas desabrigadas e mais de 700 mortos.

Fotos: Tenente Jonathan/Cecomsaer

imagens/original/38207/3.jpg
imagens/original/38207/4.jpg
imagens/original/38207/forca_nacional.jpg