ESPORTE

Atleta da FAB conquista título inédito para o Brasil na Copa do Mundo de Canoagem Slalom

Integrante do Programa de Atletas de Alto Rendimento, a Sargento Ana Sátila figura entre as favoritas para os Jogos Olímpicos de Tóquio
Publicado: 19/10/2020 17:59
Imprimir
Fonte: CDA, por Tenente Natália
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Major Monteiro

No último domingo (18), a Sargento Ana Sátila alcançou um feito inédito para o Brasil. Durante a Copa do Mundo de Canoagem Slalom, na Eslovênia, a atleta conquistou o ouro na prova de Canoa Individual (C1), com tempo de 93s64, superando por menos de 2 segundos a francesa Lucie Prioux.

Com sensação de superação, após ter sido penalizada com 50 segundos na prova de Caiaque Individual (K1) no dia anterior, a atleta comemorou a vitória. “Essa medalha é muito importante. Primeiro porque ela é inédita para o Brasil, segundo porque ela ratifica que estou no caminho certo para a disputa olímpica. Consegui manter o foco e colocar o meu melhor na prova. Deu certo, estou muito feliz”, disse aliviada a atleta, que representa a FAB por meio do Programa de Atletas de Alto Rendimento (PAAR) desde 2016.

Embora a Sargento tenha realizado esse feito inédito, ela já estava classificada para representar o Brasil nos próximos Jogos Olímpicos, tanto na prova de C1 quanto na de K1, e segue como uma das favoritas da Canoagem Slalom.

Incentivo 

O PAAR foi instaurado em 2008 pelo Ministério da Defesa (MD). Em 2014, a Comissão de Desportes da Aeronáutica (CDA) abriu o seu primeiro Aviso de Convocação de atletas no Programa, incorporando às fileiras da Força Aérea 151 atletas de nove diferentes modalidades, entre militares e olímpicas. Desde então, a CDA realizou cinco Avisos de Convocação, incorporando um total de 306 atletas e apoiando 20 modalidades desportivas.

O resultado desse apoio da FAB ao desporto nacional, por meio do programa do Ministério da Defesa, rendeu, até hoje, grandes conquistas ao Brasil, como por exemplo segundo lugar no quadro geral de medalhas dos 6º Jogos Mundiais Militares do CISM (2015, Coréia do Sul), quatro medalhas olímpicas nos Jogos Olímpicos Rio 2016, 10 medalhas no Campeonato Mundial Militar de Natação do CISM (2017, Brasil), sendo sete com recordes mundiais, e o terceiro lugar no quadro geral de medalhas dos 7º Jogos Mundiais Militares do CISM (2019, China).

Além dessas, outras representações de sucesso aconteceram em competições de relevância nacional e internacional, como nos Jogos Pan-Americanos e Mundiais de Modalidades, validando a importância do PAAR ao desporto brasileiro.

Fotos: Acervo pessoal