FORMAÇÃO

DECEA realiza Reunião de Inspeção em Voo 2017

Durante a reunião foi realizado o Simpósio de Inspeção em Voo
Publicado: 14/11/2017 19:15h
Imprimir
Fonte: DECEA, por Denise Fontes
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente João Elias

Capitão Carvalho, primeiro colocado do curso de Inspeção em VooO Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), por meio do Grupo Especial de Inspeção em Voo (GEIV), realizou entre os dias 8 a 10 de novembro, a Reunião Anual de Inspeção em Voo, em São José dos Campos (SP). A programação contou com vários eventos, como o Simpósio de Inspeção em Voo e a formatura de novos pilotos inspetores e operadores de sistema de inspeção em voo.

No primeiro dia, seguindo a tradição do evento, ocorreu a passagem simbólica do cargo de Comandante do GEIV, do Tenente-Coronel Aviador Mauro Carrinho de Moura ao Major-Brigadeiro do Ar Normando Araújo de Medeiros.

O Tenente-Coronel Mauro deu as boas-vindas aos participantes e enfatizou a importância de preservar a tradição. “Sem a presença dos senhores não seria possível atingir os objetivos da reunião: compartilhar conhecimentos, reencontrar antigos amigos e manter viva a memória da inspeção em voo no Brasil”, disse.

Em seu discurso, o Major-Brigadeiro Normando falou da satisfação de participar do encontro e parabenizou todos os profissionais do GEIV. “A excelência alcançada, reconhecida nacional e internacionalmente, se deve à dedicação e ao comprometimento com a missão”, constatou.

Formatura

Formatura do curso de Inspeção em VooA cerimônia de formação dos alunos do Curso de Inspeção em Voo – CNS 103 - foi presidida pelo Diretor-Geral do DECEA, Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas, e contou com a presença de diversas autoridades civis e militares. Ao total foram formados quatro pilotos inspetores e dois operadores de sistema.

O piloto inspetor, Capitão Aviador Alexandre Gonçalves Carvalho, e o operador de sistema de inspeção em voo, Capitão Hélio Vinicius de Almeida Cabral, foram os primeiros colocados do curso CNS-103 e receberam o prêmio Omnisys como reconhecimento pelo destaque no estudo de aplicações tecnológicas avançadas. “Após o término dessa etapa, posso assegurar que estamos prontos para servir a sociedade, garantindo a qualidade e a segurança dos serviços prestados pela Força Aérea Brasileira”, destacou o Capitão Carvalho.

Para o Capitão Vinicius, o curso de inspeção em voo representou um marco na sua carreira. “A partir de agora poderei executar na plenitude a missão do GEIV, participando das inspeções e colaborando com a manutenção do correto funcionamento dos auxílios à navegação aérea”, disse.

Em seguida, foi entregue o título e o distintivo de piloto inspetor honorário ao Tenente-Brigadeiro Domingues, por ter prestado relevantes serviços à inspeção em voo. “Integrar esse quadro é uma honraria destinada a poucos privilegiados. Parabenizo a cada um dos componentes desse seleto grupo, cuja rotina diária e anônima é a de colaborar na garantia da segurança e da fluidez da navegação aérea no Brasil e de contribuir para o progresso, a integração e a defesa de nossa imensa nação”, afirmou o oficial-general.

Após a cerimônia da formatura do curso CNS-103, foi realizado o tradicional Brinde 1020, em que os pilotos inspetores brindaram com os novos formandos, e ocorreu o retorno da passagem simbólica do comando do GEIV ao Tenente-Coronel Mauro.

Palestras

Simpósio de Inspeção em VooAinda durante o evento foi realizado, no Instituto de Controle do Espaço Aéreo (ICEA), o Simpósio de Inspeção em Voo que apresentou temas da atualidade e perspectiva para a inspeção em voo.

Em sua apresentação, o Chefe da Divisão de Planejamento de CNS e Inspeção em Voo do Subdepartamento de Operações do DECEA, Capitão Aviador Rafael Domingos Rodrigues, falou sobre o "Desenvolvimento do Sistema de Aumentação Baseado em Solo (GBAS) no Brasil", que tem por função melhorar a exatidão, a integridade, a continuidade e a disponibilidade da informação para a navegação por satélite do GNSS (Global Navigation Satellite Systems – Sistemas Globais de Navegação por Satélite).

O oficial destacou as vantagens do sistema, os testes utilizando as aeronaves-laboratório do GEIV, além do acordo de cooperação com a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA – Federal Aviation Administration), a fim de realizar estudos e buscar soluções para identificar possibilidades que permitam a utilização do GBAS no Brasil.

O tema "Manutenção Remota na Inspeção em Voo" foi apresentado pelo Capitão Engenheiro Helio Vinicius de Almeida Cabral, Chefe da Subseção de Radiomonitoragem do GEIV. A síntese de funcionamento, as vantagens da inspeção remota e as perspectivas foram abordadas pelo oficial. “O GEIV vem buscando metodologias que visam otimizar a inspeção e garantir a qualidade e a confiabilidade intrínsecas a esta atividade”, relatou.

O membro do Comitê RPAS do DECEA, Capitão Aviador Leonardo André Haberfeld Maia, explanou sobre a “Aplicação de Sistemas de Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPAS) na Inspeção em Voo”. Foram apresentados os requisitos técnicos e operacionais e os resultados dos testes para análise da implementação das RPAS na atividade de inspeção em voo de auxílios visuais. “Os testes embasarão as decisões do DECEA para alteração da regulamentação, no sentido de atender às carências operacionais dos clientes de RPAS de forma coordenada e segura para os usuários do espaço aéreo”, esclareceu o Capitão Haberfeld.

Pilotos InspetoresJá o chefe da Seção de Operações do GEIV, Major Aviador Bruno Michel Marcondes Alves, falou sobre a implantação do Projeto I-X , que visa o desenvolvimento e a aquisição das aeronaves IU-50 (Legacy 500). Foram apresentados, também, o cronograma de modernização do IU-93A e os treinamentos em simuladores.

Erik Togersen, vice-presidente da empresa gestora dos painéis de inspeção em voo (Norwegian Special Mission), destacou o Sistema UNIFI3000 a ser implantado no Legacy 500 e a visão prospectiva dos sistemas de inspeção em voo.