NOTAER

A educação financeira começa na infância

Presenteie seu filho com boas noções sobre dinheiro e prosperidade
Publicado: 07/11/2016 09:30
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Ten Raquel Sigaud

As crenças sobre riqueza e prosperidade são passadas de pais para filho. A palavra prosperidade vem do latim “prosperitate/prosperare”, e significa sucesso, boa fortuna, felicidade e riqueza. Um futuro próspero na área financeira pode começar ainda na infância se o dinheiro for visto pelos pais como algo bom e legítimo.

O primeiro passo para criar filhos mais prósperos é identificar os pensamentos dos pais que sabotam essa possibilidade. Frases como “dinheiro não traz felicidade”, “não existe dinheiro limpo”, “uma pessoa rica com certeza explorou o pobre” ou “essa profissão não dá dinheiro” servirão somente para direcionar a criança no futuro a evitar o acúmulo de riquezas.

O segundo é substituí-los por pensamentos favoráveis a uma vida financeira confortável. Estabilidade financeira é um objetivo que, para ser alcançado, exige mudança de hábitos. Mas os hábitos só mudam se o pensamento mudar primeiro. O professor doutor Felipe de Souza, psicólogo clínico e coach, lembra que a educação é passada tanto de forma verbal, quanto pelas atitudes. “A criança aprende por imitação. Razão pela qual se queremos educar, temos de nos educar primeiro”.

A crença de que só algumas profissões dão dinheiro mata na criança o sonho de ser o que quiser. Prosperar, em qualquer profissão, depende da qualificação, do profissionalismo, das atitudes e desejos. “Todos podem ser ricos em qualquer profissão. A riqueza não depende só do quanto uma pessoa ganha, mas do quanto ela gasta”, explica o consultor de Finanças Pessoais Rogério Olegário, que também é Tenente-Coronel Aviador da reserva.

Na obra “Família, Afeto e Finanças”, o casal Rogério Olegário e Angélica Santos (psicóloga) explica que as crenças limitantes precisam dar lugar a crenças positivas. “Existe riqueza para todos”, “Posso ter muito dinheiro e administrá-lo bem, multiplicando-o”, “Prosperar é uma forma de melhorar o mundo”.

O consultor financeiro destaca ainda que a programação neurolinguística ajuda na educação financeira. “Quando falamos em ´controlar o dinheiro´, esse verbo passa uma ideia de prisão, sufocamento e dificuldade. Mas quando falamos em ´cuidar do dinheiro´, a mensagem que fica é de carinho, responsabilidade e alegria”, revela.

 

Veja todas as matérias do Notaer de outubro: