BUSCA E SALVAMENTO

Boné e bandeira ajudaram na localização dos sobreviventes

Militares relatam como foi a operação de resgate no meio da mata fechada realizada nesta sexta-feira (31)
Publicado: 31/10/2014 18:21
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

  Base Aérea de Boa VistaUm boné e uma bandeira improvisada ajudaram na localização dos sobreviventes no meio da mata fechada. A operação foi realizada na tarde desta sexta-feira (31/10) pela Força Aérea Brasileira a cerca de 200 km de Boa Vista (RR). Entre os ocupantes da aeronave do Cessna prefixo PP-FFR  estavam uma grávida de 09 meses, um recém-nascido e a mãe do bebê.

“Quando a bandeira começou a balançar, constatamos que eram os sobreviventes”, relata o Sargento Alexandro Andrade Barros, observador de busca e salvamento da equipe embarcada no avião SC-105 Amazonas. Ouça o relato:

 

 

Duas unidades da FAB participaram diretamente do trabalho de localização e resgate dos cinco sobreviventes.

O bilhete encontrado pelos militares ontem (30/10) permitiu ao Salvaero Amazônico planejar a nova área de varredura das aeronaves. Os voos iniciaram no amanhecer desta sexta-feira.

O acesso ao local foi o maior desafio da operação.  Segundo o Capitão Aviador Miguel Lis Bruno, piloto do avião SC-105 Amazonas do Esquadrão Pelicano (2°/10° GAV), o local era de difícil acesso, com árvores altas e áreas pantanosas.

Depois do avistamento, um dos militares, chamado de resgateiro, desceu pelo guincho do helicóptero H-60 Black Hawk do Esquadrão Harpia (7°/8° GAV).  “Eles estavam muito emocionados”, afirma o Sargento Douglas Gregório Peixoto. “A mulher grávida com o bebê foram os primeiros a serem içados. A mãe da criança, o enfermeiro e o piloto foram em seguida”, explica. Ouça o depoimento do militar: