MEIO AMBIENTE

Macacos-prego são soltos no Campo de Provas Brigadeiro Velloso

Após a reintrodução dos animais na área escolhida, eles foram monitorados durante três dias
Publicado: 07/10/2017 08:00
Imprimir
Fonte: CPBV
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente João Elias

O Campo de Provas Brigadeiro Velloso, unidade da Força Aérea Brasileira (FAB) localizada na Serra do Cachimbo, no Sul do Pará, foi o cenário de reintegração de uma família de oito macacos-prego (Cebus apella) que foram soltos no último sábado (30/09) pela Associação de Reabilitação e Reintrodução de Animais Silvestre (ARRAS). A operação foi coordenada por uma equipe de pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso, em parceria com CPBV, que proporcionou todo o apoio logístico e de segurança.

Após a reintrodução dos animais na área escolhida, eles foram monitorados durante três dias. De acordo com a zootecnista Paula Andrade Moreira, coordenadora do projeto, são poucos os lugares para a soltura de animais que estão longe de cidades, por esse motivo, o CPBV acaba tendo a preferência da ARRAS nesse tipo de ação.

“Iremos monitorar por seis meses o local e observar se os primatas estão conseguindo alimentação, como interagem entre eles e se conseguirão conviver com outros grupos de macacos-prego da região”, disse.

CPBV

No CPBV, a FAB realiza, também, a reintegração ao meio ambiente de diversas espécies da fauna brasileira, que são resgatadas do comércio ilegal pelo IBAMA, entre elas, onças, araras ameaçadas de extinção e papagaios mantidos em cativeiro. Esses animais ganham um novo lar e a oportunidade de sobreviverem e se reproduzirem na mata. Em muitas operações, a FAB ainda ajuda o IBAMA no transporte de animais silvestres.