AJUDA HUMANITÁRIA

FAB transporta profissionais de saúde para atuar no apoio aos venezuelanos em RR

Equipe multidisciplinar de saúde irá atuar, por uma semana, em atenção aos imigrantes venezuelanos que estão nos abrigos da capital roraimense
Publicado: 26/08/2018 12:00
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Gabrielli
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Major Alle

A Força Aérea Brasileira (FAB) realizou o transporte de 41 profissionais de saúde da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) entre as cidades de Brasília (DF) e Boa Vista (RR) na manhã deste domingo (26/08). Por uma semana, a equipe, composta por médicos, farmacêuticos, dentistas, enfermeiros, entre outros profissionais, vai trabalhar em um mutirão de atendimento de saúde aos imigrantes venezuelanos que estão sendo acolhidos em abrigos da capital roraimense. O retorno da equipe também será apoiado pela FAB.

O Vice-Presidente da EBSERH, Arnaldo Medeiros, explica que, anualmente, a EBSERH realiza uma ação solidária deste tipo. Em 2018, o destino escolhido foi Boa Vista devido ao elevado número de imigrantes venezuelanos que têm cruzado a fronteira com o Brasil pelo Estado de Roraima e se estabelecido em abrigos montados por iniciativas governamentais e do terceiro setor. “Sem o apoio da Casa Civil e da Força Aérea, essa ação não seria possível. Estamos recebendo todo o apoio aqui”, disse o vice-presidente.

Os profissionais de saúde transportados pela FAB são voluntários que trabalham em alguns dos 40 hospitais administrados pela EBSERH em todo o Brasil. É o caso da médica ginecologista Gizeli de Fátima Ribeiro dos Anjos, que atende em Uberlândia (MG). Ela conta que sempre quis participar de uma ação do gênero e aproveitou a oportunidade. A expectativa é de que a profissional possa ajudar, principalmente, as mulheres grávidas. “Ajuda humanitária faz parte da nossa profissão e acredito que eles estão precisando muito. Espero levar um pouco de medicina e, também, muitas palavras de carinho nesse momento difícil”, disse ela.

A FAB utilizou dois aviões do Grupo de Transporte Especial (GTE), modelos EMB 145 e EMB 135, para realizar o transporte. O Major Aviador Gustavo Rizzuti, um dos pilotos da missão, disse que a FAB já está envolvida em outras missões de transporte em apoio aos imigrantes venezuelanos, como no processo de interiorização. “Integrar o território faz parte da missão da FAB e esse transporte é muito importante porque irá levar esse reforço primordial na área de saúde a quem precisa”, afirmou. 

Assista ao vídeo.

Fotos: Sargento Bianca Viol / CECOMSAER