ESPORTE

Atletas da FAB se destacam em competições nacional e internacional

Na natação, a Sargento Jhennifer Alves quebrou o recorde da prova de 50 metros peito. No basquete, os Sargentos Leonardo Waszkiewicz e Pedro Lima se destacaram na preparação para o Novo Basquete Brasil
Publicado: 18/11/2020 12:39
Imprimir
Fonte: CDA, por Tenente Natália
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Jonathan Jayme - Revisão: Major Monteiro

Na segunda (16), a Sargento Jhennifer Alves quebrou o recorde da prova de 50 metros peito durante a disputa da Semifinal 2 da Liga Internacional de Natação (International Swimming League - ISL), em Budapeste (Hungria). A militar, que representa a Força Aérea Brasileira (FAB) por meio do Programa de Atletas de Alto Rendimento (PAAR), estabeleceu o novo recorde Sul-Americano, com o tempo de 29s91 e, com isso, destacou-se por ser a primeira mulher Sul-Americana a nadar a prova em menos de 30 segundos.

A própria atleta era a detentora do atual recorde Sul-Americano da prova, conquistado no Troféu José Finkel 2018, com o tempo de 30s. Na semifinal da ISL foi a terceira vez consecutiva que a Sargento bateu a marca continental dos 50 metros peito em piscina curta. Com tempo de 30s51, a atleta também foi recordista da prova durante o Torneio Open CBDA Correios, realizado no Centro Olímpico de Treinamento da Aeronáutica (COTA), situado na Universidade da Força Aérea (UNIFA), em 2017.

A ISL é uma liga profissional de natação de realização anual, criada em 2019. Baseada na disputa entre clubes, possui um formato de competição realizada em etapas dinâmicas e rápidas. A temporada é dividida em duas fases: um campeonato regular (fase classificatória), com característica eliminatória, e uma Partida Final. A relação das equipes que disputarão a final dos 50 metros peito feminino ainda não está definida.

Preparação para o NBB

Atletas da Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), por meio do Programa de Atletas de Alto Rendimento (PAAR), participaram do Campeonato Gaúcho de Basquete Masculino, entre os dias 20 de outubro e 14 de novembro. A competição aconteceu nas cidades de Santa Rosa (RS), Caxias do Sul (RS) e Santa Cruz do Sul (RS) e contou com a participação de seis clubes gaúchos, dentre eles, o Sojão Basquete e o Caxias do Sul Basquete, representados pelo Sargento Leonardo Waszkiewicz e pelo Sargento Pedro Lima, respectivamente.

Depois da disputa entre as equipes, durante os quatro sets da final, o tradicional clube Caxias do Sul sagrou-se campeão pela sétima vez, com o placar de 75 a 68. Após o jogo, o Sargento Pedro Lima descreveu como o foco pelo ouro ajudou a equipe a obter esse resultado: “Estávamos muito ansiosos para atacar e quando tivemos mais paciência para rodar a bola, conseguimos um melhor aproveitamento. Recebemos o título, que era o objetivo”, disse o Ala, que também compõe o Time Militar Brasil.

A competição serviu como preparação para Novo Basquete Brasil (NBB), competição mais importante da modalidade no cenário nacional, e onde a equipe do Caxias do Sul disputará o título com outros clubes da elite do esporte brasileiro.

A Liga Nacional de Basquete tem realizado testes para COVID-19 antes das partidas. O protocolo atende atletas, comissões técnicas, arbitragens e apoio, que podem participar das partidas com segurança. 

O Programa

O Programa Atletas de Alto Rendimento (PAAR) foi criado em 2008 pelo Ministério da Defesa (MD) para fortalecer a equipe militar brasileira em eventos esportivos de alto nível. Junto com o Comitê Olímpico do Brasil (COB), com o Ministério da Cidadania, com os clubes aos quais os atletas pertencem e com as Confederações e Federações Esportivas, o Programa é hoje uma engrenagem de sucesso que viabiliza o Projeto Olímpico Brasileiro. Na  Força Aérea Brasileira (FAB), o PAAR é representado por 89 atletas de alto rendimento de diferentes modalidades desportivas, entre individuais e coletivas, olímpicas e militares.

Fotos: Satiro Sodré / SSPress e Arquivo Pessoal