ORDEM DO DIA

Dia do Correio Aéreo Nacional e da Aviação de Transporte

Data é celebrada no dia 12 de junho
Publicado: 09/06/2016 10:10
Imprimir
Fonte: GABAER
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Flávio Nishimori

DIA DO CORREIO AÉREO NACIONAL E  DIA DA AVIAÇÃO DE TRANSPORTE

MENSAGEM DO COMANDANTE DA AERONÁUTICA
Brasília, 09 de junho de 2016.

A conquista dos extensos territórios que vieram a formar a vasta Nação Brasileira foi resultado dos esforços de bravos homens que, no século dezessete, lançaram as expedições para além dos limites então pertencentes a Portugal.

O fruto de todo aquele empenho foi a consolidação de um amplo território com áreas que, por muitos séculos, pareciam inalcançáveis. Regiões cujo acesso só era possível por rios e estradas sem pavimento, carentes da presença e suporte do Estado.

Foi com o objetivo de reduzir tais distâncias que um grupo de intrépidos pilotos, cujos precursores decolaram deste Campo dos Afonsos, fizeram história sem mensurar a repercussão de seus atos no cenário nacional.

Aquele voo inaugural entre o Rio e São Paulo, que hoje celebramos, seria o início de uma jornada de decolagens rumo ao interior de nosso País e o alvorecer de uma saga que marcou a aviação nacional.

Ao seguir rodovias e linhas férreas, desbravar campos de pouso e atingir regiões que há pouco eram consideradas inóspitas, os integrantes do Correio Aéreo Nacional deram um grande passo em direção ao desenvolvimento do nosso interior e à Integração Nacional.

Os Bandeirantes do século dezessete conquistaram territórios e expandiram nossa Nação, no entanto, foram os Bandeirantes do Ar que contribuíram para que a população das mais distantes regiões recebesse o tão importante auxílio transportado por nossas asas.

Neste sentido, afirmo que um País caracterizado pela democracia é aquele que, mais do que possuidor de instituições fortes, soberanas e independentes entre si, assegura a igualdade de condições e tratamento entre todo o seu povo.

Desta forma, ao levar a presença do Estado aos mais distantes rincões deste Brasil, o Correio Aéreo Nacional atuou, epermanece agindo, como forte instrumento de ligação entre o povo brasileiro, além de proceder como um permanente catalisador do sentimento democrático.

Uma atribuição do Comando da Aeronáutica que, de tão relevante, esteve registrada em todas as Constituições Federais desde a criação deste sistema.

Ao tratar de cada pouso e decolagem das aeronaves a serviço do CAN, marcadas com o verde e amarelo e as três espadas em sua empenagem, nos referimos a apenas umas das diversas atividades realizadas diuturnamente pelos integrantes da Quinta Força Aérea.

Organização que, forjada pela abnegação e profissionalismo dos pioneiros da aviação de transporte da Força Aérea Brasileira, unificou o controle das operações aéreas e o preparo de suas unidades subordinadas.

Cabe a ela coordenar o extenso rol de atividades que se mescla sob a denominação de aviação de transporte e está diretamente ligada à tarefa de sustentação ao combate. Em especial, promover o fortalecimento doutrinário e a manutenção operacional de suas tripulações em uma variada gama de missões, desde o lançamento de carga e pessoal até as missões de busca e salvamento, voo antártico e o combate a incêndios florestais.

Neste cenário de constante aperfeiçoamento, aproveito esta data comemorativa para anunciar oficialmente a chegada do novo vetor da Força Aérea Brasileira, a aeronave Boeing 767, FAB 2900.

Após cumprir um exigente processo de seleção, em que foram analisados diversos requisitos e fornecedores, o Comando da Aeronáutica celebrou o contrato que retomará nossa capacidade de transporte estratégico e agregará elevada capacidade técnica e operacional ao Esquadrão Corsário e à Força Aérea Brasileira.

Um importante passo que permitirá elevado ganho doutrinário e operacional nas operações de transporte pesado, além de representar uma solução bastante oportuna para o apoio às missões de paz em curso no Haiti e no Líbano. Assim como, no transporte de tropas e forças auxiliares em situações de calamidades ou necessidades de segurança pública, bem como nos Jogos Olímpicos que, em breve, terão início.

É com este anúncio que celebro o Dia do Correio Aéreo Nacional e o Dia da Aviação de Transporte.

Integrantes da Aviação de Transporte,

Cada um dos senhores e senhoras, impulsionados pelo honroso legado dos precursores do Correio Aéreo Nacional, possui o relevante compromisso de dar continuidade aos feitos realizados pelas tripulações de outrora.

Ao fazê-lo, rogo que mantenham sempre elevadas a motivação, o profissionalismo e a resiliência frente aos desafios, para que tenham todas as condições de conduzir, com segurança, as cores de nossa bandeira.

Com este sentimento, estejam convictos de que, ao compor as tripulações de nossas aeronaves de transporte, cada um de seus integrantes atua como relevante suporte humanitário nas localidades menos assistidas onde operam e, ainda, como fator de desenvolvimento e integração de nossa população. Além de importante instrumento de manutenção da soberania de nossa Nação.

Desta forma, tenham sempre em mente que cada pouso e decolagem, cada carregamento e manutenção, possui um objetivo muito maior e mais relevante, pois é a própria população brasileira que se beneficia da sagrada missão de Lançar, Suprir e Resgatar.

Ao reverenciar a abnegação e os feitos de nossos antepassados que traçaram uma trajetória de glórias na aviação militar brasileira, enalteço os esforços de todos aqueles que, no presente, perpetuam o êxito em cada missão cumprida.

Parabéns integrantes da Aviação de Transporte!

Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato
Comandante da Aeronáutica