RISCO BALOEIRO

Série retrata os perigos dos balões para a aviação

Prática pode ser considerada crime por colocar em risco a navegação aérea
Publicado: 15/05/2017 09:00
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Flávio Nishimori

A soltura de balões pode ser considerada crime, por colocar em risco a navegação aérea. Mesmo assim, essa prática continua sendo comum em várias regiões do País. Somente em 2016, foram registrados pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) 509 reportes de avistamentos no Brasil. De acordo com dados do CENIPA, nos meses de junho e julho há um aumento de 79% no número de ocorrências em relação à média anual.

Muitos não se dão conta dos perigos e transtornos causados por essa atividade. A colisão entre um balão e uma aeronave pode ter consequências catastróficas. Nesta semana, a Aeronáutica preparou uma série especial sobre o Risco Baloeiro, abordando as estatísticas, os perigos e transtornos causados à navegação aérea, entre outros temas.

Na primeira matéria, a ser veiculada ainda nesta segunda-feira (15/05), mostraremos quais são as localidades com mais avistamentos.