TRANSPORTE

FAB realiza Evacuação Aeromédica de gestante no Maranhão

O transporte foi realizado pela aeronave do 1° ETA
Publicado: 12/03/2018 14:45
Imprimir
Fonte:
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente João Elias - Revisão: Maj Alle

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) realizou, na manhã do último domingo (11/03), em conjunto com o Esquadrão de Saúde de Alcântara (ES-AK) e com o Primeiro Esquadrão de Transporte Aéreo (1° ETA), uma missão de Evacuação Aeromédica (EVAM).

A aeronave Caravan C-98 decolou às 8h do CLA rumo a São Luís (MA), transportando uma paciente gestante de 23 anos, em trabalho de parto e com o bebê atravessado no útero - o que os médicos chamam de apresentação fetal córmica - sendo indicado o parto com procedimento de cesariana, que não poderia ser realizado no município de Alcântara.

O transporte da gestante até o Hospital Benedito Leite, em São Luís, levou uma hora e foi acompanhado pela equipe do ES-AK.

O Diretor do CLA, Coronel Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, ressalta que a unidade já efetuou diversas Evacuações Aeromédicas semelhantes em apoio à comunidade local, principalmente nos casos onde existe risco à vida do paciente. "A presença da Força Aérea Brasileira em Alcântara, por intermédio do CLA, é importante não apenas para o desenvolvimento de atividades espaciais na região, mas também para o suporte e integração da população local", acredita.

1° ETA

O Primeiro Esquadrão de Transporte Aéreo realiza, constantemente, missões de EVAM. No dia 4 deste mês, uma aeronave decolou às 9h de Belém (PA) com destino a Fortaleza (CE) para o resgate de uma senhora de 68 anos de idade, que apresentava um caso de fratura no fêmur, necessitando de internação cirúrgica no Hospital de Força Aérea do Galeão (HFAG).

A tripulação pousou no aeroporto de destino às 17h35, onde uma equipe médica aguardava a chegada. "É muito gratificante saber que, no cumprimento da missão da Força Aérea, também transportamos assistência e momentos de grande felicidade a famílias como esta. Afinal, é a todos os brasileiros que devemos nossa razão de ser, existir e voar!”, ressaltou o Tenente Julian Dias Moreira, piloto da aeronave.