SOCIAL

Unidades da FAB participam do Programa “Justiça na Praça” no Rio Grande do Norte

Militares montaram uma exposição apresentando o trabalho da Base Aérea de Natal, do Esquadrão Gavião e do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno
Publicado: 26/04/2016 13:55
Imprimir
Fonte: CLBI e BANT
Edição: Agência Força Aérea, por Ten Evellyn Abelha

Oficina temática de carrinho e foguete  CLBIA Base Aérea de Natal (BANT), o Esquadrão Gavião (1º/11º GAV) e o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) representaram a Força Aérea Brasileira na 44ª edição do Programa “Justiça na Praça”, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. As unidades da FAB montaram uma exposição apresentando o trabalho e a história das organizações militares, bem como as formas de ingresso na FAB. O evento ocorreu no dia 14 de abril, na cidade de São José de Mipibu, a 30 quilômetros de Natal.

A iniciativa do TJRN abrange todo o Estado, realizando edições durante o ano em diversas cidades do Rio Grande do Norte. O objetivo é disponibilizar à população serviços de garantia da cidadania, como atendimento médico-odontológico, audiências de conciliação e atendimento jurídico gratuito, além da celebração do tradicional casamento comunitário, que nesta edição formalizou a união civil de 135 casais. O Programa ofereceu ainda, no formato de parceria com outros órgãos públicos, serviços de emissão de registro civil, advocacia gratuita e emissão de diversos documentos.

  O CLBI apresentou as principais atividades espaciais do Centro e o Programa Espacial Brasileiro. Foram também disponibilizadas oficinas lúdicas - pintura e montagem - sobre a temática espacial com uso de materiais recicláveis, dentro do Programa “CLBI e Educação: Uma parceria fiel”, direcionando para um comprometimento maior com a educação ambiental. 

Parceiro do Projeto TAMAR, o CLBI realizou uma exposição com diferentes espécies de tartarugas marinhas que desovam na orla marítima da área patrimonial sob responsabilidade do Centro, que conta com trabalho voluntário de servidores da unidade da FAB. “Aprendi que apenas duas tartarugas chegam à fase adulta por conta do lixo que elas comem no mar e é importante cuidar da natureza para que o número seja maior no futuro”, contou Matheus, de 8 anos, aluno do segundo ano da rede pública de ensino após as orientações que recebeu dos militares.

Responsável pela exposição do CLBI no evento, o Sargento Roberto Hugo Martins Nascimento destacou a relevância da parceria com o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. “Um evento respeitável como o “Justiça na Praça”, que mobiliza e atrai diversas Instituições e uma grande parcela da sociedade, é sempre importante para o Centro, pois permite disseminar as atividades da FAB, apresentando a missão bem como as formas de ingresso às fileiras da Força, sobretudo, ao público jovem”.

Desembargadora Zeneide (Tribunal de Justiça do RN)  CLBIDiego Lopes, de 18 anos, que se alistou no Serviço Militar Obrigatório, aproveitou para tirar dúvidas sobre a carreira militar na FAB. “Eu não sabia que poderíamos prestar concurso às escolas militares e sobre o plano de carreira oferecido. Agora, já sei dos concursos para a Escola de Especialistas, Academia da Força Aérea e Escola Preparatória de Cadetes do Ar. Prestarei concurso para todas”, afirmou o jovem.

Visitante do espaço reservado para o CLBI, Edna Lima Cortez, 46, moradora do município e colaboradora do evento, elogiou o trabalho realizado. “É um orgulho saber que nosso Estado abraça há 50 anos uma organização com rica história de pioneirismo, ciência e tecnologia”.