SOLIDARIEDADE

Recrutas da base de Florianópolis entregam chocolates na escola onde estudaram

Em Campo Grande (MS), militares da FAB levam donativos a instituições com crianças especiais e com câncer
Publicado: 13/04/2017 16:45
Imprimir
Fonte: BAFL e 3º/3º GAV
Edição: Agência Força Aérea, por Ten Emília Maria

O período da Páscoa, por ser a data simbólica de uma ressurreição, aflora em muitas pessoas sentimentos de união e solidariedade. E quando se trata de alguém que já recebeu uma ação solidária, o desejo de retribuição à sociedade pode ser ainda maior.

É o caso do recruta Gilsomar Sambugaru, da Base Aérea de Florianópolis (BAFL). Ele estudou na Escola Estadual Tenente Almachio desde a 1ª Série do Ensino Fundamental até o término do Ensino Médio. Nesses mais de 11 anos, participou de diversos projetos sociais desenvolvidos pela BAFL e lembra com carinho de quando os militares traziam chocolates na Páscoa para todos os alunos.

“Ficávamos na expectativa para saber quando o pessoal da Base iria trazer os chocolates da Páscoa. Foram momentos muito felizes”, recorda.

Recruta Gilsomar Sambugaru Ele garante que essa proximidade com os militares lhe deu a certeza de que faria o possível para ser militar um dia. O desejo de se tornar um integrante da Força Aérea se realizou e, nesta Páscoa, é ele quem leva chocolates para as crianças de sua antiga escola.

“As crianças do bairro se sentem mais protegidas, existe um respeito muito grande na Tapera [comunidade ao lado da BAFL] pelos militares da Base Aérea”, diz Gilsomar.

Há 17 anos, a Base realiza a campanha de Páscoa, unindo militares da ativa, da reserva e amigos da organização militar para levar alegria às crianças que vivem na região.

“Na primeira campanha, arrecadamos 1.500 bombons, um bombom para cada aluno da escola Tenente Almachio. Hoje, a ação arrecada mais de 60.000 bombons e atende cerca de 7.000 crianças de escolas, creches e lares da Grande Florianópolis”, explica o Tenente-Coronel da reserva Waldívio da Costa Paixão Júnior, idealizador da campanha quando ainda era Capitão na BAFL.

A entrega na escola, este ano, foi realizada na quarta-feira (12) e outros três militares, além do recruta Gilsomar, que também foram alunos da instituição, participaram do momento.

O recruta Wallace Maximillio Mariano Carneiro estudou por três anos na escola e essa experiência, aliada à referência do irmão que serve até hoje na BAFL, foi decisiva para que ele tivesse a certeza que queria seguir a carreira militar.

“Todos passaram a respeitar muito meu irmão em casa, ele mudou de postura, após entrar na Base. A participação ativa dos militares na formação das crianças do bairro é um diferencial que não tive em outros lugares que morei”, ressalta Wallace.

Gustavo Galdino Pereira, recruta que também estudou na escola por três anos, foi outro que relembrou sua espera na Páscoa quando criança e emocionou-se ao estar agora do outro lado. “Hoje eu realizo um sonho. Encontrei antigos instrutores dos projetos sociais e estou fardado entregando chocolates para as crianças. Há pouco tempo eu estava nessa cadeira ansioso pela chegada dos militares com os chocolates”, contou.

 

 Guarnição de Aeronáutica de Campo Grande entrega chocolates a crianças com câncer

Cerca de 100 crianças atendidas pela Associação dos Amigos da Criança com Câncer (AACC) receberam, no dia 11 de abril, ovos de Páscoa arrecadados em campanha realizada pela Guarnição de Aeronáutica de Campo Grande.

As crianças foram surpreendidas com a entrada da Banda de Música da Ala 5 tocando os temas de diversos filmes e desenhos animados, enquanto voluntários faziam a distribuição dos chocolates.

“Esse gesto é muito valioso para as crianças. Elas guardarão como lembrança dessa Páscoa a entrega dos ovos por esses ´heróis´”, disse a assistente social da AACC, Rosângela Machado de Barros.

Para a Sargento Jéssica Caroline Barros, que colaborou com a entrega dos chocolates, a ação foi gratificante. “Foi uma sensação única olhar para aquelas crianças tão felizes por receber um simples ovo de chocolate. Acredito que nós, militares, é que ganhamos o melhor presente ao ver que, mesmo na dificuldade de uma doença, essas crianças continuam alegres”, ressaltou a militar.

Este é o terceiro ano consecutivo que a Guarnição de Aeronáutica de Campo Grande se mobiliza para doar ovos de Páscoa.

 

 Esquadrão Flecha faz doações a escola especial em Campo Grande (MS)

Durante o mês de março e início de abril, o Esquadrão Flecha (3º/3º GAV) promoveu uma campanha interna para doação de alimentos e outros materias para a Escola Especial Colibri, também em Campo Grande (MS). Na manhã de quarta-feira (12), militares do efetivo visitaram a escola e fizeram a entrega do material arrecadado.

Foram levados quase 200 kg de alimentos e 50 litros de produtos de limpeza, necessidades apontadas pela diretora da instituição. Os militares interagiram com os alunos, que ficaram bastante entusiasmados, perguntando acerca de seus uniformes e mostrando as atividades que faziam em sala de aula.

A Associação de Educação Especial Marcelo Takahashi – Escola Especial Colibri é uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, fundada em 26 de março de 1990. A Associação visa a atender Portadores de Necessidades Especiais, com deficiência mental, Síndrome de Down, paralisia cerebral, distúrbio de comportamento e autismo, oferecendo Educação Infantil e Ensino Fundamental, além de atendimentos clínicos especializados, como psicologia, psiquiatria, pediatria, fisioterapia, entre outros.

A escola tem 181 alunos e se mantém com o apoio da prefeitura de Campo Grande e, principalmente, doações e trabalho voluntário. "Nos 27 anos de existência da ONG, por diversas vezes, a ajuda de outras instituições é insuficiente e o que mantém em funcionamento as atividades da escola são trabalhos voluntários e as doações", disse a coordenadora Isabel Cristina de Arruda durante a visita.