Base Aérea de Manaus e 1º/9ºGAv completam 40 anos de apoio à Amazônia

Publicado: 14/04/2010 13:04
Imprimir
Fonte: BAMN

A Base Aérea de Manaus (BAMN) e o Primeiro Esquadrão do Nono Grupo de Aviação (1º/9ºGAv), o Esquadrão Arara, completaram no dia 31 de março deste ano 40 anos de ativação e tiveram como parte das comemorações a realização de diversos eventos comemotrativos ao longo do mês de março, como os Portões Abertos, as olimpíadas realizadas com as demais Forças Armadas e Auxiliares e solenidade comemorativa com a presença do comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito.

No dia 30, a Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas realizou uma sessão especial em homenagem à BAMN por seus quarenta anos de atividade na Amazônia.

No dia 31, muita emoção e recordações marcaram o descerramento da placa de criação do Destacamento de Base Aérea de Manaus, em 1954, e a inauguração do monumento do C-115 Búfalo, que contou com a presença dos ex-comandantes da BAMN bem como do ex-ministro da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Sócrates da Costa Monteiro, do comandante do Sétimo Comando Aéreo Regional, Major-Brigadeiro-do-Ar Jorge Cruz de Souza e Mello, e demais autoridades.

Durante a cerimônia, foram homenageados os antigos comandantes da BAMN, militares e civis que se destacaram no decorrer de sua história e, ainda, entregues medalhas por Tempo de Serviço, placas ao Graduado, ao Praça e ao Servidor Padrão do ano de 2009, diplomas concedidos pelo 1º/9º GAv aos Destaques Operacionais do Esquadrão, comendas aos Araras Honorários e, ainda, o lançamento do selo dos 40 anos e as obliterações do carimbo comemorativo.

A BAMN e o 1º/9ºGAv foram Criados pela Portaria 027/GM7 de 24 de março de 1970, e ativados em 31 de março do mesmo ano. Ambas organizações vêm se destacando no cenário nacional, a primeira, por representar a principal organização logística da Força Aérea Brasileira na Amazônia Ocidental, comportando além do Primeiro Esquadrão do Nono Grupo de Aviação - 1º/9ºGAv, o Sétimo do Oitavo Grupo de Aviação – 7º/8º GAv, o Sétimo Esquadrão de Transporte Aéreo – 7º ETA, o Batalhão de Infantaria da Aeronáutica Especial de Manaus – BINFAE-MN e o Destacamento de Suprimento e Manutenção de Manaus – DSM-MN; a segunda, pelo valioso trabalho desenvolvido nas asas do C-115 Búfalo, desativado há dois anos, substituído pelo C-105 Amazonas, no cumprimento de missões de transporte e de evacuação aeromédica junto às comunidades mais longínquas da Amazônia, aos Pelotões de Fronteira do Exército Brasileiro (PEF), à Fundação Nacional de Saúde, à Polícia Federal e demais órgãos governamentais.

O trabalho desempenhado pela BAMN e por suas Unidades sediadas tem destaque por suas missões diárias em prol da vigilância e soberania do espaço aéreo e as missões do Correio Aéreo Nacional (CAN), cruzando os céus da Amazônia e levando assistência médico-odontológico para as comunidades mais isoladas da região.

Nos últimos 5 anos, a Base Aérea de Manaus sofreu inúmeras transformações e aquisições que exigiram empenho e dedicação consideráveis de seu efetivo, como a implantação de helicópteros Blackhawk, aeronaves C-98 Caravan e C-105 Amazonas, a desativação da aeronave C-115 Búfalo, a ativação do Destacamento de Suprimento e Manutenção de Manaus e a implantação do simulador da aeronave Amazonas, assim como se prepara para a chegada das aeronaves F-5M.

imagens/original/5786/p1120379.jpg
imagens/original/5786/p1120410.jpg
imagens/original/5786/p1120496.jpg
imagens/original/5786/p1120579.jpg
imagens/original/5786/p1120619.jpg
imagens/original/5786/p1120633.jpg
imagens/original/5786/p1120831.jpg