SUSTENTABILIDADE

FAB discute gerenciamento ambiental em seminário no Rio de Janeiro

O uso adequado dos suprimentos pode reduzir custos e melhorar a saúde
Publicado: 23/09/2014 10:42
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

A Força Aérea Brasileira iniciou nesta segunda-feira (22/09), no Rio de Janeiro (RJ), o seu primeiro seminário ambiental. O evento foi aberto pelo Comandante Geral de Apoio, Tenente-Brigadeiro do Ar Hélio Paes de Barros Júnior. “É preciso buscar alternativas para situações que parecem não ter saída. Por exemplo, nas áreas sem arborização de unidades da FAB por motivos operacionais e de segurança seria possível instalar placas de captação de energia solar nesses locais”, ressaltou o Oficial-General.

O objetivo é provocar uma mudança de hábitos nas organizações do Comando da Aeronáutica. "Para cumprirmos a nossa missão na Força Aérea, nós utilizamos recursos ambientais. Coisas básicas como energia elétrica e água. Esse uso pode ser racionalizado, basta ter uma consciência da utilização racional para termos bons resultados", explica o Diretor de Engenharia da Aeronáutica, Major-Brigadeiro Engenheiro Francisco Carlos Pantoja.

Uma das vantagens para as organizações é a redução dos gastos, uma vez que se os recursos forem utilizados de forma mais eficiente, há menos necessidade de comprar os suprimentos. Outra vantagem é a questão da saúde, pois, de acordo com os especialistas, a menor utilização dos recursos diminui os impactos no meio ambiente e, consequentemente, melhora a saúde de todos.

A palestrante do Ministério do Planejamento, Angelita de Souza Pereira, apresentou o exemplo do Superior Tribunal de Justiça, que, em dois anos, ao adotar uma campanha de conscientização dos funcionários, reduziu de cerca de 13 milhões de reais para seis milhões de reais o gasto com a compra de suprimentos no ambiente de trabalho. "É interessante que o Comando maior faça essa ação para que ela seja espalhada por todas as unidades, mas isso não impede que cada unidade faça sua própria comissão que trabalha localmente”, afirmou Angelita Pereira.

Responsável pela organização do evento, o Grupo de Trabalho de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Aeronáutica surgiu em 2012 de uma necessidade de estudar as ações de sustentabilidade realizadas pelos órgãos da FAB, além de produzir outras ações voltadas para o meio ambiente. Desde então, é parceiro de Unidades como a Prefeitura do Galeão, que ganhou o prêmio de meio ambiente.