NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


REVISTA ISTO É


Efeito Bolsonaro duplica presença de militares no Congresso


Afp | Publicada em 09/10/2018 20:56 | Atualizado em 10/10/2018 03:56

O sucesso de Jair Bolsonaro – um capitão da reserva do Exército – nas eleições presidenciais de domingo mais do que duplicou a eleição de militares para o Congresso.

No total, 22 candidatos que se declararam militares – da ativa, da reserva ou reformados – foram eleitos no domingo para a Câmara dos Deputados, contra dez da atual legislatura, segundo números obtidos com a Agência Brasil.

Para o Senado foram eleitos dois militares, incluindo Sérgio Olimpio Gómes, conhecido como major Olimpio, que obteve mais de nove milhões de votos no Estado de São Paulo.

O major Olimpio é membro do Partido Social Liberal (PSL), de Bolsonaro, cujo número de deputados saltou de oito para 52 após a eleição de domingo, incluindo 13 militares.

Nas Assembleias Legislativas eleitas nos 27 estados do país, a Agência Brasil informa a presença de mais de 60 militares.

“Significa que hoje diminuiu o ranço contra os militares. O afastamento do regime militar foi diminuindo esse preconceito. O fato de as Forças Armadas terem um alto grau de credibilidade, favorece essa intenção de se candidatar”, afirmou o general da reserva Augusto Heleno Ribeiro Pereira, um dos conselheiros de Bolsonaro.

PORTAL DEFESANET


KC-390 – Voa o primeiro avião de série

EMBRAER realiza com sucesso primeiro voo do avião de transporte multimissão KC-390 de série

Publicada em 09/10/2018 20:30

Gavião Peixoto - SP, 9 de outubro de 2018 – A EMBRAER alcançou outro marco importante hoje, com a conclusão do primeiro voo do primeiro avião de transporte multimissão KC-390 de série.

Conforme acordado com a Força Aérea Brasileira, a aeronave passará a fazer parte da campanha de testes de voo, na qual já foram registradas mais de 1.900 horas de voo. A certificação civil da aeronave básica será concedida pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e deverá ser alcançada em breve
.

“Hoje celebramos outro marco importante na produção do KC-390”, disse Jackson Schneider, presidente e CEO da EMBRAER Defesa & Segurança. “Esta aeronave combina excelente flexibilidade com desempenho e produtividade superiores”.

O KC-390 da Embraer é uma aeronave de transporte tático, desenvolvida para estabelecer novos padrões na sua categoria, apresentando ao mesmo tempo o menor custo do ciclo de vida do mercado. É capaz de realizar diversas missões, como transporte e lançamento de cargas e tropas, reabastecimento em voo, busca e salvamento e combate a incêndios florestais.

Sobre a EMBRAER

Empresa global com sede no Brasil, a EMBRAER atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer suporte e serviços de pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a EMBRAER já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A EMBRAER é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Nota DefesaNet

O primeiro avião de série deveria ser entregue à FAB agora em outubro. Porém a perda total de uma aeronave de teste obrigou que a primeira aeronave de produção fosse repassada para a continuidade dos testes. Em 2019 a FAB receberá 3 aeronaves KC-390.

MINISTÉRIO DA DEFESA


Especialistas discutem tecnologias estratégicas para acumuladores de energia


Júlia Campos | Publicada em 09/10/2018 16:11

Brasília, 9/10/2018 – O Seminário Acumuladores de Energia reuniu civis e militares em torno do debate sobre cadeia produtiva e tecnologias estratégicas. O evento, ocorrido nos dias 3 e 4, foi sediado no Grupamento de Apoio do Distrito Federal (GAP/DF). Dividido em três blocos, após a apresentação dos temas os participantes discutiram os assuntos abordados.

Na abertura, o secretário-geral do Ministério da Defesa, brigadeiro Carlos Augusto Amaral, destacou a oportunidade para propor ações conjuntas e efetivas sobre o assunto. De acordo com ele, o tema acumuladores de energia é estratégico para o país. Ele reforçou que, após as discussões, deveriam sair do evento com “ideias sinérgicas, propostas para serem encaminhadas ao governo”.

Em nome do secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Adriana Regina Martin participou da mesa de abertura. Ainda estiveram presentes o diretor do Departamento de Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Maximiliano Salvador Martinhão, Carlos Alexandre Príncipe Pires e o coordenador da Secretaria de Desenvolvimento e competitividade industrial do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Guilherme Garabed Kechichian.

No primeiro bloco, foi tratada sobre a Utilização de meios nacionais na produção de acumuladores de energia, apresentadas pela Empresa de Pesquisa Nacional, MDIC e o MCTIC.

As Perspectivas da indústria para acumuladores de energia foram abordadas por representantes o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), do Parque Tecnológico de Itaipu (PTI), do Centro Tecnológico da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração e da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial.

No último bloco, o tema discutido foi Ciência e Tecnologia em Acumuladores de energia: da extração à reciclagem. O conteúdo teve apresentação a cargo dos especialistas do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações e do Instituto de Tecnologia Edson Mororó Moura.

Oportunidade

O engenheiro naval e capitão de corveta Rudolf Gnewuch, que trabalha na Diretoria industrial da Marinha, destacou que a realização do seminário é um ganho de cooperação com a participação de representantes do governo, universidades e empresas. “A finalidade comum é melhorar as empresas e as nossas capacidades tecnológicas o que pode, por consequência, aumentar o nosso capital de conhecimento técnico e potencialidade econômica no futuro do país”, alegou Rudolf.

Adriano Zanetti é engenheiro na área de energia do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes) e veio do Rio de Janeiro para o evento. Para ele, essa foi uma oportunidade de discutir com diversos órgãos temas que precisam avançar. “Acumuladores de energia é um tema com grande potencial e possui diversas aplicações. Além da possibilidade de promover mudanças que vão permitir uma introdução maior de fontes renováveis não despacháveis, principalmente, solar e elétrica”, pontuou.

O seminário foi promovido pela Secretaria de Produtos de Defesa (Seprod) e realizado pelo Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação (Decti), ligados ao Ministério da Defesa.

JORNAL DO SENADO


Relator escolhe quatro emendas para CAE apresentar ao Orçamento de 2019 — Senado Notícias


Anderson Vieira | Publicada em 09/10/2018 12:32

O senador Dalirio Beber (PSDB-SC) já definiu as emendas a serem apresentadas pela Comissão de Assuntos Econômicos ao Projeto da Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2019 (PLN 27/2018). O parlamentar de Santa Catarina é o relator das sugestões no colegiado e já está com seu relatório pronto. A CAE pretendia analisá-lo nesta terça-feira (9), mas a reunião foi adiada por falta de quórum.

Das 61 propostas apresentadas, o relator escolheu quatro para levar adiante e submeter à votação. Ele acredita que não terá muitas dificuldades, visto que procurou contemplar os temas que mais tiveram indicações dos senadores.

— São quatro emendas por comissão e não podemos atender a todos, mas esperamos eleger as quatro que mais contemplem as necessidade de setores importantes da economia — afirmou.

Uma das propostas de emenda destina-se ao desenvolvimento de aeronave de transporte militar e reabastecimento em voo. O avião KC-390 poderá ser usado no apoio apoio a calamidades públicas, no transporte de pessoal para a manutenção de ações governamentais em regiões carentes e também no apoio aos pelotões de fronteira, às reservas indígenas e às localidades de difícil acesso na região amazônica, além de missões de rotina.

As comissões têm até o dia 20 de outubro para votar e enviar suas emendas. O PLOA 2019 está em análise na Comissão Mista de Orçamento (CMO). O relator é o senador Waldemir Moka (MDB-MS).

PORTAL GLOBO ESPORTE


Na Corrida Brigadeiro Eduardo Gomes, favorita mostra como esporte muda vidas

Sargento Viviane Santos perdeu muito peso e deixou vida sedentária para trás

Publicada em 09/10/2018 16:45

OUTRAS MÍDIAS


PORTAL AEROFLAP - Helibras entrega o 33º H225M do Programa H-XBR ao Exército Brasileiro


Publicada em 09/10/2018 11:46 | Atualizado em 09/10/2018 18:44

A Helibras acaba de entregar o terceiro helicóptero militar modelo H225M previsto para 2018, a segunda aeronave prevista para o Exército Brasileiro este ano.

A aeronave ficará baseada no 1º Batalhão de Aviação (BAvEx), em Taubaté, se juntando a outras 10 dez aeronaves H225M já entregue ao Exército Brasileiro.

A aeronave faz parte do Programa H-XBR, firmado em 2008 com o Ministério da Defesa, para aquisição de 50 aeronaves do modelo, para as Forças Armadas do Brasil.

“O programa H-XBR representa um salto qualitativo ao Brasil, pois traz desenvolvimento para a cadeia de fornecedores, transferência de tecnologia e mão de obra especializada ao país”, afirma Richard Marelli, presidente da Helibras e Head of Country da Airbus no Brasil.