NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


TV BANDEIRANTES


Veja como está sendo o trabalho da FAB em meio à tragédia no Rio Grande do Sul


Bárbara Guimarães | Publicada em 29/05/2024 23:22

Veja como esta sendo o trabalho da FAB em meio a tragédia no Rio Grande do Sul #MelhorDaNoiteNaBand

JORNAL CORREIO BRAZILIENSE


FAB abre seleção para cabos temporários em cidades do RS

De acordo com a Força Aérea Brasileira, os trabalhos serão feitos nas cidades gaúchas de Canoas e Santa Maria

Da Redação | Publicada em 29/05/2024 11:45

A Força Aérea Brasileira (FAB) abriu seleção para trabalho voluntário de cabos temporários em cidades do Rio Grande do Sul afetadas pelas enchentes. Serão contemplados com o reforço dos convocados para o serviço emergencial os municípios de Canoas e Santa Maria. Podem se inscrever candidatos de quaisquer gêneros.

Para participar, o candidato deve ter, no mínimo, ensino fundamental completo. As inscrições podem ser feitas no período desta quarta-feira (29/5) ao dia 13 de junho, no site da FAB. A iniciativa visa suprir necessidades urgentes da região atingida.  Foram abertas 224 vagas para diversas especialidades, incluindo borracheiro, carpinteiro, pedreiro de alvenaria, mestre de obras, operador de empilhadeira, entre outras áreas essenciais.

Campanha da FAB

Desde o início da situação de calamidade decretada no Rio Grande do Sul, a Força Aérea Brasileira atua no apoio às vítimas de enchentes que assolam municípios gaúchos. As ações da campanha intitulada  “Todos Unidos pelo Sul” abrangem doação de alimentos, resgate de famílias e animais ilhados e transporte de equipes de resgate.

 

 

 

 

PORTAL R7


BALANÇO GERAL DF - Base Aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul, começa a receber voos comerciais

O Aeroporto Salgado Filho não está aceitando pousos e permanece fechado devido às enchentes no Rio Grande do Sul

Da Redação | Publicada em 29/05/2024 17:15

A Base Aérea de Canoas passou a receber voos comerciais, visto que o Aeroporto Salgado Filho em Porto Alegre (RS) ainda está inundado após as enchentes. São cinco voos diários programados para transportar as pessoas que precisam chegar ao Rio Grande do Sul com urgência. O restante das aeronaves está sendo usado para levar doações, voluntários e assistência médica para apoiar as vítimas.

 

PORTAL AEROIN


Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) celebra 74 anos de sua fundação


Murilo Basseto | Publicada em 29/05/2024

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) informa que uma cerimônia militar foi realizada no Auditório Professor Francisco Antonio Lacaz Netto, no Campus do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), em São José dos Campos (SP), para marcar os 74 anos de sua fundação, realizada pelo Marechal-do-Ar Casimiro Montenegro Filho, em 1950.

A solenidade foi presidida pelo Diretor do Instituto de Aeronáutica e Espaço, Brigadeiro do Ar Frederico Casarino, que foi recepcionado pelo Reitor do ITA, Professor Doutor Antonio Guilherme de Arruda Lorenzi, e a Pró-Reitora de Administração do ITA, Coronel Intendente Vivian Santos Gomes.

Também estiveram presentes no evento a Vice-Reitora do ITA, Professora Doutora Emilia Villani, comandantes, chefes, diretores e a Prefeita da Guarnição de Aeronáutica de São José dos Campos (GUARNAE-SJ), além de professores, alunos, servidores civis e militares do ITA.

Na ocasião foram entregues homenagens aos militares que completaram 10, 20 ou 30 anos no serviço ativo da Força Aérea Brasileira (FAB). Além disso, o Tenente-Coronel Aviador Diego Alves Nunes, atualmente aluno do Programa de Pós-Graduação em Aplicações Operacionais (PPGAO), recebeu a Menção Destaque Operacional, outorgada pelo Comando de Preparo (COMPREP), e a Medalha-Prêmio Força Aérea Brasileira, concedida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno.

O Professor da Divisão de Ciências Fundamentais, Doutor Gilmar Patrocinio Thim, também foi laureado durante a cerimônia pelo tempo de serviços prestados ao Instituto. Durante os agradecimentos, Thim afirmou que na visão dele, o ITA tem sido fundamental na formação de profissionais altamente qualificados, preparados para enfrentar os desafios do mercado e contribuir significativamente para o desenvolvimento do país. “Tenho orgulho de ter contribuído para a educação de tantos alunos talentosos, muitos dos quais hoje ocupam posições de destaque na indústria, na academia e no governo”, concluiu.

Durante a leitura da Ordem do Dia, o Reitor do ITA, Professor Doutor Guilherme Lorenzi, afirmou que os 74 anos de existência do Instituto foram marcados pelo nascimento, crescimento e consolidação como um importante ator no cenário nacional de ensino e pesquisa no campo da ciência e tecnologia aeroespacial. “Seu reconhecimento e reputação são fruto do trabalho de todos os que por aqui passaram ao longo desse período, sem exceção, e de uma visão desafiadora, mas definida com clareza e paixão pelo Marechal Casimiro Montenegro Filho”, apontou.

HISTÓRIA

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica foi criado a partir do sonho do Marechal-do-Ar Casimiro Montenegro Filho, homem visionário que um dia afirmou que “antes de produzirmos aeronaves, precisamos produzir engenheiros”.  Assim, buscou no mundo as principais referências para a idealização do que viria a ser o ITA, o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e o berço do cluster aeroespacial brasileiro localizado na região do Vale do Paraíba, no interior de São Paulo.

Desde a criação, o ITA já formou quase sete mil profissionais em Engenharia Aeronáutica, Engenharia Eletrônica, Engenharia Mecânica-Aeronáutica, Engenharia Civil-Aeronáutica, Engenharia de Computação e Engenharia Aeroespacial. Muitos deles são reconhecidos até hoje no mercado de trabalho e na sociedade, como o Coronel Urbano Ernesto Stumpf, “pai” do carro a álcool no Brasil, Marcos Pontes, o primeiro astronauta brasileiro, e Ozires Silva, um dos fundadores e primeiro presidente da Embraer.

Reconhecido também pela pós-formação, o ITA criou em 1961 o primeiro curso de Pós-Graduação em Engenharia do Brasil. Atualmente é oferecida a formação em nível de doutorado, mestrado, mestrado profissional ou a disciplina isolada em Aeronáutica e Mecânica, Eletrônica e Computação, Física, Infraestrutura Aeronáutica e Ciências e Tecnologias Espaciais. Agora, o Instituto está preparado para o próximo desafio: a criação de um novo campus do ITA na cidade de Fortaleza, no Ceará. No local serão oferecidos três novos cursos: Engenharia de Energia, Engenharia de Sistemas e Bioengenharia.

FORMAÇÃO

Sob a égide de formar “técnicos competentes e cidadãos conscientes”, o ITA é reconhecido pela excelência no ensino. No Índice Geral de Cursos (IGC), método utilizado pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para avaliar instituições públicas e privadas de ensino superior, o ITA permanece há 14 anos com a nota máxima.

Uma das características do Instituto é a oferta de opções para o acolhimento de 100% dos estudantes que ingressam na graduação. Entre as atividades está o Programa de Aconselhamento, que acompanha o aluno desde a adaptação até a formação. Outro destaque é o Alojamento Estudantil H-8, onde moram todos os alunos do ITA e são reforçadas práticas como a Disciplina Consciente (DC), código de ética que permite, entre outras coisas, a confiança e execução de trabalhos e provas sem a fiscalização dos professores.

Departamento de Controle do Espaço Aéreo participou do DroneShow Robotic, buscando estreitar laços com o setor


Juliano Gianotto | Publicada em 29/05/2024

O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), uma organização da Força Aérea Brasileira (FAB), apresentou inovações e medidas de segurança no gerenciamento do tráfego aéreo brasileiro durante a semana do DroneShow Robotic, no Expo Center Norte, em São Paulo.

A participação na maior feira de drones e tecnologia da América Latina teve como objetivo estreitar laços com os outros órgãos reguladores presentes, como o Ministério da Defesa (MD), Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (CENSIPAM), conhecer de perto as inovações tecnológicas, além de ouvir de forma mais direta as necessidades técnicas e operacionais das empresas e dos pilotos remotos propriamente ditos.

“Temos várias parcerias com várias empresas que estão desenvolvendo diversas tecnologias desse ramo, principalmente do BR-UTM. Precisamos continuar nesta atividade com diversos atores e continuar principalmente focando no futuro das novas tecnologias. É muito bom ter uma feira como essa anualmente para trazer estes “stakeholders” para conversar e mostrar o que tem de tecnologia aqui e no mundo. O DECEA vai continuar desenvolvendo todo esse tipo de atividade em prol de um novo tipo de serviço que será prestado no futuro”, declarou o Tenente-Brigadeiro do Ar Alcides Teixeira Barbacovi.

O DECEA teve espaço no Seminário Regulamentação para Drones, do DroneShow Robotic, com a apresentação do tema: Os avanços do BR-UTM implementado pelo DECEA, realizada pelo Major Aviador Rodrigo Gonzalez Martins de Magalhães, Chefe do Setor de Planejamento de Sistema de Aeronave Não Tripulada e no Fórum eVTOL- Mobilidade Aérea Avançada e Aeronaves Inovadoras, com o Capitão Márcio André da Silva, Gerente do Projeto Mobilidade Aérea Urbana (UAM) do DECEA e Especialista em Controle de Tráfego Aéreo, abordando sobre a integração dos eVTOLs à cidade e ao espaço aéreo urbano e regional.

A Equipe de especialistas do DECEA esteve à disposição, no estande do Departamento, para esclarecer dúvidas sistêmicas e sobre a regulamentação dos drones, prestar monitoria sobre as funcionalidades do Sistema para Solicitação de Acesso ao Espaço Aéreo por Aeronaves Não Tripuladas (SARPAS) e interagir com o público ampliando uma maior visibilidade e conhecimento do sistema.

PORTAL TECNOLOGIA E DEFESA


Maj Brig Scheer – O CATRE e a Aviação de Ataque


João Paulo Moralez | Publicada em 29/05/2024

Para se manter atualizada frente às novas doutrinas e demandas operacionais, na década de 1970, a Força Aérea Brasileira realizou uma série de mudanças no processo de formação do Oficial Aviador da Força Aérea e na especialização do piloto militar na Aviação de Ataque.
Testemunha ocular de um período de transformação, o Major Brigadeiro Scheer relembra aqueles anos pioneiros voando o AT-26 Xavante no antigo Centro de Aplicações Táticas e Recompletamento de Equipagens, o CATRE, em Natal.

Apoio – https://tecnodefesa.com.br/ | Esquadrões de Combate

Ouça também pelo Apple PodcastsDeezerGoogle PodcastsSpotify e Youtube

Conheça os nossos livros em https://www.esquadroesdecombate.com.br/livros

https:youtu.be/g1r5Z0xA8BE

JORNAL CORREIO DO POVO


Aeronave do governo da Itália pousa em Canoas com equipamentos de assistência humanitária

Boeing 767 pousou carregado com 30 toneladas de suprimentos e medicamentos, em solidariedade à calamidade que se abateu sobre o Rio Grande do Sul

Fernanda Bassôa | Publicada em 29/05/2024 18:28

Uma aeronave do governo da Itália, com ajuda humanitária para milhares de gaúchos atingidos pelas inundações, pousou nesta quarta-feira no aeródromo da Base Aérea de Canoas (BACO). O Boeing 767 foi recepcionado pelo Embaixador da Itália no Brasil, Alessandro Cortese, o Cônsul-Geral da Itália em Porto Alegre, Valerio Caruso, juntamente com o comandante da Base Aérea de Canoas, tenente-coronel Thiago Romanelli Rodrigues e outras autoridades. A aeronave pousou carregada com 30 toneladas de equipamentos para instalações de estruturas de assistência humanitária, suprimentos e medicamentos, em solidariedade à calamidade que se abateu sobre o RS.

A iniciativa é organizada e financiada pela Direção-Geral para a Cooperação e o Desenvolvimento do Ministério das Relações Exteriores e da Cooperação Internacional da Itália em colaboração com o Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas. O Rio Grande do Sul abriga 120 mil cidadãos italianos e estima-se que haja no Estado cerca de 4,5 milhões de pessoas com descendência italiana, correspondendo a 40% da população total.

O embaixador da Itália disse que recebe o avião com suprimentos pra ajuda humanitária com muito orgulho, pois é fruto de um compromisso do governo italiano com os milhares descendentes que moram no RS. “O estado merece esta ajuda diante de um momento tão triste. Estou muito comovido com o cenário que vi por aqui. Estive na cidade de Bento Gonçalves para ver de perto o que realmente aconteceu. Em uma segunda etapa vamos debater uma forma de cooperação para auxiliar na reconstrução do Estado.” Cortese disse que ficou impressionado com o trabalho desenvolvido pelos bombeiros e voluntários. “É um trabalho de muita coragem.”

O Cônsul-Geral da Itália em Porto Alegre, Valerio Caruso, informou que este é o primeiro avião com suprimentos que chega em solo gaúcho vindo da Itália. “É um momento de muita angústia, tristeza e de muita solidariedade. Nossa intenção é minimizar o sofrimento da população, uma vez que o governo italiano envia equipamentos especializados em atendimentos médicos. Sabemos que cerca de meio milhão de pessoas seguem desabrigadas. Este é um dia muito importante e histórico para todos nós”, concluiu Caruso.

O avião partiu da Base de Pronto Intervento Umanitario das Nações Unidas de Brindisi, no sul da Itália e chegou em Canoas com equipamentos especializados para emergências humanitárias, como medicamentos e suprimentos médicos para o tratamento de cerca de 100 mil pessoas pelo período de três meses, tendas para o atendimento de 4,5 mil pessoas, cinco geradores, dois potabilizadores capazes de produzir 64 mil litros de água potável por dia e quatro tanques de 10 mil litros para armazenamento de água potável.

O comandante da BACO, tenente-coronel Romanelli comenta que nos últimos 30 dias a Base Aérea tem sido o principal hub logístico no recebimento de toneladas de mantimentos e donativos destinados a minimizar o sofrimento das famílias gaúchas atingidas pela inundação. “Foram mais de 3 mil toneladas de todo o tipo de ajuda, que chegou através de ações operadas pela Força Aérea Brasileira (FAB). Ajuda humanitária que recebemos por meio de empresas comerciais e por outros países como, a exemplo do governo argentino e agora, da Itália.”

Além disso, segundo ele, a ajuda também chegou pelo modal terrestre. Roupas, colchões, remédios, cestas básicas, materiais de limpeza, de higiene, purificadores de água e muitos calçados. Romanelli explica que o centro de comando montado dentro da Base Militar de Canoas conta com as equipes da Defesa Civil, que definem o destino de cada doação. “É uma rotina intensa e ininterrupta.”