ORDEM DO DIA

Dia Internacional do Serviço de Informação Aeronáutica

Data é celebrada no dia 15 de maio
Publicado: 15/05/2016 07:00
Imprimir
Fonte: DECEA
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Flávio Nishimori

A Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), alicerçada no princípio de que a segurança da navegação aérea é uma necessidade de todos os países, adotou, em 1953, as Normas e os Métodos Recomendados relativos ao Serviço de Informação Aeronáutica (AIS), materializados no Anexo 15 à Convenção de Chicago. Desde então, enaltecido por ser fator imprescindível para as operações de voo, o AIS vem sendo impulsionado pela evolução tecnológica e pelo tráfego cada vez maior de aeronaves, o que implica a sua capacidade de adequação às necessidades contemporâneas. Esse Serviço, parte integrante do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB), sob os auspícios do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), está comemorando, hoje, o seu sexagésimo terceiro aniversário.

Certo da importância do AIS para a comunidade aeronáutica e em face da posição do Brasil como Estado membro da OACI, o DECEA trabalha incessantemente na transição do AIS para o Gerenciamento da Informação Aeronáutica (AIM), com o intuito de promover um Serviço cada vez mais confiável, satisfatório e integrado, em benefício da segurança, regularidade, eficiência e economicidade da navegação aérea internacional.

Nesse cenário, destaca-se a ampliação do Projeto Sala AIS Virtual, que se constitui na reunião de vários serviços, tais como aqueles prestados nas Salas AIS de Aeródromos, a disponibilização de Cartas, Boletins e Publicações de Informação Aeronáutica, por intermédio da AISWEB, e um Sistema que hoje já permite a entrega de planos de voo e mensagens de atualização pela Internet. Planeja-se, para antes das Olimpíadas, a criação de mais cinco Centros de Informação Aeronáutica (C-AIS), além do C-AIS São Paulo atualmente existente, com o intuito de possibilitar ao piloto a entrega de planos de voo pela Internet para decolagens de qualquer aeródromo no território brasileiro. Para isso, o DECEA lançará mão do Sistema Integrado de Gestão de Movimentos Aéreos (SIGMA).

Essa empreitada implicará a redução gradual do quantitativo de Salas AIS em operação nos moldes atuais. O DECEA almeja, com esse esforço, a melhoria na prestação do Serviço e o atendimento padronizado, disponibilizando múltiplos canais de comunicação, além da distribuição equânime de mão de obra especializada.

Outro projeto de grande vulto no momento é o das transferências dos Centros Internacional e Regionais de NOTAM para o Instituto de Cartografia Aeronáutica (ICA), o que permitirá formar um único Centro de NOTAM próximo ao DECEA, Órgão Central do AIS, atendendo, assim, a um dos requisitos da OACI no que concerne à estrutura em linha e à circulação da informação aeronáutica, de forma a facilitar o recebimento, a verificação e o encaminhamento da informação.

A Publicação de Informação Aeronáutica (AIP), a Publicação Auxiliar de Rotas Aéreas (ROTAER), os procedimentos de navegação aérea e as cartas de rotas já estão sendo elaborados pelo ICA no Sistema de Gerenciamento de Informações Estáticas, que é formado por base de dados centralizada que garante a consistência e o intercâmbio de informações. No que tange ao Sistema de Gerenciamento de Informações Dinâmicas, ferramenta adquirida para o recebimento, análise e transmissão de NOTAM, sua implantação será finalizada em 2017, o que trará como vantagens para os usuários a integridade e a confiabilidade das informações divulgadas e também a possibilidade de emissão de NOTAM digital.

O DECEA, consciente de que a formação e a manutenção da capacidade técnica dos Especialistas AIS são preocupações da OACI, evidenciadas nos protocolos de auditoria, encaminhou, para aprovação do Estado-Maior da Aeronáutica, o Distintivo de Condição Especial do Serviço de Informação Aeronáutica (DCE/AIS), que servirá para identificar o militar que houver concluído um determinado curso com aproveitamento. Assim sendo, será ostentado pelos oficiais e graduados envolvidos com o AIS, tendo como referência a qualificação atingida. O DCE/AIS será um elemento motivador, que destacará o profissional qualificado para as novas atividades que são, sem dúvida, desafiadoras e exigentes.

Companheiros AIS, no dia 15 de maio de 2016, ao comemorarmos o Dia Internacional do Serviço de Informação Aeronáutica, externamos o nosso orgulho e as nossas felicitações a todos vocês, que exercem um papel fundamental em prol de um Serviço cada vez mais respeitado e confiável, concitando-os a refletir sobre a necessidade de quebra de paradigmas, culminada com as imposições de modernização do momento por que passamos, como forma de assegurar o contínuo reconhecimento de toda a comunidade aeronáutica.


Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Vuyk de AQUINO
Diretor-Geral do DECEA