MEIO AMBIENTE

Projeto inovador é implementado na Base de Santa Maria para atenuar ruído

Sete mil mudas de árvores foram plantadas em parceria com a Universidade Federal de Santa Maria
Publicado: 07/12/2016 10:30
Imprimir
Fonte: BASM
Edição: Agência Força Aérea, por Ten Emília Maria

A Base Aérea de Santa Maria (BASM) finalizou, na segunda-feira (5), o plantio de 7 mil mudas de árvores, que formarão uma barreira física para atenuação do ruído no entorno do aeródromo. O projeto, iniciado em janeiro de 2016, é uma parceria da Base com o Departamento de Ciências Florestais e o Curso de Engenharia Acústica da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

O coordenador do estudo de acústica da pista de pouso da BASM, Major Aviador Ricardo Starling, explica que o projeto contempla inicialmente o perímetro voltado para o setor oeste da Base Aérea, mais próximo ao Campus da UFSM. O oficial ressalta que na segunda etapa do projeto, quando as mudas estiverem na fase adulta, a UFSM utilizará equipamentos que permitirão mensurar a redução do ruído no entorno do aeródromo.

O comandante da BASM, Coronel Aviador Clauco Fernando Vieira Rossetto, acredita que o projeto resulta no bem-estar do efetivo e da comunidade do entorno. "A parceria bem sucedida entre acadêmicos e militares propiciou a realização de um projeto inovador no âmbito da Força Aérea Brasileira. É uma grande oportunidade de trabalho junto à Universidade”, destacou.

O projeto de plantio foi elaborado pela Professora Doutora em Silvicultura, Maristela Machado Araújo, que explica que se trata de um trabalho de médio e longo prazo e deve trazer benefícios para moradores da região e estudantes da UFSM, mas também para o meio ambiente. "A área de povoamento arbóreo restaura o solo e pode, num futuro próximo, ser um laboratório para os estudantes do curso de engenharia florestal”, prevê.

Trabalharam no projeto 38 pessoas, sendo 30 militares e oito integrantes da UFSM, entre professores e estudantes de Graduação, Mestrado e Doutorado do Curso de Engenharia Florestal.