DIA DA ENGENHARIA

Mais de 1000 profissionais da área trabalham na FAB

Engenheiros de diversas especialidades fazem parte da Força Aérea Brasileira
Publicado: 27/10/2017 14:25
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Emília Maria

Em 28 de outubro, a Força Aérea Brasileira (FAB) comemora o Dia da Engenharia da Aeronáutica. Mais do que uma homenagem aos profissionais que projetam e constroem aeronaves, a data lembra o trabalho de engenheiros das mais diversas áreas e especialidades que são essenciais à Força.

Na FAB, essas especialidades estão distribuídas dentro de grandes áreas, coordenadas, por exemplo, pelo Comando-Geral de Apoio (COMGAP) e pelo
Departamento de Ciência e Tecnologia da Aeronáutica (DCTA).

De Engenheiros Aeroespaciais, que - com os olhos além do céu - trabalham em projetos de satélites, a Engenheiros de Agrimensura, que - com olhares fixos no solo - são responsáveis por medir e determinar espaços territoriais, a Força Aérea conta com mais de 1000 profissionais de Engenharia.


Ciência e Tecnologia

Um dos setores que administra os profissionais altamente capacitados e preparados para trabalhar no presente, mas sempre buscando soluções para o futuro é o Departamento de Ciência e Tecnologia da Aeronáutica (
DCTA). Trata-se de um órgão de direção setorial, localizado em São José dos Campos (SP), que planeja, gerencia, realiza e controla as atividades relacionadas com a ciência, tecnologia e inovação, no âmbito do Comando da Aeronáutica.

Organizações como os Institutos de Aeronáutica e Espaço (IAE), de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), de Estudos Avançados (IEAv) e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (
ITA), estão subordinadas ao DCTA. Da mesma maneira, o Departamento é responsável pelos Centros de Lançamento em Alcântara (MA) e na Barreira do Inferno (RN).

Com órgãos sediados em diferentes localidades, como Brasília, Alcântara, Natal e São José dos Campos, o DCTA reúne um expressivo contingente de alto nível, com cerca de 5.500 militares e servidores civis, dentre engenheiros, pesquisadores e técnicos que atuam em projetos de  grande valor estratégico para o País.

"O papel do engenheiro é vital para solucionar problemas complexos, afinal de contas, é um profissional treinado para enfrentar desafios e seu processo de capacitação deve ser contínuo", destaca o Vice-Diretor do Departamento, Major-Brigadeiro Engenheiro Fernando Cesar Pereira Santos.

Para saber mais sobre o papel dos engenheiros, formas de ingresso, além dos desafios e perspectivas para o avanço tecnológico na Engenharia da FAB,
ouça a entrevista com o Major-Brigadeiro Fernando, realizada pela Tenente Raquel Alves para a Rádio Força Aérea.

Infraestrutura

A Diretoria de Infraestrutura da Aeronáutica, subordinada ao COMGAP e localizada no Rio de Janeiro (RJ), é responsável por planejar, normatizar e gerenciar atividades relacionadas ao patrimônio imobiliário, engenharia de infraestrutura, transporte de superfície e contraincêndio. Cada uma dessas áreas possui sistemas que abrangem diferentes necessidades da FAB.

O Sistema de Contraincêndio (SISCON), por exemplo, trabalha com o estabelecimento de condições seguras e eficientes para a prevenção, salvamento e combate a incêndio em aeródromos e edificações da Aeronáutica, conforme estabelecido nas normas nacionais e nos acordos e tratados internacionais assumidos pelo Brasil; a garantia da segurança e da máxima eficiência de operações aéreas militares; e o suporte a exercícios e operações realizados pela Força.

Já as atividades desenvolvidas em áreas relacionadas com coordenação técnica, estudo de viabilidade técnico-econômica, padronização, mensuração e controle de qualidade, execução de obra e serviço técnico, entre outras, fica a cargo do Sistema de Engenharia (SISENG), subordinada à Diretoria de Infraestrutura da Aeronáutica (DIRINFRA).

"Comandar a Diretoria de Infraestrutura da Aeronáutica, dentro das novas diretrizes da Reestruturação da FAB, é um desafio altamente motivador e alguns aspectos podem ser destacados", diz o Diretor da organização, Brigadeiro-do-Ar Roberto Ferreira Pitrez. "A atuação do Centro de Estudos e Projetos de Engenharia da Aeronáutica, organização recém-criada, na modernização do hangar que servirá, futuramente, ao KC-390; a Engenharia de Campanha, com a revitalização e a moderna iluminação de LED em pistas de pouso; e no Sistema de Contraincêndio, o treinamento e capacitação de bombeiros de aeródromos e o consequente reconhecimento desta Diretoria, pela ANAC, como organização de ensino especializada na Capacitação de Recursos Humanos para o Serviço de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndio em Aeródromos Civis – SESCINC", pontua o oficial-general.

Ainda sob a subordinação da DIRINFRA, está a Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (COMARA), cujas obras são estratégicas para o desenvolvimento daquela região. Para conhecer o trabalho da COMARA, assista ao FAB em Ação produzido em 2013 na região amazônica.

Fotos: Sgt Johnson Barros e Sgt Bruno Batista / CECOMSAER