SOLENIDADE

Desfile aéreo e salva de tiros marcam cerimônia de troca da Bandeira Nacional

A solenidade realizada no mês de aniversário de Santos-Dumont movimentou a Praça dos Três Poderes, na capital federal
Publicado: 01/07/2018 13:45
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Asp Carlos Balbino
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Capitão Oliveira

Muita gente acordou cedo para acompanhar a troca da Bandeira Nacional, na Praça dos Três Poderes, em Brasília (DF). A cerimônia, realizada na manhã deste domingo (1º) na capital federal, foi presidida pelo Comandante-Geral do Pessoal da Aeronáutica (COMGEP), Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, que representou o Comando da Força Aérea Brasileira. Ele ressaltou a importância da presença da população no ato cívico.

“É bom que a gente traga ao público presente os valores, as tradições, especialmente, daqueles homens que fizeram a história do Brasil e da Força Aérea Brasileira”, afirmou o oficial-general.

Toda a programação, coordenada pela Ala 1, teve um significado especial em julho por coincidir com o mês em que é comemorado o nascimento de Alberto Santos-Dumont. Em 2018, o Patrono da Aeronáutica Brasileira completaria 145 anos.

Ao falar sobre o Pai da Aviação, o Comandante da Ala 1, Brigadeiro do Ar Ary Soares Mesquita, destacou a criação e a inventividade de Santos-Dumont como fatores fundamentais para a evolução da humanidade. “Não podemos imaginar hoje a humanidade sem os meios aéreos que existem e que só apareceram graças à genialidade de Alberto Santos-Dumont”, ressaltou.

Uma salva de 21 tiros deu início à substituição do Pavilhão Nacional - feita ao som do Hino Nacional e do Hino à Bandeira. Integrantes da companhia de Cerimonial Santos-Dumont compuseram a tropa integrada ainda por militares do grupamento de Batedores, da Banda de Música, de bandeiras históricas e do Pelotão de cães de Guerra.

Ana Luísa Amorim Arantes, que estuda para ser aprovada na Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR) e na Academia da Força Aérea (AFA), se emocionou com o desfile. “Farei a prova no próximo domingo. Estou na reta final nos meus preparativos, mas me imaginei ali no meio já”, declarou a estudante de 16 anos enquanto acompanhava a solenidade.

A cerimônia da troca da bandeira também contou com a participação de aeronaves da FAB. Dois caças F-5 cruzaram o céu da capital federal e fizeram um espetáculo à parte. Luciana Fraga Milhomem e Roberto de Oliveira Brito assistiram à solenidade pela primeira vez e ficaram encantados com o desfile aéreo. “É muito bonito, emocionante demais”, disse a farmacêutica. “Tem que continuar tendo sempre”, completou o professor universitário.

Veja como foi a cerimônia.

Fotos: Cabo Feitosa