OPERACIONAL

KC-390 decola para os Estados Unidos para participar do Exercício Culminating

A aeronave decolou da Ala 2 – Base Aérea de Anápolis com a tripulação e militares do Exército, além de carga de apoio ao exercício
Publicado: 12/01/2021 18:59
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Ten Iris Vasconcellos
Edição: Agência Força Aérea

A aeronave KC-390 Millennium decolou na madrugada desta terça-feira (12/01) da Ala 2 – Base Aérea de Anápolis rumo à Louisiana, nos Estados Unidos, para participar do Exercício Operacional Culminating até o próximo dia 5 de fevereiro. Embarcaram na aeronave 21 militares do 1° Grupo de Transporte de Tropa (1° GTT) e três militares do Exército Brasileiro que irão participar do exercício.

A primeira parada da aeronave foi em Boa Vista (RR) e, na sequência, o KC-390 realizou pouso técnico em Porto Rico, de onde seguiu para o Aeroporto de Alexandria, em Louisiana. De lá os militares se deslocam para Fort Polk, uma unidade do exército norte-americano, que será a base dos participantes.

O treinamento envolve o emprego de militares do Exército Brasileiro e do Exército dos Estados Unidos em diversas missões, entre elas, operações aeroterrestres com a participação das aeronaves KC-130J, C-17 e do KC-390 Millennium.

O embarque para a o Exercício Culminating é uma fase inédita na implantação da aeronave na Força Aérea Brasileira (FAB). “A primeira participação do KC-390 em um exercício operacional é o coroamento de três anos de implantação da aeronave na FAB”, destacou o Comandante do 1° Grupo de Transporte de Tropa (1° GTT), Tenente-Coronel Luiz Fernando Rezende Ferraz.

Após mais de um ano do recebimento do primeiro KC-390 pela Força Aérea Brasileira, o 1° GTT já está operando quatro aeronaves, as quais realizam missões fundamentais para o Brasil, como a atuação na Operação COVID-19 de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. “Tenho certeza que os militares estão prontos para cumprir as missões para representar bem o Brasil no Exercício Operacional Culminating”, complementou o Tenente-Coronel Ferraz.

De acordo com o comandante da Ala 2 – Base Aérea de Anápolis, Coronel Aviador Gustavo Pestana Garcez, houve uma preparação especial, não só dos militares, como também da aeronave KC-390 para participar do exercício. “Essa preparação mostra a capacidade da FAB de, em pouco tempo, formar tripulantes operacionais e deixá-los prontos para um treinamento com essa envergadura”, explica.

A preparação também contou com a participação efetiva de diversos órgãos, entre eles, o Comando de Preparo (COMPREP), que é responsável por estabelecer a doutrina e determinar os detalhes do treinamento; o Comando-Geral de Apoio (COMGAP) e a Comissão Coordenadora da Aeronave de Combate (COPAC), que foram fundamentais na preparação da aeronave e da logística necessária; além do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), que coordenou todos os detalhes determinantes para a participação no exercício.

A aeronave multimissão de fabricação e desenvolvimento nacional, foi concebida tendo como característica fundamental a interoperabilidade, de forma a integrar não só as missões da Força Aérea, mas também do Exército e da Marinha. No Exercício Culminating esse aspecto é colocado em evidência já no embarque no Brasil. A aeronave, que será utilizada para a realização de saltos dos militares do Exército, também está transportando os equipamentos que serão utilizados pelos paraquedistas brasileiros.

A Sargento Fernanda De Paula é uma das loadmasters da missão, militar responsável pela coordenação da carga, e explica como os equipamentos são alocados. “Estamos levando oito toneladas de carga, entre material para os paraquedistas e material do esquadrão. Nós preparamos a carga, de forma que o centro de gravidade da aeronave fique dentro do padrão de performance de voo”, explica sobre a organização no interior do KC-390, que possui um moderno sistema de paletização.

Além da função específica durante o traslado, o loadmaster também tem papel fundamental nos treinamentos executados no Exercício Operacional, pois são eles que se comunicam com os paraquedistas nos momentos prévios ao salto para passar informações sobre a aeronave. “Durante o treinamento, nosso maior desafio será a comunicação em uma língua diferente do português, já que a nossa função é passar aos paraquedistas tudo que nós estamos fazendo, por exemplo, comunicar os momentos de salto. Mas nos preparamos para esse momento e temos certeza que será bem executado”, ressaltou a militar.

KC-390 Millennium

O KC-390 Millennium e a tripulação vêm passando por fases de certificação e, após a conclusão de determinadas etapas, as tripulações passam a operar as diversas funcionalidades do avião até atingir a capacidade final de operação (Final Operational Capability – FOC), que estará disponível em todos os KC-390 Millennium da FAB.

Fotos: Sargento Bianca Viol/ CECOMSAER

Vídeo: Suboficial Barros/ CECOMSAER

Confira aqui o vídeo da matéria.

imagens/original/41415/210112BIA_Bianca_Viol_14.jpg
imagens/original/41415/210112BIA_Bianca_Viol_15.jpg
imagens/original/41415/210112BIA_Bianca_Viol_16.jpg
imagens/original/41415/210112BIA_Bianca_Viol_5.jpg
imagens/original/41415/210112BIA_Bianca_Viol_7.jpg
imagens/original/41415/210112BIA_Bianca_Viol___copia.jpg
imagens/original/41415/Fotos_embarque_1201_(1).jpeg
imagens/original/41415/Fotos_embarque_1201_(2).jpeg
imagens/original/41415/Fotos_embarque_1201_(3).jpeg
imagens/original/41415/Fotos_embarque_1201_(4).jpeg
imagens/original/41415/Fotos_embarque_1201_(5).jpeg
imagens/original/41415/Fotos_embarque_1201_(6).jpeg