AJUDA HUMANITÁRIA

Helicóptero da FAB resgata comandante de navio que sofreu infarto em alto-mar

O paciente recebeu os primeiros atendimentos ainda a bordo da aeronave
Publicado: 13/10/2016 15:55
Imprimir
Fonte: Esquadrão Falcão
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Flávio Nishimori

Um helicóptero H-36 Caracal da Força Aérea Brasileira (FAB), do esquadrão Falcão (1º/8º Grupo de Aviação), resgatou, na quarta-feira (12/10), o comandante do navio A RACER, de origem liberiana, que estava com suspeita de infarto do miocárdio.

A vítima foi içada por um militar da FAB especializado em Busca e Salvamento (SAR) do esquadrão Falcão.

“A principal peculiaridade dessa missão foi a precisão, pois existia apenas um ponto específico para descer no navio. Na operação utilizou-se um equipamento chamado triângulo de resgate e o comandante do navio foi içado sentado”, explica o Sargento Marcos Aurélio Gonçalves Ferreira, responsável pelo resgate.

O acionamento ocorreu ainda na terça-feira (11/10) por parte da Marinha do Brasil, que tinha um médico em contato com o navio e fez um pré-diagnóstico por telefone. O H-36 Caracal decolou de Belém (PA) ao nascer do sol e foi ao encontro do navio, que estava a cerca de 230 km (125 NM) do litoral do Pará.

O atendimento a bordo do Caracal foi realizado pelos Tenentes médicos André Luiz do Couto e Igor Correa.

“Quando o paciente foi içado ele estava estável. A bordo foi feito tanto o monitoramento quanto o primeiro atendimento e constatado que realmente ele estava infartando. Se não fosse feita a parte terapêutica o mais rápido possível, as condições dele poderiam ter se deteriorado. Essa rapidez foi fundamental”, explica o Tenente Médico André Luiz do Couto.

O paciente foi transportado para Belém e encaminhado ao Hospital Beneficência Portuguesa. Foi submetido a cateterismo e não deve ficar com nehuma sequela. A alta está prevista para esta quinta-feira à noite ou na sexta-feira (14/10). 

Também participaram da missão de Evacuação Aeromédica (EVAM), médicos do Hospital de Aeronáutica de Belém (HABE) e militares do Batalhão de Infantaria da Aeronáutica Especial de Belém (BINFAE-BE).

Veja imagens do resgate: