RIO 2016

FAB encerra curso para oficiais de comando e controle que atuarão nas Olimpíadas

Oficiais farão parte das células de comando e controle de operações aeropespaciais
Publicado: 08/04/2016 16:30
Imprimir
Fonte: I FAE/BANT, por Ten Juliana Lopes
Edição: Agência Força Aérea, por Ten Jussara Peccini

Coronel Phelipe do CONDABRA entrega certificado  S2 CanárioOs oficiais da Forca Aérea Brasileira (FAB) que atuarão na defesa do espaço aéreo durante os Jogos Olímpicos do Rio 2016 finalizaram, nessa sexta-feira (08/04), o Estágio de Planejamento e Condução de Operações Aeroespaciais (EPCOA). Com duração de duas semanas, o curso reuniu 55 militares que atuarão no time de segurança aeroespacial da FAB no Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE), em Natal (RN).

“Este estágio foi criado para a condução das operações aéreas durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, então, temos toda a preparação teórica de uma operação, que é o mais próximo que a gente vai chegar de uma situação real para os jogos”, explicou o Major Marcos Paulo da Silva Esteves, Chefe de Planejamento do GITE.

Idealizadores do curso participaram do encerrament  S2 CanárioAlém da preparação teórica, o curso envolveu atividades de comando e controle que serão desenvolvidas pela Aeronáutica durante as Olimpíadas. “Diferentemente da maioria dos cursos, esse se assemelha a um apronto, em que os militares sabem que o que foi aprendido será aplicado em uma situação real”, completa o Major Esteves.

Durante o evento haverá células de comando e controle conjuntas das forças de segurança nas cidades do Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Belém e Manaus.

Um dos coordenadores do curso, Coronel Marcos Phelipe Dias da Costa, do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA), avaliou a atividade como positiva. “Formar recursos humanos para atuar nas células de comando e controle para garantir a soberania do espaço aéreo brasileiro num período tão importante é muito gratificante”, afirmou o Coronel Phelipe.