RIO 2016

Forças Especiais simulam combate à ação terrorista em estação de metrô

Exercício aconteceu no Maracanã e fez parte da preparação dos militares para a Olimpíada
Publicado: 19/07/2016 17:30
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Ten Gabrielli Dala Vechia

A estação de metrô do Maracanã, na zona norte do Rio de Janeiro (RJ), foi cenário de uma simulação de combate à ação terrorista na manhã desta terça-feira (19/7). Militares das Forças Armadas que fazem parte do Comando Conjunto de Prevenção e Combate ao Terrorismo foram acionados para responder à situação, onde se simulou que um indivíduo invadiu a estação, atirou nos agentes de segurança do local e fez reféns dentro de um vagão de trem.

Segundo o Coordenador-Geral do Comando, General Mauro Sinott Lopes, o treinamento fez parte do calendário de preparação final das tropas. “O objetivo é ambientar os militares em seus locais de eventual atuação”, afirma.

 
A tropa acionada é formada por 50 militares das Forças Especiais, sendo 39 da Marinha do Brasil e 11 da Força Aérea Brasileira (FAB), do efetivo do Esquadrão Aeroterrestre de Sa
lvamento (PARA-SAR). Além da área do Maracanã, que está sob responsabilidade desses militares, há outras três tropas de Forças Especiais distribuídas na Barra, em Copacabana e em Deodoro, que reúnem militares das três Forças.

Um dos militares da FAB envolvidos na simulação explica que as tropas das Forças Especiais já ocuparam seus postos e estão de prontidão 24 horas por dia, 7 dias na semana. “Nós chegamos aqui sem conhecimento de qual era a situação, fizemos um planejamento emergencial e partimos para a ação”, afirma. Por motivos de segurança, o nome dos militares que fazem parte das Forças Especiais é mantido em sigilo.

Esse é o terceiro exercício do tipo realizado no metrô do Rio. Ao todo, foram envolvidas 120 pessoas, entre militares e funcionários do MetrôRio que atuaram como figurantes. “Reunir as forças de segurança em um simulado garante uma troca de conhecimento valiosa, que contribui com a nossa preparação para atuar em situações de emergência”, destaca o diretor de operações do MetrôRio, Daniel Habib.

O Estádio do Maracanã, com capacidade para, aproximadamente, 80 mil pessoas, irá sediar as cerimônias de abertura e encerramento da Olimpíada.

Assista ao vídeo para mais detalhes sobre a simulação: