CARREIRA

Programa de capacitação e valorização de graduados avalia resultados e debate metas

Programa avalia como está a implantação da nova função de Graduado-Master e prevê educação continuada
Publicado: 21/03/2019 17:15
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Gabrielli
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Major Alle

A Força Aérea Brasileira (FAB) tem se dedicado a implementar ações em prol dos graduados, ou seja, militares que atuam em nível técnico: o Programa de Capacitação e Valorização do Corpo de Graduados, que teve os primeiros resultados em 2018, prevê novidades para 2019. Na última quarta-feira (20), militares que compõem a comissão de acompanhamento do programa estiveram reunidos no Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), em Brasília (DF), para avaliar as ações implementadas até o momento e fixar um cronograma para o ano. 

Segundo um dos responsáveis pelo programa, Tenente-Coronel Aviador Glauco dos Santos Cândido, o programa é composto por dois projetos principais - a implantação da função de Graduado-Master e de um sistema de educação continuada. Esta última prevê que, de cinco em cinco anos, o graduado tenha um incremento cognitivo e motivacional, com a criação do Curso de Aprimoramento nos níveis I e II, além da reestruturação do já existente.

Na prática, os projetos são complementares e dão aporte um ao outro. "O programa estabelece um novo formato para a carreira desses militares, com investimento maior no seu aperfeiçoamento. Até então, a carreira de suboficiais e sargentos contava apenas com o Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos, realizado cerca de 18 anos após a formação básica", explica o Tenente-Coronel Glauco. 

Os 14 Suboficiais selecionados e capacitados para exercer a função de Graduado-Master já assumiram suas atribuições de assessoria à administração. Mensalmente, os gerentes locais do projeto enviam relatórios das atividades realizadas pelo Graduado-Master ao EMAER, para que os resultados comecem a ser mensurados e, caso seja identificado alguma necessidade de ajuste no exercício da função, a correção seja mais eficaz. O feedback também é importante para os ajustes no currículo do curso de formação de 2019. A previsão é de que o processo seletivo se inicie ainda no primeiro semestre deste ano. "Teremos algumas novidades para o curso deste ano. A Diretoria de Ensino da Aeronáutica está realizando um excepcional trabalho com o intuito de promover um incremento significativo na abordagem cognitiva dos futuros alunos. Outra mudança é que haverá um módulo prévio a distância", adianta o tenente-coronel.