RIO 2016

Atletas olímpicos são recebidos pelo Presidente em exercício

Entre eles, estavam os atletas militares que conquistaram 13 das 19 medalhas do Time Brasil
Publicado: 29/08/2016 18:30
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Ten João Elias

Cerca de 60 atletas do Time Brasil participaram da cerimônia de recepção aos atletas olímpicos, realizada nesta segunda-feira (29/08) no Palácio do Planalto, em Brasília (DF). "Vocês deram um exemplo não só para o Brasil, mas, particularmente para os jovens brasileiros, no sentido de incentivá-los à prática desportiva", ressaltou o Presidente da República em exercício, Michel Temer.

Alguns atletas vieram do Rio de Janeiro e outros partiram de São Paulo. Eles foram transportados em duas aeronaves C-99 da Força Aérea Brasileira (FAB). Entre os atletas, estava o Sargento Bruno Mendonça, do hóquei sobre a grama. Ele destacou o aumento no número de medalhas conseguido pelos atletas brasileiros nestas Olimpíadas. “Desde Londres já apresentamos um desempenho maior que o esperado. E nas Olimpíadas, aqui em casa, tivemos uma concentração maior de atletas e deu uma boa repercussão no quantitativo de medalhas”, disse.

Dos 465 integrantes do Time Brasil nos Jogos Olímpicos, 145 são do Programa de Atletas de Alto Rendimento (PAAR) das Forças Armadas. Juntos eles conquistaram 13 das 19 medalhas do País. “O Brasil veio para dar um bom exemplo e entender que essa é uma oportunidade de incentivar o desporto”, afirmou o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Nuzman.

Para o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, a participação dos ateltas da FAB foi muito importante. "Nossos atletas conquistaram quatro medalhas para a Força Aérea e para o Brasil, sendo uma de ouro, uma de prata e duas de bronze", ressaltou.

Incorporado como atleta de alto rendimento da FAB há um ano, o Sargento Bernardo Oliveira foi o brasileiro que conseguiu o melhor desempenho na prova individual de tiro com arco. Segundo o militar, o apoio das Forças Armadas foi fundamental para consolidar a modalidade na competição mundial. “Só consigo avaliar esse programa de forma positiva. Na minha modalidade, possibilita a profissionalização dos atletas – algo que é recente e inédito, permitindo que nós pudéssemos treinar tranquilos, 100% focados nas competições”, afirmou.

De acordo com o Ministro da Defesa, Raul Jungmann, existem estudos para aumentar o incentivo no PAAR e no Programa Forças no Esporte (Profesp), que incentiva a prática esportiva crianças e adolescentes – de 6 a 16 anos da rede pública de ensino. O foco é a Olimpíada de 2020, em Tóquio. “Eu já pedi para que um grupo de trabalho examine o que a gente pode fazer para fortalecer e ampliar os programas e em breve vamos apresentar os resultados", concluiu.

Veja na reportagem abaixo: