REESTRUTURAÇÃO

EAOAR se adequa à reformulação do ensino da FAB

EaD é o caminho do ensino continuado na Escola de Aperfeiçoamento
Publicado: 24/07/2017 16:10
Imprimir
Fonte: Força Aérea Brasileira, por Aspirante Raquel Timpo

Em sequência à série da Reestruturação do Ensino da FAB, a terceira reportagem especial destaca como a Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da Aeronáutica (EAOAR) reformulou o processo de ensino. No ano em que completa 70 anos de existência, a escola incorpora a formação continuada, pela introdução do Ensino à Distância, de maneira a possibilitar o aprofundamento do conteúdo por parte do discente e uma formação mais crítica.

Com a missão da EAOAR de aperfeiçoar os oficiais intermediários e subalternos para torná-los assessores especializados em gestão e liderança em apoio às atividades de chefia e comando, e com foco na área operacional, a reestruturação atinge o Curso de Aperfeiçoamento de Capitães (CAP), com o objetivo de melhorar a parte operacional e a gestão na Força Aérea.

Principais alterações na EAOAR

A transformação mais evidente para a EAOAR é a subordinação, agora direta à Universidade da Força Aérea (UNIFA) e não mais ao Departamento de Ensino (DEPENS), que foi substituído pela Diretoria de Ensino (DIRENS). Sob o encargo de uma Reitoria de Cursos Militares, o Curso de Comando e Estado-Maior (CCEM), da Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR), e o Curso de Aperfeiçoamento de Capitães (CAP), da EAOAR, agora estão concentrados na gestão de uma atividade específica da formação educacional.

Na EAOAR, o que muda na estrutura do já existente CAP é a ampliação no tempo de formação, de quatro meses presenciais para o total de um ano e quatro meses, sendo o primeiro ano realizado por módulos de Educação à Distância (EaD). A ideia é que a EaD acrescente conteúdos para o já existente curso de lato sensu da EAOAR, que equivale a um MBA. Nessa reformulação, a primeira turma presencial em que será aplicada a reestruturação é a do segundo semestre de 2018, com o curso prévio do ensino à distância tendo início em julho deste ano.

“O ensino à distância agora terá a função de complementar o curso presencial. Serão dois módulos na especialização de ´Gestão de Projetos e Processos´. O primeiro será realizado por uma universidade contratada. Já o segundo, de ´Metodologia Científica e Produção Textual´, será gerenciado pela própria UNIFA, por meio do novo Núcleo do Centro de Ensino à Distância (NUCEAD), órgão recente criado pela FAB para atender, de maneira próxima, à demanda de uma formação continuada nas escolas da UNIFA. O objetivo dessa modificação é fornecer mais conteúdo para desenvolver ainda mais o pensamento crítico do aluno”, revela o Comandante Interino da EAOAR, Tenente-Coronel Aviador Helmer Barbosa Gilberto.

O Chefe da Divisão de Ensino da EAOAR, Tenente-Coronel Cláudio Costa, avalia o processo da atualização do currículo da unidade. “Venho acompanhando a evolução do currículo e a proposta pedagógica de aperfeiçoamento da EAOAR. Na comemoração dos 70 anos, estamos inaugurando um novo modelo de curso de aperfeiçoamento, uma renovação que a Força Aérea estipulou, através da DCA 11-53, com turmas nas modalidades presencial e à distância”, informa.

A instrutora do CAP das disciplinas de Direito e Gestão no COMAER e de Direito Internacional nos Conflitos Armados, Major Jaqueline de Azevedo, revela como os conteúdos ministrados são essenciais para as futuras assunções de posições administrativas e de liderança de atividades. “É gratificante ver a mudança profissional que ocorre nos alunos durante esse período de formação. Enxergamos no curso o ganho que os alunos levam para a FAB, uma vez que recebem grande quantidade de ferramentas para atuarem e fazer uma instituição melhor”, ressalta.

As necessidades de melhor formação e ampliação do conteúdo também são reconhecidas pelos discentes. O recém-formado aluno da EAOAR, da última turma no modelo anterior de ensino, Capitão Aviador Raphael Osório de Oliveira, avalia como o curso de maior carga horária poderá auxiliar no aprofundamento em diferentes áreas de conhecimento. “No curso, a temática da liderança organizacional é uma disciplina diretamente aplicável na carreira, no contato com subordinados e superiores; além disso, as atividades práticas e dinâmicas em grupo permitem aplicar no trabalho os ensinamentos que aprendemos. Com a novidade de extensão dos conteúdos, realizado à distância, alguns assuntos, antes abordados em um espaço de tempo mais curto, agora podem ser melhor explorados”, explica.

Ensino continuado nas escolas de pós-formação

O pensamento crítico é explicado como necessário para uma formação continuada. “A ideia é que o contato com a metodologia e pesquisa do trabalho científico seja abordado desde a EAOAR e possa ter continuidade no curso para oficiais superiores na ECEMAR e no mestrado. Disciplinas com maior foco no desenvolvimento analítico e na metodologia ativa desenvolvem o raciocínio e poderão ser conhecimentos aplicados nos processos decisórios e em pensamentos estratégicos mais aguçados", finaliza o Pró-Reitor de Ensino e Pesquisa, Coronel Hudson Ávila Diniz. 

Fotos: Cabo André Feitosa

A próxima reportagem mostrará as principais alterações no curso de Mestrado da UNIFA.