HOMENAGEM

Patrono da Aeronáutica é homenageado durante troca da Bandeira Nacional

Militares e civis acompanharam cerimônia na Praça dos Três Poderes
Publicado: 02/07/2017 14:22
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Asp Cristiane dos Santos

A Força Aérea Brasileira (FAB) realizou, neste domingo (02/07), a solenidade de substituição da Bandeira Nacional na Praça dos Três Poderes, em Brasília (DF). A cerimônia contou com a presença do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato; do Arcebispo do Ordinariado Militar do Brasil, Dom Fernando José Monteiro Guimarães; além de outras autoridades das três Forças Armadas e civis. No mês de julho, o evento homenageou o patrono da Aeronáutica, Alberto Santos Dumont.

A solenidade de substituição do Pavilhão Nacional tem a finalidade de incentivar na população o sentimento cívico e o culto aos símbolos nacionais. A substituição da Bandeira Nacional faz parte do calendário cívico de Brasília e ocorre todo primeiro domingo de cada mês, sob a coordenação das três Forças Militares e do Governo do Distrito Federal. Neste mês de julho, a solenidade foi realizada sob a responsabilidade do Comando da Aeronáutica e coordenada pela Ala 1.

Este mês, a cerimônia tem especial significado uma vez que são comemorados 144 anos do nascimento do patrono da Aeronáutica – Alberto Santos Dumont, nascido no dia 20 de julho de 1873. "Certamente que a imagem de Santos Dumont, tudo o que ele fez, não apenas pra Força Aérea, mas também pelo Brasil, pela aviação no geral, não pode ser esquecido. Nós temos que dar o destaque merecido a ele”, disse o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato.

Para o Comandante da Ala 1, Brigadeiro do Ar Ary Soares Mesquita, o patrono da Aeronáutica é, sem dúvida alguma, merecedor da homenagem. “Ele conseguiu em pouco tempo de vida alcançar marcas de fundamental importância para a humanidade. Se hoje somos capazes de fazer tantas ações com nossos aviões, não apenas com aviões de combate, mas também em toda a aviação mundial, nós devemos a este cidadão”, ressaltou.

O hasteamento do Pavilhão Nacional ocorreu ao som do Hino Nacional. Já o estandarte substituído foi arriado ao som do Hino à Bandeira. Durante o evento ocorreu uma salva de 21 tiros de canhão e o desfile de sete grupamentos militares, incluindo o de bandeiras históricas, o de motociclistas militares e o pelotão de cães de guerra.

A paulista Roberta Mosqueto chegou à capital federal na véspera da cerimônia e ficou emocionada com a surpresa. “Eu tive a sorte de presenciar a troca da bandeira com esta homenagem linda. É uma emoção muito grande sentir este patriotismo e conhecer mais da história do nosso país. É um momento em que a gente consegue se aproximar do significado de ser brasileira”, disse.

Veja como foi a cerimônia da troca do Pavilhão Nacional:

Fotos: Sgt Johnson Barros e Sgt Bianca Viol

imagens/original/34576/_mg_9931.jpg