SOCIAL

Organizações Militares no Sul e Sudeste realizam ações sociais

As atividades incluíram desde o combate ao mosquito Aedes Aegypti até palestras sobre as formas de ingresso na instituição
Publicado: 05/04/2016 09:00
Imprimir
Fonte: BASM / III COMAR / DCTA
Edição: Agência Força Aérea, por Ten João Elias

dia do acolhimento  S1 Thiago CeccimA Força Aérea Brasileira (FAB) realizou diversas atividades sociais no Sul e Sudeste do País. As ações envolveram desde o combate ao mosquito Aedes Aegypti até a participação em eventos estudantis e foram realizadas pelas seguintes organizações militares: Base Aérea de Santa Maria (BASM), no Rio Grande do Sul; Terceiro Comando Aéreo Regional (III COMAR), no Rio de Janeiro (RJ); e Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), em São José dos Campos (SP).

BASM - A Base Aérea participou, nesse sábado (02/04), do Dia do Acolhimento, que teve como tema “A doação voluntária de sangue e o combate ao mosquito Aedes Egypti”. O evento é destinado a recepcionar, principalmente, os jovens universitários que acabaram de ingressar nos cursos de graduação oferecidos pelos diferentes estabelecimentos de ensino superior da cidade.

dia do acolhimento  S2 FerrariSegundo os realizadores, o público presente chegou a 20 mil pessoas. No Stand da BASM, houve exposição de equipamentos utilizados pelos Esquadrões Centauro (3º/10º GAV) e Hórus (1º/12º GAV), além de distribuição de material didático que atraíram o público adolescente para conhecer a FAB e suas formas de ingresso. O evento contou também com a participação da Banda de Musica da BASM.

“A Base tem importância vital na educação desses jovens; seus militares traduzem o que melhor temos como respeito às instituições e valores, que carregamos ao longo da vida. A Força Aérea veio muito bem representada", destacou o Coordenador do Dia do Acolhimento, Coronel Almeida Rosa.

III COMAR - A rotina dos alunos da Escola Estadual Monteiro de Carvalho, no Rio de Janeiro, foi diferente do habitual na manhã de quinta-feira (31/03). Ao invés de aulas de matemática e português, o tema abordado foi as formas de ingresso à carreira militar na FAB. A palestra foi ministrada pelo Sargento Rodrigo Rocha, com participação da Tenente Luciana Almeida e da Sargento Roberta Fernanda Rodrigues, do III COMAR, a cerca de 60 estudantes do ensino médio

  O aluno Gabriel Novaes Caetano, de 15 anos, do 2º ano do ensino médio, interessou-se pelos benefícios da carreira. “Eu achava que a única forma de entrar na FAB era se alistando, nunca imaginei que poderia fazer o concurso e ir morar em outros estados do Brasil”, afirmou. Já a aluna Victoria Pereira da Silva, também do 2º ano, decidiu que quer se formar em intendência. “Antes dessa palestra, eu pensei que só poderia seguir meu sonho de trabalhar com administração na Marinha do Brasil, fiquei encantada com a Academia da Força Aérea, é lá que eu quero estudar”, ressaltou.

O Colégio Estadual Monteiro de Carvalho foi inaugurado em 2008. Atualmente, atende alunos do ensino médio, em seus três turnos, de diversas comunidades cariocas, como Coroa, Fallet, Fogueteiro, Cajueiro, Escondidinho, Serra Corá, Guararapes, Tavares Bastos, São Carlos, Mineira, Turano, Borel, Providência, Santo Cristo, Paula Ramos e Maré.

DCTA - O Departamento participou da 2ª Gincana Interativa 2016 (GIN 2016), voltada ao combate ao mosquito Aedes Aegypti. A atividade, desenvolvida pelas secretarias Municipais de Educação e Saúde, contou com a participação de 18 escolas da rede pública e privada de São José dos Campos (SP).

Na etapa da gincana intitulada “Um dia de Repórter”, os alunos foram estimulados a investigar e fazer questões pertinentes ao combate eficiente ao mosquito Aedes Aegypti, principal vetor da dengue, febre chikungunya e Zika vírus. Os representantes do DCTA, Major Médico Francisco Guida Motta e o Aspirante Engenheiro Fernando Henrique Fabrício Ribeiro, responderam a uma série de questionamentos junto aos representantes do Exército Brasileiro e da Secretaria de Saúde de São José dos Campos que tiveram efetiva participação na mobilização do dia 13 de fevereiro deste ano.

De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Paulo Roitberg, o envolvimento das escolas é parte fundamental para promover a mudança. “O grande caminho para mudar efetivamente o atual estado da dengue no país é mudar hábitos e investir na educação dos adolescentes. A escolha de executar tal ação de maneira descontraída permite difundir as informações de forma interativa, em que as crianças aprendem e também nos proporcionam aprendizado”, disse.

  Além disso, cerca de 300 militares do efetivo do DCTA, entre oficiais, sargentos e soldados, participaram das ações do “Dia Nacional de Mobilização para o Combate ao Aedes Aegypti”. As equipes percorreram regiões classificadas como críticas pela Secretaria de Saúde do município, devido ao alto índice de incidência do mosquito nesses locais.