OPERACIONAL

Em MG, engenharia e intendência treinam apoio logístico para operações militares

A partir de segunda (02/05), hospital de campanha deve atender cerca de 3 mil pessoas
Publicado: 29/04/2016 08:30
Imprimir
Fonte: CIAAR
Edição: Agência Força Aérea, por Ten João Elias

Instrução contra-incêndio  Sd Júnio CostaAté a próxima semana (06/05), Lagoa Santa (MG) sedia a Operação Tropeiro 2016. Iniciado na última terça-feira (26/04), o exercício marca a abertura dos estágios de engenharia e de intendência operacionais. O objetivo é identificar a atual situação das estruturas de um Escalão Móvel de Apoio (EMA) com suas unidades celulares para seu emprego efetivo em situações reais.

Os estágios de engenharia e de intendência têm o propósito de treinar os militares, oficiais, graduados e praças, envolvidos na logística operacional da Força Aérea Brasileira (FAB). Além disso, também desenvolve e padroniza técnicas e processos de atividades de campanha mediante a ativação de um escalão e das unidades que o constituem.

Um escalão móvel de apoio envolve unidades celulares de intendência, engenharia, saúde, tecnologia da informação, segurança e defesa, e também posto de comunicações, responsável por prover toda a infraestrutura de telecomunicações. Neste exercício, o escalão envolve cerca de 200 militares.

Composição da tropa  Sd Júnio Costa“Operações como esta são imprescindíveis para a Força Aérea, pois a atividade-fim da instituição é operacional”, afirma o Major-Brigadeiro do Ar Paulo Borba, Diretor de Engenharia da Aeronáutica.

Atendimento – Na próxima semana (02 a 06 de maio), será realizada uma ação cívico-social durante a Operação Tropeiro. O objetivo é que, com a incorporação dos serviços do Hospital de Campanha, seja reforçada a doutrina integrada de apoio logístico a unidades militares desdobradas. A expectativa dos organizadores é de que 3 mil pessoas sejam atendidas pelos mais de cem profissionais da saúde do Curso de Adaptação de Médicos, Dentistas e Farmacêuticos da Aeronáutica que estão em formação militar no Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), em Belo Horizonte.

“Essa parceria com a prefeitura de Lagoa Santa é interessante, pois os futuros oficiais da saúde da FAB têm a oportunidade de trabalhar em uma situação de campanha, atendendo a população civil nas barracas e fardados. A prefeitura também ganha, pois consegue oferecer especialidades que não tenham no local em algumas situações”, explica o coordenador da ação, Major Médico Rodolfo José Seraphico de Souza Siqueira.

As especialidades oferecidas são pediatria, odontologia, clínica médica, cardiologia, ginecologia, ortopedia, neurologia, otorrinolaringologia, entre outras.

imagens/original/28995/img_5343.jpg
imagens/original/28995/img_5342.jpg