FUMAÇA

Esquadrão de Demonstração Aérea conclui treinamento na Base Aérea de Natal

O treinamento faz parte do processo de implantação da aeronave A-29 Super Tucano pelo EDA.
Publicado: 02/04/2014 13:45
Imprimir
Fonte: EDA

Após um período de dezoito dias  Sgt Batista na Base Aérea de Natal (BANT), em Parnamirim (RN), o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), conhecido como Esquadrilha da Fumaça, retorna nesta quarta-feira (03/04) para sua sede, em Pirassununga (SP). A temporada na capital potiguar foi mais uma etapa do processo de implantação da aeronave A-29 Super Tucano.

O objetivo da missão foi o treinamento dos pilotos e das equipes de manutenção e logística em deslocamentos à longa distância, o intercâmbio de experiências entre o EDA e o Esquadrão Joker, localizado na Base e que opera a aeronave A-29 há mais tempo na Força Aérea Brasileira (FAB), a prática de procedimentos de emergência no simulador de voo do Super Tucano e a realização de voos de avaliação operacional ao nível do mar.

Na primeira semana, o foco foi a manutenção operacional com voos de aeronaves isoladas, além de treinamento nos simuladores de voo, tanto pelos pilotos, quanto pelos mecânicos que puderam ter seus conhecimentos aprofundados sobre o A-29. O Encarregado da Manutenção, Suboficial Robson Bortholin, explica que durante a atividade panes que ainda não aconteceram na prática foram simuladas e treinados os procedimentos corretos que deverão ser adotados para saná-las, contribuindo para a preparação dos mecânicos que são habilitados a dar partida nas aeronaves para cheque de performance do motor.
Mecânicos realizam manutenção em aeronave  Sgt Batista Já na semana seguinte, foram realizados voos com os sete aviões para o desenvolvimento das manobras e acrobacias que deverão ser apresentadas na demonstração. Tudo foi filmado para que a  equipe possa assistir e analisar o voo sob outro ângulo, aferindo parâmetros e avaliando a exposição das manobras para o público.

Para o Comandante da Esquadrilha, Tenente-Coronel Marcelo Gobett Cardoso, a missão cumpriu o seu objetivo. “Foi possível a elevação de nível operacional e logístico de toda a equipe e pudemos fazer uma avaliação positiva acerca do desenvolvimento de manobras e do display de demonstração da Esquadrilha da Fumaça”, ressaltou.

Participaram da missão 43 integrantes da Esquadrilha a bordo de nove A-29 Super Tucano e um C-130 Hércules, da Base Aérea do Galeão, que realizou o transporte do material de manutenção e equipes de mecânicos e apoio. Um representante da Empresa Brasileira de Aeronáutica (EMBRAER), fabricante do avião, também esteve presente concedendo suporte técnico.

A Esquadrilha da Fumaça ainda está em processo de implantação da nova aeronave, por isso está com suas demonstrações suspensas, sem data prevista de retorno.

imagens/original/20641/260314bat0941(c)bruno_batista.jpg