DIA DA INFANTARIA

Organizações militares celebram 77 anos da Infantaria da Aeronáutica

Cerimônias aconteceram em Anápolis (GO), em Manaus (AM), no Rio de Janeiro (RJ) e no Recife (PE)
Publicado: 17/12/2018 17:00
Imprimir
Fonte: GAP-RF, Ala 2, Ala 8 e Ala 12
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Jonathan Jayme - Revisão: Capitão Landenberger

A Infantaria da Aeronáutica completou 77 anos em dezembro. Desde a criação das seis primeiras Companhias de Infantaria de Guarda, em 11 de dezembro de 1941, a Infantaria evoluiu em sua organização, funcionamento, desenvolvimento de suas doutrinas, táticas e técnicas de preparo e de emprego dos seus militares. Veja como foram as celebrações em organizações militares da FAB:

Ala 2

No dia 11 de dezembro, a Ala 2 realizou cerimônia presidida pelo Comandante da unidade, Coronel Aviador Antonio Marcos Godoy Soares Mioni Rodrigues.

O Chefe de Operações do Esquadrão de Segurança e Defesa, Capitão de Infantaria Kleyton Calderoni Meira, destacou a importância da Infantaria da Aeronáutica. “O nosso lema é defender na terra o domínio do ar. E toda a nossa instrução e treinamento da tropa visam a cumprir esse propósito", comentou.

Ala 8

O Segundo Grupo de Defesa Antiaérea (2º GDAAE) e o Grupo de Segurança e Defesa da Ala 8, em Manaus (AM) participaram, no dia 11 de dezembro, da cerimônia militar alusiva aos 77 anos de criação da Infantaria da Aeronáutica.

A solenidade foi presidida pelo Coronel de Infantaria Elton Marinho da Silva e contou com a presença do Chefe da Seção de Operações do Grupo Ajuricaba, como é conhecido o 2º GDAAE, Major de Infantaria Alexandre Fernandes Pereira, além de outras autoridades da Guarnição de Aeronáutica de Manaus.

Ala 12

A Ala 12 comemorou o Dia da Infantaria da Aeronáutica em cerimônia realizada no dia 6 de dezembro, presidida pelo comandante do Grupo Logístico (GLOG), Tenente-Coronel Especialista em Armamento Robson José da Silva. A solenidade contou com a entrega do troféu das competições esportivas da Guarnição de Aeronáutica de Santa Cruz (GUARNAE-SC), vencida pelo Esquadrão de Segurança e Defesa (ESD).

Durante o evento, aconteceu, ainda, uma demonstração operacional em que militares desceram de rapel da aeronave H-36 e conduziram as palavras do Comandante até o local da formatura.

A Infantaria da Aeronáutica da Ala 12 está apta para atuar nas mais diversas frentes de trabalho inerentes à segurança, tanto institucional, quanto em missões externas, como por exemplo a Garantia da Lei e da Ordem, segurança dos Jogos olímpicos e da Copa do Mundo, entre outras atividades.

"Todos nós militares, do mais antigo ao mais moderno, passamos por uma formação coordenada por profissionais da Infantaria. Todos os valores que nós temos, como disciplina, fé na missão, patriotismo, devemos, também, a esses guerreiros. Tive a honra de conhecer essa nobre missão de perto por servir nove anos em uma unidade de infantaria, por isso, sei muito bem os valores destes profissionais", finalizou o Tenente-Coronel.

GAP-RF

Uma cerimônia militar na Guarnição de Aeronáutica de Recife comemorou, no dia 11 de dezembro, o Dia da Infantaria da Aeronáutica e o 3º Aniversário de Criação do Grupamento de Apoio de Recife (GAP-RF).

Na solenidade, o GAP-RF homenageou o Graduado, o Praça e o Servidor Civil Padrão que se destacaram no ano, com o objetivo de reconhecer os méritos individuais e estimular o profissionalismo e a dedicação ao serviço.

Ainda foi entregue a lembrança “Amigo do GAP-RF” ao Consultor Jurídico da União no Estado de Pernambuco, Luciano Cavalcanti Batista, homenageado por contribuir para que a missão do GAP-RF evoluísse com eficiência, eficácia e efetividade.

Três militares do GAP-RF receberam a medalha militar de 20 e 10 anos de serviços prestados. A “Medalha Militar” foi criada para recompensar os bons serviços prestados pelos oficiais e praças das Forças Armadas.

O Chefe do GAP-RF, Coronel Intendente Marcelo Ferreira Pedro, citou as melhorias das condições de trabalho, bem como o bem-estar de todo efetivo. "Incentivamos o desenvolvimento das competências necessárias para o cumprimento da missão do GAP-RF, tais como mapeamentos e modelagens de processos, criação de indicadores de desempenho e, sobretudo, uma eficiente gestão de pessoas, as quais constituem nosso maior capital”, discursou.