VALORES DA FAB

Agricultor torna-se aviador e transporta órgãos para transplante

Décimo filho de uma família de 12 irmãos, ele começou a trabalhar aos sete anos e hoje é Oficial da FAB
Publicado: 17/12/2014 15:00
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

Lucas Braga deixou a agricultura na c  omunidade de Alto Baía Nova, município de Guarapari, interior do Espírito Santo, para tornar-se aviador da Força Aérea Brasileira. Hoje, aos 27 anos, o Primeiro Tenente Braga já contabiliza duas missões de ajuda humanitária no transporte de órgãos para transplante no Terceiro Esquadrão de Transporte Aéreo (3º ETA).

Décimo filho de uma família de 12 irmãos, desde os sete anos de idade ele ajudava a família nas atividades da lavoura e criação de vacas. Braga perdeu o pai aos 13 anos de idade. Foi nessa mesma época que surgiu o despertar para a carreira militar. Um cartaz na escola chamou a atenção.

A prova para a Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR) foi disputada entre 10 mil concorrentes no estádio do Maracanã. Foi só na terceira tentativa que ele conseguiu o índice para ser aprovado. De lá, seguiu para a Academia da Força Aérea. “A emoção do voo solo é inesquecível. Vou ter que ir e voltar.... sozinho”, lembra o Tenente Braga sobre o dia em que esteve no comando de uma aeronave pela primeira vez.

Assista ao vídeo: