ESPAÇO AÉREO

DECEA realiza Reunião do Grupo de Estudos sobre Planejamento do Espaço Aéreo

Encontro contou a presença de diversos representantes da comunidade aeronáutica
Publicado: 27/12/2018 13:40
Imprimir
Fonte: DECEA, por Denise Fontes
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente João Elias - Revisão: Capitão Landenberger

O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) realizou a Segunda Reunião do Grupo de Estudos sobre Planejamento do Espaço Aéreo (GEPEA), no dia 18 de dezembro. O evento, que ocorreu no auditório do Subdepartamento de Operações do DECEA, no Rio de Janeiro (RJ), contou com a  presença de diversos representantes da comunidade aeronáutica, como controladores de tráfego aéreo, pilotos e autoridades de aviação civil. O GEPEA é um fórum permanente criado com o objetivo de discutir oportunidades de melhorias na organização e gerenciamento do espaço aéreo brasileiro, por meio de estudos específicos.

Na abertura, o diretor-geral do DECEA, Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas, deu as boas-vindas aos participantes e destacou a importância do evento. “É uma satisfação ver esse grupo empenhado na busca de melhores práticas. O GEPEA é uma iniciativa que prioriza a decisão colaborativa”, enfatizou.

Dando início às apresentações, o Tenente-Coronel Especialista em Controle de Tráfego Aéreo Clóvis Fernandes Júnior, membro do DECEA no GEPEA, apresentou o programa de trabalho do Grupo de Estudos sobre o Planejamento do Espaço Aéreo. “O grupo é responsável por captar e entender as necessidades dos usuários, verificar a capacidade de atender as demandas, estabelecendo uma lista de priorização de trabalho, com foco na decisão colaborativa”, destacou.

Na sequência, o Capitão Especialista em Controle de Tráfego Aéreo Marcos Roberto Peçanha dos Santos, membro substituto do DECEA no GEPEA, discorreu sobre os projetos em andamento, entre eles, os Mínimos Operacionais de Aeródromo e a implementação de procedimento de aproximação baseado no conceito RNP-AR APCH (Required Navigation Performance Authorization Required, Performance de Navegação Requerida) no Brasil.

Tomada de Decisão Colaborativa

Para o Comandante Paulo Roberto Alonso, representante da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) no GEPEA, o grupo representa um marco para o Sistema de Aviação Civil Brasileiro. “É um canal importante para resolução de temas relevantes para as empresas aéreas referentes ao controle do espaço aéreo, tanto no caso de introdução de novas tecnologias, como para novos procedimentos que possibilitem o acesso a aeroportos mais remotos ou melhorem o fluxo em aeroportos mais congestionados”, disse.

A criação do grupo foi elogiada, também, pela diretora de Operações Aeroportuárias da Líder Aviação, Cynthia Oliveira, que ressaltou os benefícios da iniciativa. “Ações como essas contribuem para uma tomada de decisão mais assertiva, visando sempre a melhoria de performance. O GEPEA é de suma importância para a troca de conhecimentos e integração entre todos os players da aviação no Brasil”, ressaltou.

Membros do GEPEA

O GEPEA conta com o trabalho conjunto entre o DECEA, a ABEAR, a International Air Transport Association (IATA), a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a Associação Brasileira de Pilotos de Helicóptero (ABRAPHE), o Sindicato Nacional das Empresas de Táxi Aéreo (SNETA), a Associação Brasileira de Aviação Geral (ABAG), a Associação de Pilotos e Proprietários de Aeronaves (AOPA Brasil), a Associação Brasileira de Pilotos da Aviação Civil (ABRAPAC) e a Associação Brasileira de Pilotos de Aeronaves Leves (ABUL).

Durante a reunião, os membros assinaram o Termo de Referência para formalizar a criação do GEPEA.

 

Fotos: Luiz Eduardo Perez Batista