PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

EMAER coordena reunião de Planejamento Baseado em Capacidades

O PBC reúne um conjunto de procedimentos voltados ao preparo das Forças Armadas, mediante o desenvolvimento de capacidades para atender interesses do País
Publicado: 18/08/2020 20:23
Imprimir
Fonte: EMAER
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Tenente-Coronel Denys

No período de 10 a 21 de agosto de 2020, o Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER) coordena, no Centro Militar de Convenções e Hospedagem da Aeronáutica (CEMCOHA), em Salvador (BA), a Terceira Reunião do Planejamento Baseado em Capacidades (PBC), aplicado ao Comando da Aeronáutica (COMAER).

O PBC é uma ferramenta de planejamento estratégico que reúne um conjunto de procedimentos voltados ao preparo das Forças Armadas, mediante o desenvolvimento de capacidades adequadas ao atendimento dos interesses e necessidades do Estado brasileiro, em um prazo definido, observados os cenários prospectivos e os limites de orçamento e tecnologia.

Para a realização do planejamento, o EMAER conta com o apoio de especialistas dos diversos Órgãos de Direção-Geral, Setorial e de Assistência do COMAER, como o Comando de Preparo (COMPREP); o Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE); o Comando-Geral de Apoio (COMGAP); a Secretaria de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica (SEFA); o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA); o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA); o Comando-Geral do Pessoal (COMGEP); o Centro de Inteligência da Aeronáutica (CIAER); bem como da Marinha do Brasil (MB) e do Exército Brasileiro (EB), além do suporte da Base Aérea de Salvador (BASV).

O destaque dessa etapa é a participação de representantes das demais Forças Singulares, o que possibilita à FAB realizar o levantamento das capacidades necessárias para atender às operações conjuntas com a Marinha do Brasil e com o Exército Brasileiro. A conclusão deste trabalho proverá ao COMAER um maior entendimento sobre as capacidades a serem atingidas para o cumprimento de suas atribuições constitucionais, em especial as demandadas nas operações conjuntas com a MB e o EB.

O Coronel Aviador Eric Cézzane Colen Guedes, coordenador dessa etapa dos trabalhos, diz que o Planejamento Baseado em Capacidades, hoje conduzido pelo COMAER, tem por objetivo melhor qualificar e quantificar as capacidades da Força Aérea para o cumprimento de sua missão. “A participação do Exército e da Marinha são fundamentais para atingirmos o nosso objetivo de Defesa integrada do País”, ressaltou.

De acordo com o Capitão de Fragata Antonio Carlos Rebelo Loureiro, do Estado-Maior da Armada (EMA), a participação de representantes da Marinha do Brasil nesta terceira rodada do PBC, realizado no âmbito da FAB, se mostra uma excelente oportunidade de aprendizado e ampliação do entendimento mútuo. Nesta ocasião, os participantes da MB assessoram os especialistas da FAB quanto à compreensão das Operações e Ações de Guerra Naval, suas especificidades e a necessária sinergia entre as Forças para superar as complexidades do ambiente marítimo. Igualmente, os participantes da MB têm a oportunidade de assimilar as dificuldades e conhecimentos adquiridos no emprego dessa metodologia que contribuirá para a implementação da Sistemática de Planejamento de Força da Marinha (SISFORÇA).

Segundo o Coronel de Infantaria Carlos Magno de Carvalho Corrêa, representante do Estado-Maior do Exército (EME), a participação do EB contribuirá para o desenvolvimento dos processos internos da Força, a partir dos conhecimentos colhidos pela FAB nos mais de dois anos de experimentações internas, aplicando esse novo paradigma de planejamento.

Fotos: Sargento Gustavo/ BASV

imagens/original/40754/foto_2_PBC.jpg