ESPORTE

Presidente da República recepciona campeões da equipe brasileira de atletismo

Dois deles, atendidos pelo Programa Atletas de Alto Rendimento, são sargentos da Força Aérea Brasileira
Publicado: 21/05/2019 17:36
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Jonathan Jayme
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Capitão Landenberger

Os atletas brasileiros medalhistas de ouro no Campeonato Mundial de Revezamento Masculino 4x100 em Yokohama, no Japão, foram recebidos, nesta terça-feira (21/05), pelo Presidente da República Jair Bolsonaro, no Palácio da Alvorada, em Brasília (DF). O quarteto pertence ao Programa Atletas de Alto Rendimento (PAAR), do Ministério da Defesa.

Dois dos integrantes da equipe campeã são militares da Força Aérea Brasileira (FAB) - os Sargentos Derick de Souza Silva e Jorge Vides. Os outros dois são os Sargentos Paulo André, da Marinha do Brasil, e Rodrigo Nascimento, do Exército Brasileiro. Junto com eles, ainda estavam os sargentos da FAB Caio Bonfim, competidor da marcha atlética, e Lorraine Martins, que participou do mundial na modalidade 4x100 feminino e terminou em quarto lugar.

Ao recepcionar a equipe, o Presidente Jair Bolsonaro ressaltou o feito dos integrantes das Forças Armadas e o primeiro lugar inédito para o Brasil na modalidade de revezamento 4x100. Para ele, esse é o fruto da dedicação, do empenho, da disciplina e do treinamento. “É preciso valorizar, reconhecer e tê-los como exemplo para toda a juventude do Brasil”, disse. “Representaram muito bem nosso país, é motivo de honra e satisfação recebê-los aqui”, concluiu o Presidente.

Os brasileiros terminaram a prova do revezamento com o tempo de 38s05, apenas dois centésimos a frente do quarteto norte-americano, que tinha na equipe Justin Gatlin, atual campeão mundial nos 100 metros rasos.

Segundo o Sargento Vides, isso representa um momento histórico para os atletas e para o Brasil. “Não imaginava essa repercussão. Sou muito grato pelo que está acontecendo em nossas vidas e por poder fazer parte da história do atletismo brasileiro”, avalia.

A Sargento Lorraine Martins participou de sua primeira competição na modalidade adulta. A equipe brasileira feminina de revezamento fez o tempo de 43s75, ficando atrás somente dos Estados Unidos (43s27), da Jamaica (43s29) e da Alemanha (43s68). Agora, as mulheres do atletismo, diz a militar, vão se preparar para os VII Jogos Mundiais Militares, que acontecem em outubro, e para as Olimpíadas 2020, no Japão. “O apoio [do PAAR] é muito importante para a gente se manter. Nós sabemos que podemos vencer”, completa a Sargento.

“Espero que venha mais. Vamos brigar por medalhas e pelo pódio em Doha [no Qatar, onde será disputado o Campeonato Mundial de Atletismo de 2019] e também no Japão.” A promessa é do Sargento Souza, que está no quarto mundial – o segundo no revezamento. De acordo com ele, o PAAR proporciona estabilidade no momento em que os clubes têm maiores dificuldades para apoiar o esporte. “Caiu como uma luva e deve ajudar muitas pessoas ainda”, concluiu o atleta.

O Sargento Caio Bonfim conquistou medalhas no Panamericano de 2015 e no Mundial de Atletismo de 2017. Competidor da marcha atlética, ele lembra do apoio que a FAB proporciona aos atletas. “Temos boa pista de atletismo, materiais, fisioterapia. Temos uma estrutura que a Força Aérea construiu e que fica como legado. Além disso, o apoio financeiro supre as necessidades. É um prazer representar as Forças Armadas”, avalia.

A prova

De acordo com uma publicação da Federação Internacional de Atletismo, o tempo alcançado no título mundial do revezamento 4x100 masculino foi a melhor marca do time do Brasil na história da modalidade. A FAB ainda teve um representante no revezamento 4x400 metros. O Sargento Alexandre Russo terminou na sexta colocação com a marca de 3m20s71. O título ficou com os atletas dos Estados Unidos, seguidos pelos canadenses e quenianos.

PAAR

O Programa de Atletas de Alto Rendimento das Forças Armadas é desenvolvido pelo Ministério da Defesa em parceria com o Ministério do Esporte. As seleções são feitas por meio de editais públicos que avaliam o currículo esportivo, resultados e posição no ranking. Ao serem incorporados à Marinha, ao Exército e à Aeronáutica, os atletas convocados são declarados Terceiros-Sargentos, incluídos no Quadro de Sargentos da Reserva de 2ª Classe Convocados (QSCON) e realizam o Estágio de Adaptação para Praças (EAP), que se destina a adaptar e preparar os incorporados às condições peculiares do Serviço Militar Temporário.

Confira o vídeo sobre a recepção dos atletas brasileiros no Palácio da Alvorada

Fotos: Soldado Wilhan Campos / CECOMSAER  e Kazuhiro NOGI / AFP

Vídeo: Soldado Matheus Silva / CECOMSAER