FORMATURA

Academia da Força Aérea forma 181 cadetes nesta sexta-feira (11/12)

Cerimônia será realizada em Pirassununga (SP)
Publicado: 10/12/2015 11:09
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

  Nesta sexta-feira (11/12) os cadetes da Academia da Força Aérea (AFA) serão declarados aspirantes-a-oficial. Eles encerram seu período de quatro anos de formação em cerimônia militar que será realizada em Pirassununga, interior de São Paulo.

Serão 110 oficiais aviadores, 45 oficiais intendentes e 24 oficiais de infantaria que receberão a espada, símbolo do oficialato, na presença de familiares e autoridades civis e militares. Entre os formandos estão 22 mulheres, sendo 7 aviadoras e 15 intendentes. Este ano se formam também dois cadetes peruanos, totalizando 181 militares.

  “Sentirei muita saudade da Academia. Aqui fiz amigos que se tornaram minha família. Aqui realizei o sonho de me tornar oficial da Força Aérea Brasileira. Agora é aguardar a formatura que contemplará não só a mim, mas a todos os meus amigos e familiares”, conta o Cadete Infantaria Schultz.

A Cadete Aviadora Maria Luisa deixou o curso de medicina para estudar na AFA. “Aqui vivi e aprendi muitas coisas que lá fora nunca teria oportunidade. Desisti da medicina para ser militar. A decisão foi difícil, mas não me arrependo da escolha. Sinto-me realizada e não vejo a hora de colocar o macacão de voo e começar minhas atividades”.

  O Cadete Intendente Chipolesch relata que ao longo do curso as amizades supriram a distância da família. “Ficar longe dos pais durante os quatro anos é muito difícil. O companheirismo e as amizades é o que eu levarei para o resto da vida”, afirma;

Na véspera da cerimônia de formatura, nesta quinta-feira (10/12), os cadetes receberam os seus brevês, distintivos que representam a conclusão do curso de aviação, intendência ou infantaria.

No período da tarde, receberam os seus diplomas de nível superior, tornando-se bacharéis em Administração Pública e bacharéis em uma das especialidades: Ciências Aeronáuticas, com habilitação em Aviação Militar; Ciências da Logística, com habilitação em Intendência da Aeronáutica; ou Ciências Militares, com habitação em Infantaria da Aeronáutica. Enquanto cadetes, carregavam lachês, que simbolizam o cadete em formação e ostentavam somente uma asa. Os brevês, por sua vez, carregam o par.

Os cursos - Após quatro anos de curso na Academia da Força Aérea, os jovens se formam em dois cursos de nível superior, tornando-se bacharéis em Administração Pública e bacharéis em uma das especialidades: Ciências Aeronáuticas, com habilitação em Aviação Militar; Ciências da Logística, com habilitação em Intendência da Aeronáutica; ou Ciências Militares, com habilitação em Infantaria da Aeronáutica.

Os aviadores são preparados à pilotagem militar, sendo fomentado o desenvolvimento do espírito combativo; os intendentes, ao desempenho de funções para gerir as atividades financeiras e logísticas das Organizações Militares da Força Aérea; e os infantes são formados para gerir as atividades desenvolvidas nas unidades de Infantaria, incluindo as tarefas de operações especiais, emprego de tropa, de autodefesa das organizações da Força Aérea e de defesa antiaérea.

Assista ao vídeo abaixo onde os cadetes relatam a saudade que a Academia deixará: