SOLIDARIEDADE

Ala 3 realiza dia de alegria e doações para ala oncológica infantil em Porto Alegre

Todos os pacientes internados receberam um kit contendo diversos materiais e o hospital recebeu equipamentos eletrônicos
Publicado: 19/06/2017 11:15h
Imprimir
Fonte: Ala 3, por Tenente Fabiana Cintra
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente João Elias

Ten Karen e a pequena Emily, de 8 anosA manhã do dia 14 de junho foi mais divertida no ambulatório e na internação oncológicos do Hospital Conceição, localizado na capital gaúcha. Isso porque os pacientes receberam a visita de um grupo de militares, alguns vestidos de personagens de desenhos infantis, e um quarteto da Banda de Música da Ala 3, antiga Base Aérea de Canoas. Além de proporcionar uma manhã com música e brincadeiras, o grupo levou as doações arrecadadas pelos militares de todas as organizações militares da Força Aérea brasileira (FAB), localizadas em Canoas e Porto Alegre.

Cada um dos 38 internados da ala oncológica infantil recebeu um kit personalizado com um cartão com seu nome e desenho de um aviador ou aviadora, brinquedos, roupas, pantufa, bombons, balas, achocolatado e suco, além de livros e revistinhas da Turma da Mônica e da Turma do Fabinho.

De acordo com a enfermeira Cimone Noal Hass,Doações os alimentos doces são muito importantes para esses pacientes. “O tratamento faz as crianças desenvolverem uma mucosite na boca que deixa um gosto ruim e, por causa disso, há dias em que elas não têm vontade de comer nada de comida. Os alimentos mais doces, em embalagens coloridas, são mais atrativos e tornam-se uma alternativa para essas crianças se alimentarem, pois elas não podem ficar mais fracas já que estão com a imunidade baixa”, explicou.

A pequena Julia Dias de Almeida, de apenas 1 ano e dois meses, adorou o pocket show da banda na unidade de internação: dançava e se animava com todas as músicas no colo da mamãe Viviane Abreu Dias de Almeida. "A visita trouxe alegria para o hospital. Eu e a minha princesa Julia brincamos todo o dia, cantamos e estamos muito alegres", disse a mãe, animada.

A Emily, de 8 anos, vibrou quando viu o seu kit com canetinhas e brinquedos. Ela estava muito alegre e falante, mas na hora do show ficou com vergonha de dançar e só assistiu. Já o Carlos, de 14 anos, estava mais animado e usou o hall do ambulatório como pista de dança, fazendo vários passos ao som ao vivo da banda.

“A visita eleva o estado de espírito dos nossos pacientes, faz com que eles tenham lembranças inesquecíveis de emoções boas, carinho e afeto, o que é muito importante, pois o tratamento traz sofrimento, além de eles já estarem vivendo muitas perdas sociais devido ao isolamento e as limitações do próprio corpo. Essa ação ameniza o sofrimento da internação e do tratamento em si", ressaltou a assistente social de referência da Unidade de Onco-Hematologia, Eliana Affonso de Barros.

Crianças recebendo seus presentesA Sargento Michele Lyra, que participou da ação, contou que estava com medo de se emocionar durante a visita, porém se surpreendeu. “Apesar da situação e da doença que é difícil, é impressionante como eles são alegres”, afirmou.

Também foram doados dois aparelhos de televisão, cinco aparelhos de DVD, três conversores digitais e cinco controles remotos universais de televisão. "Agradeço o esforço e a colaboração de todos que assumiram a responsabilidade de levar um pouco de alegria e alento aos pequenos valentes", finalizou o Comandante da Ala 3, Major-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas.

imagens/original/34461/20170614_100802.jpg
imagens/original/34461/20170614_105132.jpg
imagens/original/34461/20170614_105708.jpg
imagens/original/34461/20170614_113204.jpg
imagens/original/34461/img_0858.jpg
imagens/original/34461/img-20170613-wa0007.jpg
imagens/original/34461/img-20170613-wa0009.jpg