RIO 2016

3 mil militares participam de cerimônia de apresentação para os Jogos Olímpicos no AM

Batalhão de Infantaria de Aeronáutica Especial de Manaus (BINFAE-MN) e Segundo Grupo de Defesa Antiaérea (2° GDAAE) estiveram presentes
Publicado: 27/07/2016 15:00
Imprimir
Fonte: VII COMAR, por Ten Lorena Molter
Edição: Agência Força Aérea, por Ten Emília Maria

A Força Aérea Brasileira participou, nesta terça (26), da cerimônia militar de apresentação de tropas e de meios operacionais que serão utilizados nas atividades de segurança durante os Jogos Olímpicos 2016 em Manaus. A capital amazonense vai sediar partidas de futebol nos dias 04, 07 e 09 de agosto. O evento reuniu 3 mil militares das Forças Armadas e Auxiliares e representantes das organizações que também vão apoiar as ações de segurança na capital.

Militares do Batalhão de Infantaria de Aeronáutica Especial de Manaus (BINFAE-MN) e do Segundo Grupo de Defesa Antiaérea (2° GDAAE) estiveram presentes no evento, representando a Força Aérea. Entre os participantes estava o Sargento Aristóteles Macedo de Mendonça, do BINFAE-MN. O graduado vai fazer a segurança das aeronaves F-5 EM, do Esquadrão Pacau, no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. Essas aeronaves serão utilizadas para defesa aérea durante o evento.

De acordo com o militar, esta é uma grande missão em sua carreira e significará uma grande experiência. “É uma honra participar dessa missão porque entre muitos eu fui escolhido. A expectativa é de que tudo vai dar certo porque a equipe está treinada e preparada para qualquer situação”, afirmou.

O Secretário de Segurança Pública do Estado do Amazonas, Sérgio Fontes, falou sobre a importância da integração entre as organizações. “As instituições dos senhores são de excelência e reconhecidas por isso. O desafio é unir o trabalho que cada uma faz individualmente e trabalhar junto. Estamos bem intencionados, com uma missão importante”, disse.

Para o soldado Jefferson Costa Moura, também do BINFAE-MN, a missão é significativa. “Quando eu estiver mais velho poderei contar para os meus filhos que eu estive lá”, revelou.